Você está aqui
Home > Destinos > Mal de altitude: saiba como evitar o soroche

Mal de altitude: saiba como evitar o soroche

Vai para a Bolívia, Peru ou algum outro país em que o mal de altitude é um grande desafio? Previna-se para não perder momentos importantes da viagem! O soroche, como se chama o mal de altitude causado em países onde a altitude é muito elevada, torna-se um problema a ser considerado.




Bolivia - Mal de altitude como evitar
Victória “viciada” em folha de coca depois de passar mal de altitude em nosso mochilão na América do Sul.

Em nosso mochilão para a América do Sul, viajamos para Bolívia e Peru, que chegam a uma altitude de mais de 3,500 metros em algumas cidades e tivemos duas situações diferentes: Victória, que não conseguia andar, passava mal e só queria ficar na cama e Bruno, que nem sentiu direito a diferença (ou decidiu ser mais forte para cuidar da amada hahaha). Num cenário de 50% de chances de sofrer com o mal de altitude, o melhor é se prevenir. Como? Segue as dicas:

Antes da viagem: como evitar o mal de altitude

Nós desembarcamos de nosso trabalho em navios de cruzeiro e, depois de um mês, já estávamos indo para o mochilão na América do Sul. Por isto, não fizemos nada antes para nos preparar para a altitude. Na verdade, nunca nem pensamos no mal de altitude como um problema a ser considerado.

Mas, existem algumas formas de se prevenir do mal de altitude como, por exemplo, chegar de ônibus ou carro e, assim, você tem uma ascensão gradual que não acontece com o avião. Se não puder fazer isto, reserve o primeiro dia para descanso e alimente-se levemente, tomando chá de coca sempre que possível e não faça muita atividade física nos dois primeiros dias de viagem. Eu fiquei o primeiro dia todo no hostel em La Paz, e no segundo fomos visitar as atrações mais simples da cidade.

Tem também um remédio chamado Diamox que você pode tomar 24 horas antes de chegar ao destino, duas ou três vezes ao dia que pode ajudar a prevenir.

Não viaje sem seguro! Quando fizemos o nosso mochilão pela América do Sul, nós não compramos seguro viagem, o que hoje, consideramos um erro grande, pois algo ruim poderia ter acontecido durante a viagem. Se prevenir é muito importante, principalmente quando se trata do quesito saúde. Comprovamos isso quando o Bruno bateu a cabeça e precisou ser hospitalizado na Tailândia. Nós estávamos cobertos pelo World Nomads e o suporte foi sensacional, e em português. Outro grande parceiro brasileiro é a Real Seguro Viagem. Saúde durante a viagem não é brincadeira, não arrisque viajar sem seguro. 😉

Durante a viagem: como evitar o mal de altitude

Conversando com os locais, descobrimos três coisas que super ajudam a minimizar o mal de altitude:

1) Mascar folha de coca (6 pesos bolivianos/2,80 reais): o efeito é instantâneo, mas momentâneo haha vou explicar: você mastiga a folha de coca e engole o líquido que sai dela, em seguida cospe a coca (parecendo que está vomitando de tão ruim que é o gosto). Depois disso, por uns 3 minutos, você se sente normal e saudável de novo. Depois que passam estes três minutos, volta tudo de novo (pelo menos comigo foi assim). 😛

2) Balas de coca (20 pesos bolivianos/9 reais): Outra opção ainda falando da coca, mas um pouquinho menos amarga, são as balas de coca (caramelos de coca em espanhol) que às vezes são feitas com mel, e que nós não encontramos em La Paz, mas os brasileiros que conhecemos pelas ruas da cidade disseram que haviam comprado e funcionava um pouco melhor que a folha.


3
) Soroche Pills (32 pesos bolivianos/15 reais): é o remédio dos Deuses da Bolívia. Só depois dele que me senti uma humana de novo e conseguia andar, falar e me movimentar sem tanta dificuldade. Demoramos uns 2 dias para descobri-lo e, depois dele, tudo mudou. 😛


O que recomendamos é uma mistura dos dois: mastigar folha de coca/chupar a bala e tomar o soroche nos momentos indicados pelo farmacêutico. Nunca é demais 😀 Eu também tomei umas balinhas de hortelã que me ajudaram bastante.

Além disto, não esqueça de se hidratar bastante, não comer tanto sal e comer mais carboidratos. A ingestão de álcool e fumar atrapalham bastante na aclimatação também.

Alguns dos países em que o mal de altitude deve ser considerado:

  • Europa: Armênia e Andorra.
  • Ásia: China, Afeganistão,  Butão, Nepal, Quirguistão e Tajiquistão.
  • África: Lesoto.
  • América do Sul: Bolívia, Chile, Peru, Colômbia e Equador.

Gostou das dicas? E como foi a sua experiência viajando em cidades de altitude elevada? Conta pra gente aqui nos comentários! Para mais informações e dicas de viagem, siga as nossas redes socias: Instagram, Facebook e YouTube. 😛

Veja também:

Fontes de pesquisa:

Curtiu o post e quer saber mais sobre as nossas viagens? Siga-nos nas redes sociais:

Victória Farina
Victória Farina
Nascida em São Paulo, estudou Lazer e Turismo (USP) e tem no DNA a palavra viagem. É muito organizada, mas se perde totalmente quando o assunto é mapa ou localização. Ama dar dicas de viagens e contar as experiências que já viveu. Já visitou mais de 30 países e, agora, está viajando pelo Sudeste Asiático, num mochilão que já dura um ano.
http://www.naproadavida.com/

Leave a Reply

Top
Close