Você está aqui
Home > Destinos > Por que fazer uma procuração antes de viajar?

Por que fazer uma procuração antes de viajar?

procuração_fazer




Quando eu fui trabalhar a bordo de navios de cruzeiros, nem sequer passou pela minha mente o tanto de coisas que poderiam acontecer em terra, no período em que eu estivesse em alto mar, do outro lado do mundo, e nem o quanto essas coisas poderiam exigir a minha presença para serem resolvidas ou de alguém com uma procuração para me representar.

como fazer uma procuração

Pois bem. Embarquei e algumas coisas foram acontecendo, mas eu não podia resolvê-las, pois estava muito longe e a maioria precisava que eu estivesse presente para assinar, dar o ok ou simplesmente para tomar a decisão. Como não eram coisas urgentes, acabei deixando para resolver quando acabou o meu contrato, nove meses depois.

Receba outras dicas como esta e sobre viagens direto no seu e-mail. Preencha os campos abaixo:

Mas e se fosse algo MUITO urgente?

Se fosse algo urgente, eu infelizmente não poderia resolver e talvez arcaria com consequências graves ou gastaria uma grana maior para resolver às pressas. Mas com uma procuração, esse tipo de problema pode se tornar MUITO mais fácil de ser resolvido.

Alguns problemas que eu tive

Banco (sempre eles) – Quando eu estava a bordo, eu precisei fechar uma conta bancária que estava me dando prejuízos com muitas taxas e eu realmente não tinha pretensões de usá-la. Porém, eu precisava estar presente para isso, coisa que só consegui fazer seis meses depois, quando o navio chegou no Rio de Janeiro.

Faculdade – Eu havia terminado a faculdade, mas fiquei devendo algumas horas complementares e eles não poderiam me entregar o diploma, caso houvessem pendências. E após resolvida essa pendência, a retirada do diploma só poderia ser feita por mim ou alguém com uma procuração.

Os meus “problemas” foram pequenos e pude resolvê-los depois, com mais tempo e tranquilidade, mas com uma procuração, teria resolvido na hora.

Exemplos de problemas/ necessidades que podem ocorrer na sua ausência

Banco – Além do problema de fechamento de contas, outras coisas podem ocorrer, como no exemplo a seguir: Você está viajando e usando o seu cartão para compras e saques, e em algum momento você erra a senha algumas vezes e seu cartão é bloqueado. Alguns bancos só fazem o desbloqueio do cartão se o titular comparecer à agência. Mas, com uma procuração em mãos o seu procurador pode resolver isto para você.

Compra/ Venda de imóveis ou outros bens – O seu representante no país pode tomar as decisões por você caso precise fazer algo do tipo.

Abertura/ Gerenciamento de uma empresa – Durante as viagens, oportunidades podem surgir. E se você precisar abrir uma empresa para levar algum plano adiante? Esta pessoa também pode resolver ou ajudar com questões necessária pra você e sua empresa.

Passaporte/ e ou outros documentos – Em alguns países fica totalmente inviável se deslocar de uma cidade para outra onde tenha uma embaixada brasileira. Resolver algumas questões sobre o passaporte e sua situação fora do país, pode ser mais fácil se feita no Brasil.

Clique aqui para saber como fazer uma procuração de plenos poderes.

E nós, vamos fazer uma procuração?

Agora que estamos indo para a Ásia, e o nosso plano é de ficar um longo período por lá, nos vêm à mente a questão da importância de se fazer uma procuração. Não podemos correr o risco de algo acontecer enquanto viajamos e termos que parar uma parte da viagem ou ficar correndo para resolver assuntos burocráticos.

Portanto, sim faremos e deixaremos as procurações com um parente de confiança, para que possa resolver assuntos que forem surgindo ou que necessitem de nossa “presença” para uma solução.

Dica importante:

Na hora de fazer uma procuração, tenha em mente o que você quer colocar no documento e quais poderes você está cedendo à pessoa, pois se por exemplo, você precisar vender um imóvel ou veículo em determinado momento e o mesmo não estiver descrito entre os itens que você possui, essa procuração pode se tornar um papel inútil, pois os bancos e/ou órgãos não a aceitarão e isso pode gerar uma dor de cabeça maior.

O que fazer em caso de problemas ou não aceitação?

Uma saída para este caso, seria ir até um consulado ou embaixada brasileira no país em que está e com a ajuda de um profissional, fazer uma nova procuração. Tenha certeza de que você está seguindo o modelo ou requisitos do órgão ou banco que receberá o documento, pois caso contrário, terá que fazer de novo e de novo até que esteja da forma que eles querem.

Neste post, a Victória explica direitinho como fazer uma procuração e dá dicas de valores. Espero ter ajudado e que vocês não tenham problemas durante a viagem e se houverem, que sejam resolvidos sem maiores dores de cabeça e processos burocráticos.

Qualquer dúvida, deixem um comentário aqui em alguma de nossas redes sociais e deem uma olhada no nosso canal do YouTube, traremos mais dicas importantes nos próximos meses.

Veja também:

 

Bruno Miguel
Paulista e criador do Na Proa da Vida, sempre foi um viajante, quando desde criança viajava nos livros de viagem e nas fotos que o tio trazia das voltas pelo mundo. É criativo, adora experimentar comidas diferentes, aprender coisas e idiomas novos e ama praticar esportes. Já visitou 18 países e, entre eles, os que mais gostou foram: Turquia (Istambul), Portugal, Bolívia e Peru além do nosso maravilhoso Brasil.
http://www.naproadavida.com/

Leave a Reply

Top
Close