Você está aqui
Home > Fatos e Relatos > Mafiosos a bordo? As Máfias a bordo de um navio de cruzeiros

Mafiosos a bordo? As Máfias a bordo de um navio de cruzeiros

mafia - kujahapa
Todo tripulante deve saber o que são as máfias a bordo, mais que isso, todo tripulante deve saber como fazer uma boa máfia a bordo, e claro, sem ser pego.
Se você é um bom mafioso, suas chances de conseguir o que quiser a bordo, são muito grandes.
A máfia, nada mais é que a troca de alguma coisa com alguém a bordo. Aí meu amigo, você troca o que tiver. Tem gente que tem máfia de comida, de bebida, remédios, uniformes, produtos de higiene pessoal e limpeza, de produtos do shopping, do Spa entre outros, alguns constroem a máfia somente através da boa amizade, outros têm máfia até em troca de sexo (não o órgão, ok?!). Como eu disse, cada um troca o que pode.


No meu primeiro contrato, estava no restaurante, então, tinha bastante comida, a minha máfia maior, era com o bar. Às vezes dava algumas coisas sem pegar nada em troca. As máfias com o bar, costumavam ser as melhores, até porque rendiam umas boas garrafas de vários tipos de bebidas.
Mas bom mesmo é ter máfia pela amizade, pela camaradagem. Às vezes, você precisa de algo, que quem pode te fornecer, não precisa do que você tem. Mas se o cara for seu amigo, vai dar um jeito de te arrumar, é claro que você pode tentar pagar depois em algo fora do navio, um almoço, táxi num rolê talvez.
No meu primeiro contrato, eu consegui diversas coisas, que somente comida não pagariam a troca, foi mais da camaradagem. Consegui blusas da animação, nametags com nomes e bandeiras diferentes, alguém que lavasse a roupa for free, que limpassem a cabine, bebidas extras no Crew Bar, perfume do shopping e outras coisas, que normalmente não se consegue sem um bom relacionamento com todos.
Os supervisores às vezes descobrem essas máfias, e das duas uma, ou vão pegar no pé, ou vão te respeitar um pouco mais porque podem precisar da máfia também, se rolar, tenha máfia com eles, isso pode gerar bons horários e uns OFFs. Seja mafioso, mas não fique esbanjando isso, a bordo, a galera cai matando quando vê alguma coisa dando certo.
Já vi gente com muita máfia com Chief Crew, para troca de cabines, ou até mesmo pra ficar sozinho, máfia do crew bartender, pague duas águas e leve quatro, máfia com o carinha das saletas, sempre rola aquela batata frita, ou uns pratos separados pra você depois do horário, máfia da lavanderia, a máfia do wine cellar, que ajuda demais na hora do trabalho se você é do restaurante, e depois do trabalho, aquele vinho bom e caro pra cabine, máfia com o padeiro, pra pegar os melhores pães e doces às 3h da manhã e muita fome depois de uma Crew Party. Existem mil tipos de máfias, a cada hora você vai descobrindo uma.
mafia a bordo de navios - Mafia Game
Tenha máfia com os security. Essa é uma das mais importantes. Sem a máfia ou bom relacionamento com os security, você fica mais fraco a bordo. Você não entra com nada a bordo se ele não quiser. Já vi uma galera que não entrava nem com as latinhas de guaraná, compradas no Green Turtle em Savona, aconteceu comigo no início, tive que deixar duas latinhas pra trás e o Lucas quatro e depois da máfia, passava com cinco na mochila e “ninguém via”. Eles podem te livrar vários warnings, fazer vista grossa para várias coisas. Até porque eles também fazem coisa errada, saem com passageiras e tudo mais, mas sabem fazer bem escondido.



Eu arrumava uma comida ou outra para eles, mas ganhava os caras sempre que tava saindo à um supermercado e perguntava se eles queriam algo, como eles dificilmente saem nos portos, me faziam uma listinha, e eu trazia. Você pode até achar uma coisa idiota, mas isso pode te ajudar muito um dia.
Quando fui para o bar, no segundo contrato, as coisas mudaram. Todo mundo queria fazer máfia comigo, mas depois de uns problemas que tive com o bar manager (conto em outro post) logo no começo do contrato, mudou tudo. As máfias que eu tinha eram as de comida, porque eu conhecia muita gente do restaurante, com os fotógrafos, os cabeleireiros filipinos, até porque eles cuidavam do magazino do navio, e outras pequenas por aí. Fato é, que quando você é do bar, todo mundo quer ser seu amigo, tem gente que não fala com você, até descobrir que você é do bar.

Enfim, as máfias são essenciais para a vida a bordo, elas podem tornar essa vida um pouco menos pesada e te conseguir uma vida às vezes “like a passenger”. Só lembrem de tomar cuidado e não esbanjar tanto. Mafioso ou não, seja legal com todo mundo e as coisas vão fluir muito mais fáceis.

Não sabe o que significa uma palavra ou outra? Dá uma olhada aqui, deve ter uma explicação sobre ela.


Veja Também:


Siga nossos perfis nas redes sociais:

Bruno Miguel
Paulista e criador do Na Proa da Vida, sempre foi um viajante, quando desde criança viajava nos livros de viagem e nas fotos que o tio trazia das voltas pelo mundo. É criativo, adora experimentar comidas diferentes, aprender coisas e idiomas novos e ama praticar esportes. Já visitou 18 países e, entre eles, os que mais gostou foram: Turquia (Istambul), Portugal, Bolívia e Peru além do nosso maravilhoso Brasil.
http://www.naproadavida.com/

Leave a Reply

Top
Close