Você está aqui
Home > Palavras usadas a bordo Navios de Cruzeiros

Todos sabem que o idioma oficial a bordo é o Inglês, mas existem diversas outras palavras que são usadas somente a bordo, e algumas ninguém sabe dizer a que idioma pertence, porém todos usam e sabem o significado. Algumas vem de idiomas conhecidos como Inglês, Espanhol, Italiano e Tagalog. Para você que sempre ouviu e não faz ideia do que quer dizer ou vai embarcar e com certeza vai ouvi-las, eu fiz um pequeno glossário com o significado delas e o que eu entendia de cada uma. É claro que você pode ter outra interpretação a bordo ou dependendo da cia. No geral, estas são as palavras mais usadas a bordo:





Obs.
: Se esqueci de alguma, deixe-a nos comentários ou na página do Facebook e posso escrever sobre ela. E se houver alguma escrita de forma errada, desculpe, mas eu sempre ouvia, nunca a vi na forma escrita.

Se estiver procurando por uma palavra específica, digite CTRL+F, e na caixinha a palavra que procura.

Alcohol and drug test É o teste que a companhia faz, para saber se os tripulantes andam usando ou exagerando nas bebidas e drogas. Particularmente nunca fui chamando, mas fiquem espertos, pois eles costumam fazer o teste depois de algum overnight ou crew party.
At sea Como a palavra sugere em inglês, em alto mar ou em navegação. Isso pode variar de acordo com a rota. Você pode passar uma tarde at sea, para outro porto. Um ou dois dias, para outro país e até mesmo uma semana quando está fazendo o crossing
Andiamo Quem trabalhou em companhia italiana sabe bem o que é isso. Todo mundo usa isso o tempo todo. É algo como “Vamos”. Mas eles acabam usando pra apressar mesmo. Você vai saber diferenciar quando ouvir.
Assistant Waiter É o assistente do garçom. O trabalho é basicamente pegar todos os pratos e bebidas, enquanto o garçom pega as ordens e alguns pratos. Tem funções também no buffet durante o dia. O Snack Steward, tem a oportunidade de fazer training para tentar a promoção.
Back and Forward Pool Cada navio tem uma estrutura diferente, mas a maioria terá uma Back Pool (piscina do fundo/ de poupa) e uma Forward Pool (piscina da frente/ de proa), que às vezes é chamada também de Central Pool. Normalmente ficam nos últimos andares, onde o sol bate melhor e por mais tempo. Esses nomes podem mudar de acordo a companhia e até mesmo departamento.Obs.: A Back Pool às vezes é usada para as Crew Parties.
Baclat Eu não sei bem de onde vem essa palavra, mas via muitos filipinos e indonésios usando. Isso quer dizer algo como nós usamos aqui para: Viado, bicha, boiola e por aí vai. Ou seja, uma forma de falar que alguém é gay, mas com um tom de brincadeira.
Bar Waiter É o garçom do bar. Tira ordem, leva aos bartenders, prepara o garnish, e entrega as bebidas. É uma posição tranquila e ganha-se bem de acordo com o esforço de cada um.
Basura Em espanhol significa “lixo”. No navio não é diferente, o que muda é que eles usam a palavra para falar das pessoas. Você sempre vai ouvir alguém chamando alguém de basura
Black Sea O nome também já diz. É o mar negro. Por onde navegamos para chegar até Turquia, Ucrânia, Romênia entre outros. As águas são bem tranquilas e de vez em quando é possível ver baleias ou golfinhos.
Bomboclat Também muito usado pelos asiáticos, isso quer dizer algo como “idiota, troxa, palhaço etc”. Eles usam na maioria como uma forma de brincadeira e você também vai perceber se alguém estiver falando sério.
Brata Essa todo mundo vai ouvir um dia à bordo. Brata quer dizer que fodeu. Às vezes, que fodeu muito.Quando o navio pára em um porto que fica até às 14h e todos os passageiros devem estar a bordo até esse horário, vai dar brata para o pessoal do restaurante, que vai ter de servir os passageiros que voltam famintos, com vontade de comer até o capitão. Dia de embarque, brata pra recepção, que tem que orientar os pax em várias coisas. A fila fica enorme. At sea é brata pra vários departamentos, pois todos os pax estão a bordo. Tem gente que fica em brata nos relacionamentos, tá ficando com duas pessoas ao mesmo tempo à bordo?? Haha, Brata meu amigo!
Break Todos já devem saber o que significa. É o seu tempo de descanso ou pausa no trabalho. As horas variam de acordo com o departamento e cruzeiro. Algumas pessoas tem mais breaks outras menos durante o dia. Normalmente, temos dois ou três breaks durante o dia, e alguns podem chegar a até 8hrs. Tem gente que trabalha 12×12, ou seja, trabalha doze horas e folga às outras doze, nunca fiz, mas acho que não curtiria muito.
Bridge É a Ponte de Comando. Onde ficam o capitão e seus cães. A visão da bridge é incrível, ver um pôr do sol de lá, não tem preço. Eles aproveitam também para dar uma olhada na Crew Beach, onde as bailarinas passam o dia fazendo top less. É de lá que saem todos os sinais de emergência e informação. Qualquer problema “call the bridge…”
Buffet É o restaurante informal do navio, o buffet, self-service, que normalmente fica nos últimos andares, perto das piscinas. Serve tipos variados de comida e pizzas e está sempre lotado de guests.
Cabin Key É a chave da nossa cabine, cada tripulante tem uma, alguns tem duas dependendo da máfia ou amizade com o Chief Crew. Essa é uma das coisas que vão estar sempre com você, ainda mais quando você volta da rua atrasado e precisa se trocar muito rápido. Já quebrei a cara assim.
Cabin Mate É a pessoa que divide a cabine com você. Normalmente é só um, mas já ouvi gente dizer que tinha até três Cabin Mates, pois eram quatro na mesma cabine. Às vezes acontece de a pessoa não ser assim tão “mate”, aí você pode tentar trocar de cabine ou conviver com aquilo, já que nem todo mundo é “mate” a bordo.
Cabin Party Sabe quando você quer colocar São Paulo dentro de Santos? A Cabin Party é tipo isso. 15 pessoas (ou muito mais) em uma cabine que dormem duas. As noites são bem animadas quando tem Cabin Party, é uma bagunça legal. As histórias são cada vez as melhores e a diversão é certa. Sempre vai ter uma Cabin Party depois de uma Crew Party, é lei. Tente ir nas melhores, tem uma galera meio errada e se você estiver junto, roda também. Mas a maioria é sempre boa e lotada.
Call the bridge (liga pra ponte) Quando alguém fizer e você não gostar. Nem adianta chorar, ou eles vão te dizer “call the bridge”. Todo telefone à bordo faz ligação pra ponte, então algum fdp sempre vai te falar “call the bridge” quando você estiver puto com algo.
Cambuza ou Cambuzeiro É a pessoa responsável por fazer o abastecimento de todos (ou quase todos) os itens que são usados no buffet ou departamento em questão. No bar, essa pessoa seria o Barboy, só que ganhando bem mais. É uma função meio treta, pois você tem que puxar o troller sempre lotado de coisas do deck 0 até o deck 9 e organizar todos na “dispensa” (não me lembro o nome agora) e freezers. Normalmente os supervisores perguntam se você está disposto a trabalhar nessa função. É um pouco pesada, mas tem os benefícios, pois você pode ter contato com várias pessoas que fornecem as coisas no navio. Tive vários amigos nessa função, e sempre conseguiam de nutella, caixas de polenguinho à algumas garrafas de vinho e tem a chance de dar umas escapadas, fazer um mamagaio durante o dia e até mesmo fazer o seu horário, se tudo estiver abastecido.
Capo Chefe, em italiano. Todo mundo usa a palavra “Capo”, seja se referindo ao chefe ou não. Chamamos os amigos de capo, supervisor, crewbartender e até meu irmão, quando desembarquei.
Caput É usado pra tudo. Se você está só o fio da rabiola, caput. Quebrou a TV da cabine, caput. Tudo que quebrou, que tá uma merda. Caput!
Cazzo Todos devem saber o que aconteceu com o Costa Concórdia (Vada a bordo, cazzo!), e daí em diante, essa palavra sempre é usada. Cazzo pode significar várias coisas, mas a melhor palavra é “caralho”. Daí você interpreta como quiser e com os vários significados da palavra “caralho” que existem.
Chief Crew Tenha uma boa relação com esse cara (às vezes mulher). É quem resolve muitos dos problemas operacionais dos crews. Troca de cabine, ficar sozinho na cabine, ter alguém pra limpar, escapar da Cabin Inspection, comer depois do horário no mess, festa na cabine e outras mil coisas, passam por ele e os assistentes. Portanto, seja amigo dele.

 

Crew Help - ajuda para trabalhar em navios de cruzeiros | agências de recrutamento

 

Crew Area É a área reservada aos tripulantes, onde ficam todas as cabines, mess, Crew Bar, Crew Gym, Smoking Point e escritórios dos responsáveis pela tripulação. É também os caminhos dos Crews por dentro do navio, para evitarem a área de passageiros. É proibida aos passageiros, mas como os tripulantes sempre estão nas áreas deles, fora do horário de trabalho, volta e meia aparece um passageiro rondando na área de crew.
CREW BAR Caramba! Nem sei o que falar do Crew Bar. Esse é o nosso espaço predileto. É onde acontecem a maioria das festas acontecem, é pra onde vamos a maioria das noites após o expediente ou descansar em um break da tarde, é onde começam a maioria dos rolos e amizades, é onde paga-se US$0,25 em uma Coca-Cola e US$50 em uma cerveja, onde deixamos todo o nosso Crew Pass, onde vemos brigas, discussões, fofocas, karaokê, cantores, video game na madrugada. O Crew Bar é tudo isso e muito mais, só estando a bordo pra saber o que é isso.
Crew Bartender É o bartender que fica responsável pelas bebidas do Crew Bar, normalmente ganha menos que as pessoas que trabalham no atendimento aos passageiros.
Crew Beach Ahhh a nossa praia! A Crew Beach é a praia do tripulante. São duas “jacuzzi” normalmente, às vezes quente às vezes congelada. Muitos tripulantes tem o hábito de usar a crew beach, seja pra tomar um sol, pra ver o mar e descansar ou para ver as bailarinas pegando uma cor. Ela sempre lota em dias de at sea, e no crossing fica mais que lotada, já que estamos chegando no nosso país tropical. Tem gente que faz festa à noite, pinta e borda na área que o pessoal da bridge não consegue ver ou até chegar um security. Se a crew beach falasse, muita gente não embarcava mais (entendedores entenderão).
Crew Cashier Na maioria das vezes uma pessoa mal humorada. Esse é quem mexe com o dinheiro do tripulante a bordo. Eles faz os pagamentos no “pay day”, resolve (ou finge) os problemas que você tiver com salário, faz a cobrança do Crew Pass, envio de dinheiro para outros países entre outros.
Crew Gym É a academia dos tripulantes. Tem vários equipamentos e você consegue sim se exercitar. Varia de tamanho e localização de acordo com o navio, normalmente é no deck 0, onde ficam várias outras coisas dos tripulantes.
Crew Office É o escritório para resolver as coisas do tripulante. Onde ficam o Crew Purser, Crew Cashier e outras pessoas. Qualquer problema, você pode ir até o crew office, só não é garantido que resolverão.
Crew Party Preparem-se! Porque quando o assunto é Crew Party, o bicho pega. Crew Party é tudo aquilo que acontece no crew bar e MUITO mais. A cada cruzeiro tem pelo menos uma pra alegar a vida sofrida do tripulante. Quando o cruzeiro é grande e tem mudança de horários (fuso-horário), podem rolar até três festas no mesmo. Aí é pra matar os crew. A maioria das festas tá sempre lotada, o nome muda a cada festa, mas a música é basicamente a mesma. Não importa, a diversão é sempre diferente, sempre acontece algo diferente e isso é outra coisa que só estando a bordo pra saber como é. Algumas vezes, eles a organizam na Back Pool, que fica muito mais aberta e todo mundo quer ir. Na maioria das crew parties, quando acaba, também tem o after, que uma galera vai pro Smoking Point ou acontecem as crew parties, que são outras loucuras à parte.
Crew Pass É a sua identidade. Seu documento para todas as horas, é com ele que vc vai se identificar caso aconteça algo fora do navio, já que o passaporte fica sempre com eles. É ele quem garante a sua entrada e saída do navio. Nele, a companhia disponibiliza uma quantia pra que você possa gastar dentro do navio, que pode ser US$100 ou €100, depende da cia, salário ou o que você escolhe. Se esse dinheiro acabar, antes de recarregarem, é possível colocar mais indo ao Crew Purser ou Crew Cashier. Tente não perder esse cartão ou não emprestar pra ninguém, tem muito safado que se aproveita do descuido pra comprar as coisas no seu Crew Pass, e o Crew Purser enche o saco quando você vai pedir outro.
Crew Purser É a pessoa responsável por resolver as questões do tripulante, desde embarque/desembarque à resolver as dúvidas que o crew possa ter. É a pessoa que vai fazer o seu crew pass, cuidar de transfers, e outras questões que você vai saber que competem ao Purser.
Crew Sales Não, a companhia não vende os tripulantes, muito menos você vai sair vendendo coisas por aí. A Crew Sales é uma das ações que a cia realiza para a tripulação. Nesta, os crews tem a oportunidade de fazer compras no shopping de pax, com um desconto na maioria dos produtos. Pode ser uma oportunidade de comprar algo que queira há um tempo, por um preço mais bacana.
Day Off Normalmente isso é lenda. Dificilmente tiramos um day off, dependendo da posição até rola, mas a maioria nunca tira, o que eles dão são algumas horas off. Te dão um break maior te tirando de alguns horários de trabalho, assim você tem tempo de ir numa excursão, visitar algum lugar muito longe do navio, como Roma, Acrópole. No restaurante eles costumam dar lunch off, que pode dar um break bem grande.
Deck O deck é o piso, o andar de um navio. Os navios têm vários andares, então os decks são: deck 1, deck 2… deck 18 dependendo do tamanho de cada navio. A maioria dos tripulantes ficam nos decks mais baixos que vão do deck 2, 1, 0 e A. O deck 0 é o principal para os tripulantes na maioria dos navios, pois é lá que ficam os “mess”, o Crew Bar, Crew Gym, os acessos à elevador e às cabines. As áreas de trabalho normalmente são nos decks mais altos, começando nos decks 3 e 5, e nos mais altos ficam o buffet, as piscinas e outras atrações. Claro que cada navio tem sua própria estrutura.
Don’t like go home Simples assim, don’t like go home! Isso é o que vão te dizer quando estiver insatisfeito com algo. Quando te passarem algum duty que você não gosta, e você reclamar, é isso que vai ouvir. Algum FDP vai te irritar, tentar te tirar do sério, e é isso que vai te dizer, afinal, se tiver agressão, tem desembarque. Ou seja, você sempre vai ouvir isso, porque se, você não gosta? Tá insatisfeito? Vai pra casa!
Drill Esse é complicado. É importante, mas nenhum tripulante gosta de fazer, pois na maioria das vezes acaba pegando algum dos nossos preciosos horários, de descanso ou de sair. O drill é a simulação de emergência feita com os passageiros sempre que eles embarcam, e cada crew tem uma posição dentro do navio em caso de emergência para orientar os passageiros. O pior é o drill só para tripulantes, pois pode levar muito tempo, e normalmente é feito em portos que você quer muito sair. Nesse, tem simulação de várias coisas, eles descem os life boats na água e tudo mais. Portanto, esse drill leva bastante tempo, e era pior pra mim, quando cheguei no Costa Serena, me colocaram no fire team, de cara eu vi que tava fodido, mas dei um jeito de mudar.
Duty É basicamente a função a bordo ou no departamento. Claro, cada tripulante tem sua função. Às vezes eles usam o duty como horário de trabalho “on duty” fazer “mamagaio” é quase sempre on duty.
Fire Team A bordo dos navios existem várias equipes que são treinadas para casos de emergência, algumas pessoas ficam no direcionamento, outras descendo e controlando os “boats”, evacuando e outras não fazem nada. E existe também o fire team, que é quem vai tentar apagar o fogo, caso haja. Ser do fire team é complicado, e o pior, você nunca consegue trocar o Port Manning. Em outro post vou contar como era, e como fiz pra sair dessa.
Gangway Essa tem uma misto de sensações e diferentes histórias. É o primeiro lugar que você pisa quando entra no navio e o último quando desembarca. Porta de saída e entrada para várias cidades e lugares incríveis. Lugar onde você se despede dos amigos e “amores” à bordo. Cada um tem uma história pra contar sobre a gangway.
Garnish É a fruta ou objeto usado para enfeitar as bebidas ou outras coisas. Os cocktails sempre (ou quase) são servidos com o garnish, que pode ser fruta, mini guarda-chuva, azeitonas entre outras criatividades.
Hand Inspection É a inspeção feita pelo doutor, para saber como estão as mãos dos tripulantes. Geralmente, feito para pessoas que trabalham com comida, bebida ou limpeza.
Hard Time Espero que não aconteça com você, mas a bordo, como em qualquer outro trabalho, tem muita gente FDP, porém a bordo fica mais visível. E normalmente essas pessoas fazem de tudo pra te dar hard time, sempre de alguma forma tentando atrapalhar o seu trabalho, se for um supervisor, te dando mais trabalho, estendendo o seu horário ou te deixando sempre na pior função. Você vai perceber quando estiver tentando te dar hard time.
Healthy Corner Essa é pro pessoal do restaurante. No buffet, existem várias linhas no sistema self-service, e uma delas é a Healthy Corner, uma linha pequena, que está sempre aos lados das linhas principais (main line). São pequenas, e por isso normalmente colocam uma pessoa para cuidar das duas. A comida é sempre saudável com cereais, frutas, iogurtes, leite de soja e frios no café da manhã, e no almoço são as sobremesas e frutas. Elas ficam do lado das máquinas de sorvete, e isso dá uma brata danada. As coisas acabam muito rápido, e se você estiver sozinho para as duas, vai ter que correr meu amigo.
Helper É o ajudante. Isso pode ser em qualquer departamento, mas é mais comum no restaurante, arrumação das cabines e organização das malas. O helper pode ganhar uma grana extra quando ajudar, se chamado pelo supervisor. Alguns fazem helper durante o horário de descanso.
Hindi É o idioma oficial da Índia, portanto, o idioma falado entre os indianos. Existem milhares de outros idiomas na Índia, mas como nem todos são do mesmo lugar, usam o Hindi.
Home Port É o porto principal do navio no continente em que estiver fazendo a temporada. É onde abastecem a maioria das coisas, embarcam a maioria dos tripulantes e em grande parte, onde embarcam toda a leva de passageiros. Normalmente, um cruzeiro começa e termina neste home port.
Kawan É a forma como os indonésios chamam alguém de amigo, irmão, mano. Normalmente eles falam “apakabar kawan?”, que significa “Como vai, amigo?” em indonésio. Com o tempo, você vai aprender mil palavras de cada nacionalidade.
Kuyá E essa, é a forma que o os asiáticos usam para chamar de irmão, brother, mano. Nunca ficou muito claro se é algo indonésio ou dos PH, porque eu sempre via eles falando, mesmo que de PH pra indonésio ou vice-versa.
Lunch Off Esse também é mais conhecido do pessoal do restaurante. A maioria das pessoas trabalha durante o almoço, pois é um dos picos do dia no cruzeiro. Então, para compensar as várias horas trabalhadas, os supervisores tentam dar um lunch off, para que você possa sair ou descansar por mais horas. Caso isso não aconteça, peça! Eles vão dar, mas alguns enrolam o quanto podem. E se não forem com a sua cara, a chance de pegar um lunch off cai drasticamente.
Máfia É uma das formas de tornar a sua vida à bordo um pouco melhor, ou menos complicada. Fazer máfia é trocar algo que você tem, por algo que você quer. Fiz um post contando mais sobre as máfias.
Mafrend É a forma que eles usam para falar “My friend”. Tudo sempre vai ser cortado, então acostume-se.
Magazzinero ou Magazzino Pode ser a pessoa responsável ou o lugar. É normalmente quem abastece o departamento com os materiais necessários para manter a ordem, limpeza e funcionamento. O “storage” onde se guarda as coisas também pode ser chamado pelo mesmo nome.
Main Line É a linha principal do buffet. Junto com a pizzaria se transformam nas maiores áreas de distribuição de comida do buffet, cada uma em uma ponta, é claro. A main line na maioria das vezes dá muita brata, pois quase sempre tem comida por lá, e sempre tem pax querendo comer.
Mamagaio Ahhhhh, esse todo mundo conhece ou já fez. Mamagaiar é a arte de enrolar, não fazer nada, dar um migué, fingir que trabalha e etc. Eles sempre vão usar essa palavra pra muita coisa, todo mundo acaba virando mamagaio no final. Tem gente que é profissa em mamagaiar, dormir no banheiro por um tempo, ir dormir na cabine em horário de trabalho, ficar na Crew Area descansando são só algumas das mamagaiadas.
Medical Off Se puder, fuja desse (ao menos que seja de mentirinha). Pegar medical off à bordo é complicado. Às vezes é preciso, para ter uns dias de descanso. Mas quando realmente se tem algo, é problema. Enfim, o medical off é o período que você fica em repouso por estar doente, com dores ou com algum problema mais sério. É como se você estivesse de atestado, em terra.
Meeting Point É o ponto de encontro, e isso para várias coisas. Mas o que mais usamos é em relação ao nosso ponto de encontro, em caso de emergência. Você deve decorar o seu meeting point para não ter problemas, e caso tenha drill surpresa, não levar warning de bobeira. O pessoal do Tour, usa a palavra para dizer aos passageiros de onde sairá a excursão. Enfim, meeting point é meeting point mesmo.
Mess São os lugares onde os tripulantes fazem as refeições. Cada “divisão” da tripulação tem um mess próprio. Existem o Crew Mess, Staff Mess e Officer Mess. E cada sabe onde deve comer. A comida do Staff e Crew Mess não muda TANTO, mas tem uma galera que se acha por frequentar um ou outro. Eu não comia tanto no Crew Mess, pois tinha a comida do restaurante de passageiros, que era bem melhor.
Mop É um esfregão que serve para a limpeza do chão. Normalmente é usado pelas posições que tem como função limpar sua área, estação ou todo um espaço.
Nametag Uma parte do seu corpo, a nametag é a identificação que usamos no peito. É obrigatório usá-la em todas as áreas do navio, até mesmo nas áreas de crew. Nela, tem o seu nome, cargo e país de origem com a bandeirinha do país. É bom ter sempre mais de uma, por isso mantenha o bom relacionamento com o Store/ Uniform Keeper. Eu tinha uma com o nome que eu escolhia, bandeira diferente (pra brincar) e tive uma com o nome Bruno Mars, que era como todos me chamavam à bordo.
No interés Esse é óbvio pra gente, pois vem do espanhol, mas todos usam. Se alguém vier te encher o saco ou dar palpite, manda um “no interés” que ele vai murchar. Eles fazem a mesma coisa quando você dá uma opinião. Depois de um tempo, você vai acabar usando isso para muitas outras coisas.
Outside Seria “lá fora” “do lado de fora” e no navio eles usam de forma correta. Mas quando querem ter perguntar algo, não fazem a pergunta toda “Will you go outside today?” ou “Are you going outside?”. Eles simplesmente falam “outside?” e pronto. É claro que no começo você não entende, mas vai acostumando, porque eles sempre fazem isso com as palavras.
Overnight Ahhhh os overnights! Os Crew piram… Esses são os melhores. Uma das melhores coisas da vida a bordo é poder passar a noite nas cidades, e é pra isso que existem os overnights. Normalmente não acontecem tantos, então quando acontece todo mundo vai para a cidade curtir a noite e se divertir. Alguns viram a noite e voltam na tarde do dia seguinte. Quando digo “todo mundo”, me refiro à tripulação, porque os pax nunca querem sair do navio no overnight, pois não querem gastar, então ficam dando brata à bordo, nos impedindo de sair mais cedo. As histórias de overnight são as melhores, sempre acontece algo diferente. Em breve postarei sobre os overnights de Lisboa, Ibiza, Buenos Aires e Rio de Janeiro.
Paisano É como eles chamam alguém da mesma nacionalidade. Todos os brasileiros são meus paisanos. Se eles forem com a sua cara, vão te chamar de paisano também, mesmo que você não seja PH ou indonésio, e nesse caso eles abreviam e te chamam de “paisa”.
Párê É como os PHs usam para falar “amigo” “mano” “bro”. Eles sempre falam “Hey párê…”, então você pode usar também.
Pax É a forma usada para falar “passageiros”. Isso não é só a bordo, mas lá você vai ouvir bastante. “3.000 pax embarcaram” ou “Tem um pax chato pra caramba” e por aí vai.
PH É a forma como usamos para falar dos filipinos, dessa forma eles não percebem tanto, pois se você usar a palavra “filipino” eles vão entender, pois é igual em Tagalog.
Port Manning Desse ninguém gosta! O port manning, foi criado por conta das leis marítimas, que exigem que tenha uma porcentagem da tripulação a bordo do navio, quando ele estiver atracado em algum porto, por motivos de segurança. Para controlar isto, a companhia (no caso da Costa Cruzeiros) divide os tripulantes em letras, no caso, a palavra C-O-S-T-A. Então cada letra, equivale a um dia do cruzeiro, retornando sempre para a “C”, esses devem ficar a bordo e isso é definido uns meses antes. É possível trocar dependendo do seu depto e função, em outro post eu falarei disso.
Portside A atualizar…
RFE RFE – É o curso da Costa Cruzeiros, as três letras são as iniciais para “Ready For Excellence”. O curso inicialmente acontecia em Santos, na Universidade Unimonte, há pouco tempo, eles expandiram o curso para outras cidades.
Restaurant Station/ estação É a estação de trabalho dos garçons e assistentes. Cada estação possui um número de passageiros, normalmente 18 pessoas. O número pode variar de um cruzeiro para outro.
Saboneta Todo mundo já fez uma saboneta! Apesar de se aplicar mais ao pessoal que limpa alguma coisa no navio, saboneta é clássica. Normalmente usamos pra falar que algo foi mal feito, mal limpo ou mal acabado. Snack Steward faz saboneta limpando as estações, Cleaner faz saboneta master nos banheiros e áreas públicas, cozinheiro faz aquele arroz saboneta, Bartender manda um Long Island Ice Tea bem saboneta. No final, tudo vira saboneta, até mesmo casal reclamando que o parceiro faz sexo saboneta.
Safety Shoes São aquelas belas botinas que a gente tem que usar durante o horário de trabalho. São sapatos fornecidos pela companhia de uso obrigatório, pois se algo acontecer com você, e não estiver usando os safety shoes, a cia pode não cobrir os custos de médicos e indenizações, alegando que foi negligência do tripulante. É grande, é feio e nem sempre é tão seguro assim, mas use-os.
Safety Training São os treinamentos que temos assim que pisamos no navio. Primeiro dia, é tanta informação, que você não consegue absorver quase nada, mas é bom prestar atenção nesses training, pois sempre tem uma provinha e dependendo do officer, se você reprovar ele não vai te ajudar. E outra que um dia você pode precisar das dicas para ajudar alguém ou própria sobrevivência.
Saletta É como chamamos os refeitórios da tripulação, que também são chamados de “mess”. Saletta é muito usada pelos asiáticos, hispânicos e italianos, e aí claro, os brazucas entram na brincadeira.
Salsa Esse é usado mais com os homens. Os PHs e hispânicos sempre usam. Quer dizer se masturbar. Eles sempre falam que alguém está fazendo muita “salsa” ou se está um pouco fraco… “too much salsa”. Se ouvir isto, entenda o contexto para não cair em piadas ou falar besteira.
Season É ‘temporada’ em inglês, ouvimos muito falar esta palavra a bordo, pois em um contrato, é quase certo que faremos mais de uma season. As mais faladas são European Season, Caribbean Season e Brazilian Season.
Security Significa “segurança”, como todos devem saber. Mas aqui, eu falo da pessoa e não do termo. Os securities são os seguranças do navio, normalmente asiáticos, são as pessoas que você vai querer evitar problemas, pois se te pegarem fazendo algo de errado podem te livrar ou te foder, e acredite, eles sempre vão estar por perto, e aparecem como o Senhor dos Magos, do nada. Seja amigo deles, se der, inclua-os nos contatos de máfia, faça favores, isso pode te ajudar. Em outros posts eu falei sobre problemas com o security.
Shopping (attendant) É o vendedor das lojas do navio. Normalmente tem um tempo bom de intervalo.
Shuttle Bus É o ônibus que faz o transporte das pessoas do navio até a saída do porto ou até o centro da cidade, algum local conhecido etc. Na maioria dos portos pelo mundo existe esse serviço, que é cobrado dos passageiros, mas totalmente gratuito para os tripulantes.
Sign Off Pede pra sair! Pedir sign off, é pedir demissão. Quando você pede sign off, perde o direito de receber os meses que trabalhou e que foram descontados uma pequena quantia, é como funciona em terra. Então, tem a opção de pedir com aviso prévio. Você receberá tudo que trabalhou nos meses anteriores e sairá com uma imagem melhor na companhia, caso queira retornar um dia.
Smoking Point Fumante ou não, você sempre vai parar lá! Essa é a área reservada aos tripulantes fumantes, em um deck aberto do navio. O smoking point sempre acaba virando o point depois do crew bar, uma Crew Party, ou mesmo num dia normal. Pra ver o mar, tomar uma breja ao ar livre, trocar ideias ou até mesmo fumar, o smoking point vai sempre ter alguém. E por ser, em alguns navios, perto da Disco, sempre aparecem passageiros por lá ou tripulantes entrando na Disco.
Snack Steward São os responsáveis pelo buffet, em termos de reposição da comida, materiais e mantimentos, limpeza e manutenção do espaço. É uma das posições que mais trabalha e menos ganha. Tem a possibilidade de fazer training para tentar a promoção para Assistant Waiter.
Staff Captain É o cara que resolve os problemas referentes à tripulação. Se algo chegar à ele, é mesmo treta! Ele também é quem autoriza festas e outros eventos para o crew, mudança de Port Manning ou função de emergência, também é com ele. Eu tive algumas vezes na sala dele, e conto mais pra frente cada caso separadamente.
Starboard Side A atualizar…
STCW – Standards of Training, Cerification & Watchkeeping CBSN (Curso Básico de Segurança de Navio). É o curso obrigatório, exigido à todos que querem trabalhar em alto mar. Normalmente é feito em terra antes do embarque, com partes teóricas e práticas (piscina ou mar) e é disponibilizado um certificado, que deve ser mostrado no momento do embarque. Sem ele, você não embarca! E mesmo que já esteja a bordo, volta pra casa.
Tagalog É o idioma falado nas Filipinas. Dependendo da companhia, você vai ouvir tagalog o tempo todo e vai até aprender as palavras e números. Tome cuidado ao falar deles, muita coisa é parecida com o espanhol, e eles podem entender o que falamos.
Taka Taka Já conheci muita gente que gosta de um taka taka, mas a bordo é demais! Esse termo é usado quando alguém fala demais, ou quando duas ou mais pessoas estão falando muito e por muito, e durante o trabalho. Então eles sempre falam “Andiamo, stop taka taka!” ou “Too much taka taka”.
Transfer Também usado em português hoje em dia, significa transferência, troca. E nesse caso é quando o tripulante é transferido de um navio para outro.
Warning Quem nunca? Todo tripulante já deve ter levado um warning, afinal, somos seres humanos e fazemos besteira. Warning é uma advertência que o tripulante leva por cometer tal “infração”, dependendo da Cia, há um limite de warnings que cada tripulante pode levar. Normalmente, esse limite é de cinco, sendo que se três forem pelo mesmo motivo, o tripulante pode ser desembarcado. Os motivos são vários para ganhar um, e às vezes precisamos quebrar as regras para viver um pouco, e segurar a bronca depois. Saiba que o warning pode interferir na sua avaliação final ou uma possível promoção.
Wine Cellar É a “adega” do navio, normalmente fica perto dos restaurantes para que possa abastecê-los durante o período de serviço. Nós costumamos chamar o cara que trabalha lá, de wine cellar também.

 

Crew Help - ajuda para trabalhar em navios de cruzeiros
Como eu disse, caso tenha alguma palavra errada ou eu tenha confundido/esquecido, deixe um comentário abaixo ou na página do Facebook, e eu posso escrever sobre a palavra. Assim, nós ajudamos os tripulantes antigos a relembrarem, e os novos a irem aprendendo algumas coisas sobre a vida a bordo.




 

Você pode se interessar também por:

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Top
Close