Você está aqui
Home > Dicas > Vacinas necessárias para nossa viagem pela Ásia

Vacinas necessárias para nossa viagem pela Ásia

Estamos a 31 dias de nossa tão sonhada viagem para a Ásia. Como vocês podem imaginar, tem MUITA coisa para fazer antes de relaxar e curtir. Por isso, estou escrevendo tudo para facilitar a vida de quem vai fazer o mesmo:

  • Pedido de demissão
  • Médicos indicado para check up completo e prevenção de doenças
  • Vacinas
  • Documentos necessários
  • O que colocar na mala
  • Como planejar uma viagem longa
  • Sites que ajudaram bastante nosso planejamento

Neste post eu irei escrever sobre a nossa saga das vacinas, que ainda não terminou, mas está sendo finalizada. Comecei pesquisando em blogs de viajantes que foram para a Ásia e o que eles fizeram a respeito da saúde. Li bastante, mas o blog mais útil foi o Duas no Mundo, com o post que conta como foi a ótima experiência delas com o Núcleo de Medicina do Viajante.

2016-07-20-08-58-49
Placa indicando o consultório, localizado no Hospital Emílio Ribas (SP)

Depois de ler o post fui correndo enviar o email com agendamento de consulta e foi super rápida a resposta, marcamos para a semana seguinte, na parte da manhã.
Na Proa da Vida - mini logo npv

Informações úteis para agendamento de consulta no Núcleo de Medicina do Viajante, no Hospital Emílio Ribas, SP:
Email de contato: agendamento@emilioribas.sp.gov.br
Website
Horários de consulta: 3ª a 5ª feiras das 8h às 17h; 6ª feiras das 8 às 11:00
Telefone para contato: 3896 1389 (Tenho o telefone somente porque estava na assinatura do email porque não precisei ligar em nenhum momento)

Hospital Emílio Ribas (SP)
Hospital Emílio Ribas (SP)

O Hospital:
Endereço:  Av. Dr. Arnaldo, 165 – Pacaembu, São Paulo – SP, 01246-900
Como chegar: Bem perto da estação Clínicas do metrô.
Sobre o hospital: como as meninas descrevem, o hospital é super simples, mas quando se chega na área do Viajante dá para ver uma melhora expressiva: a sala de espera é super aconchegante com um mural de fotos cheio de lembranças dos viajantes, a sala de atendimento inicial tem um mapa que todo viajante sonha ter em sua parede e o local de vacinas é super organizado e limpo. Super recomendamos.

Marcando a consulta:
Enviei um email para agendamento@emilioribas.sp.gov.br dando as minhas opções de horário para a próxima semana. Me responderam no dia seguinte pedindo nome completo, data de nascimento, telefone de contato, qual o profissional e horário de interesse (manhã ou tarde). Assim que respondi a estas perguntas já recebi as filipetas de agendamento. Segue exemplo:

filipeta-de-agendamento-vacina

A consulta com o médico:
Marcamos consultas individuais mas conseguimos fazer juntos no mesmo horário. (Bem melhor). O médico foi SUPER atencioso e ficamos bastante tempo conversando com ele sobre os países que pretendemos visitar e ele nos deu várias dicas super úteis, como, por exemplo:

  • Febre é emergência médica porque a Ásia é um local com muita incidência de malária. Para evitar, temos que usar roupas protetoras e repelentes apropriados.
  • O repelente mais indicado é o da marca “Exposis” que é vendido aqui no Brasil por aproximadamente R$50,00 a embalagem de 100ml. Para comprar fora do Brasil, tem que procurar o repelente que tem a substância “icaridina” maior ou igual a 20% ou cm DEET maior ou igual a 35%.
  • Em áreas urbanas não é tão comum ter muitos mosquitos portadores de doença e, por isso, temos que intensificar o uso do repelente em áreas rurais.
  • O médico recomendou dois dispositivos bastante úteis: urinol feminino (dispositivo que ajuda a mulher a fazer xixi em pé) e também um dispositivo que faz um barulho que espanta os mosquitos. Vamos comprar inicialmente somente o urinol.
  • Ele disse para assim que soubermos o próximo país de destino, sempre pesquisarmos as recomendações no site istm.org que mostra diversas dicas para viajantes neste link.
  • Outro site que ele citou foi o CIWEC que é principalmente sobre a saúde do viajante no Nepal. Mostra como se preparar para o trekking e dá dicas de comportamento importantes para quem visitará o país. Ele também nos disse que dá para fazer uma consulta antes de subir o monte Evereste, já que eles tem a sua sede em Katmandu.
  • Quando o questionamos sobre seguro viagem e qual ele recomenda ele nos disse que não tem preferência por um específico, mas que é essencial que o seguro cubra remoção, caso necessário, e também é melhor quando o seguro não utiliza sistema de reembolso já que isto pode causar confusão e desconforto.

Ao final da consulta o doutor analisou as nossas carteirinhas de vacinação e nos deu dois papéis com as vacinas que temos que tomar antes da viagem: duas que podemos tomar sem custo pelo SUS (uma de raiva pré-exposição 0 – 7 – 21 dias, ou seja, 3 doses que devem ser tomadas neste período e uma de Sarampo-Caxumba-Rubéola) e duas que temos que tomar numa clínica particular (Hepatite A e Febre Tifóide).

Para as vacinas que podemos tomar no SUS, não é necessário marcar horário, somente ir no Hospital Emílio Ribas em seu horário de funcionamento (2a a 6a das 8:00 as 17:00) com a carteirinha de vacinação, carteirinha do SUS e um documento com foto e tomar as vacinas.

Como estávamos com medo de ter reações alérgicas às vacinas e íamos para o Rio de Janeiro trabalhar nas Olimpíadas, preferimos tomar as vacinas somente em Setembro. Nós fomos na manhã do dia 1 de setembro, uma quinta-feira, e o atendimento foi bem rápido, esperamos menos de 10 minutos e nossa senha já foi chamada.

Dica: O atendente nos perguntou se éramos casados quando perguntamos se podíamos entrar juntos. Nós rimos e perguntamos porque e ele disse que talvez seja necessário tirar a blusa ou a calça para tomar a vacina. Se você não tiver problema com isto, entre junto com a pessoa que te acompanhou.

2016-09-01-09-01-02
Bruno tomando a vacina e zuando com o meu medo haha

As enfermeiras eram super gente boa e ficaram conversando com a gente o tempo todo. Eu sou um pouco sensível para esses procedimentos e, claro, fiz um showzinho e desmaiei na sala. Sem o desmaio e a espera para ficar melhor, acho que todo o atendimento duraria cerca de 30 minutos para três vacinas cada um (verificando nossa carteirinha novamente as enfermeiras viram que a vacina de Tétano também era recomendada e, assim, tomamos uma a mais).

2016-09-01-09-04-54
Eu antes de tomar as vacinas #medo

Estávamos com bastante medo do pós-vacina, se ia ficar dolorido ou íamos ter sintomas. Eu, como sou um caso a parte, fiquei meio estranha o dia todo após o desmaio e, depois de três dias, ainda sinto dor no braço que tomei a vacina de Tétano. O Bruno tomou uma vacina em cada braço e a de Tétano no bumbum. Depois de três dias começou a incomodar um pouco a do bumbum, como foi avisado na consulta. Nada de febre ou sintomas mais graves até agora, UFA!

Atualização importante: Na segunda visita ao hospital para tomar a dose de raiva pré-disposição eu não desmaiei e a ida ao hospital não durou nem 30 minutos #soproundofmyself

Na Proa da Vida - mini logo npv

Para as vacinas que temos que tomar em clínicas particulares, tivemos que pesquisar valores. Segue o que encontramos sobre elas e a listinha que fiz para facilitar a cotação de valores:

Hepatite A

Transmissão: Via oral, através de água ou alimentos contaminados.
Indicação: Adultos e crianças a partir de 12 meses de vida.
Esquema vacinal: 2 doses com intervalo de 6 meses entre elas.
Observações: O indivíduo vacinado poderá apresentar febre e/ou dor no local da aplicação.
Sintomas: A manifestação da hepatite A pode se apresentar como um quadro gripal ou mal-estar, febre, náusea, vômitos, urina escura e olhos amarelados. Costuma apresentar-se de forma mais grave em adultos que em crianças. até 1% dos casos pode evoluir para hepatite fulminante, quadro muito grave e de alta mortalidade.
Modo de Transmissão: De pessoa para pessoa, através da saliva, fezes, alimentos contaminados como: sorvetes caseiros, água suja, objetos contaminados (copos, pratos, garfos, etc.).

Obs importante: A eficácia da vacina é de aproximadamente 100%.
Obs2: Existe a vacina combinada que protege contra as hepatites A e B em uma só aplicação, em esquema de três doses. A eficácia preservada, com menor número de aplicações.

Febre Tifóide (polissacarídica)

Transmissão: água e alimentos contaminados.
Indicação: crianças (a partir de 2 anos) e adultos.
Esquema vacinal: dose única.
Observações: O indivíduo vacinado poderá apresentar febre e/ou dor no local da aplicação.
Sintomas: A febre tifóide é uma doença causada por uma bactéria chamada Salmonella typhi. Após um período de incubação que varia de poucos dias até 3 ou 4 semanas, os doentes começam a apresentar febre alta, prolongada, dores de cabeça, mal-estar geral, falta de apetite, alteração do ritmo cardíaco, aumento do tamanho do baço e do fígado, manchas na pele, diarréia ou obstipação. Em 2004, a doença provocou 21 milhões de casos no mundo, resultando na morte de até 600 mil pessoas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).
Modo de transmissão: se dá por via oro-fecal, principalmente através da ingestão de água ou de alimentos contaminados com urina ou fezes contendo a bactéria. A Salmonella typhi é resistente ao congelamento e também ao calor de 60 ° C por uma hora. Entretanto, é bastante sensível ao hipoclorito, razão pelo qual a cloração da água é suficiente para sua eliminação.
Durante viagens o risco de infecção é maior, dependendo do local visitado e do tipo de alimentação, sendo considerado de maior risco o consumo de água e gelos não tratados, leite e derivados, embutidos, peixes e alimentos crus ou mal cozidos.
Recomendação: para se prevenir é ferver ou filtrar a água antes de consumi-la, observar uma boa higiene pessoal, preparo adequado dos alimentos, evitar alimentação na rua e dar preferência a pratos cozidos, preparados na hora.

Obs importante: Os estudos realizados demonstraram que a vacina tem boa tolerabilidade com poucos relatos de eventos adversos, podendo ser administrada simultaneamente a outras vacinas recomendadas a viajantes e medicamentos.

Na Proa da Vida - mini logo npv

Clínicas de vacinação em São Paulo, com valores de Agosto de 2016:

1) Vaccilin
Rua Duarte de Azevedo, 460 – Santana – São Paulo/SP
(11) 2959 1339
vacciclin@vacciclin.com.br

Febre Tifoide: R$ 115,00
Hepatite A: adulto R$ 180,00

2) CIAT (Centro de Imunizações e Clínica)
Av. Vereador José Diniz, 3457 – 5o. andar – Campo Belo Medical Center
(11) 5041-1248 / 5531-5362
2a. a 6a. feiras das 9:00h às 17:30h e aos Sábados das 8:00h às 12:00h

Febre tifoide: 120 reais (cada uma das 2 doses) Confirmar antes de ir tomar a vacina
Hepatite A: 180 reais (cada uma das 2 doses)

3) VIP Imune
Rua Valdemar Blakauskas, 68, Morumbi/SP.
11 3097-8935
enfermagem@vipimune.com.br;recepcao@vipimune.com.br
Segunda-Sexta:08h00 às 18h00 e Sábados:09h00 às 13h00

Hepatite A: R$ 210,00
Tifoide: R$ 130,00
Não trabalha com planos de saúde. Apenas atendimento particular.

Email: Por favor traga carteirinha de vacinação e receituário com o pedido das vacinas.
Não precisa agendar.

4) Vacinar
Av. Portugal, 307 – Brooklin Paulist
(11) 33756126
vacinar@vacinar.com.br
Segunda à Sexta: das 08:00 às 18:00 e Sábados: 08:00 às 13:00

Febre tifoide: 130 reais
Hepatite A: 180 reais
Não precisa agendar.

5) Vaccin
Rua Itacolomi, 333 – cj. 31 – Bairro Higienópolis – Cep: 01239-020 – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3231-4249
contato@vaccin.com.br
Segunda a sexta das 09:00 às 19:00 e Sábados das 9:00 às 13:00

Febre Tifóide: R$ 120,00 a dose e é válida por 3 anos, sendo necessária uma outra dose somente se for viajar para lugares epidémicos.
Hepatite A: R$ 150,00 cada dose e são 2 doses. ( esquema 0- 6 meses)

Email: Temos disponibilidade das vacinas, não precisa agendar. Forma de pagamento: parcelam em até 3x sem juros e para pagamento em dinheiro dão 10% de desconto.

6) Clinivac
UNIDADE ITAIM
Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 258 – São Paulo – SP – CEP 04544-000
Tel.: (11) 3845 1655 / (11) 3849 1217
contato@clinivac.com.br (email voltou)

UNIDADE TATUAPÉ
Rua Francisco Marengo, 1429 – São Paulo – SP – CEP 03313-001
Tel.: (11) 2093 6880 / (11) 2093 8098
Email : contato@clinivac.com.br (email voltou)

Febre Tifóide: 150 reais
Hepatite A: 180 reais
Não precisa agendar.

7) Vacinarte
Roma, 620 Cj. 77B, Lapa – São Paulo
Fone: (11) 2729-9593 / 2306-4254
vacinarte@vacinarte.com.br

Não conseguimos contato.

8) Imune Vainação
Avenida Indianópolis, 368 – Moema – São Paulo – SP
Telefone: 11 5051.5259
Atendimento: De Segunda a Sexta das 08h às 18h30 – Sábado das 08h às 15h30

Febre tifoide: 130 reais
Hepatite A: 180 reais
Não precisa agendar.

9) Climuni
Rua Felipe Gadelha, 126 – Santana / SP
11 2221.3058
climuni@climuni.com.br
2a a 6a das 09h00 às 18h00 e Sábado das 09h00 às 13h00

Hepatite A: 140 reais
Febre Tifóide: 170 reais
Não precisa agendar.

10) Santa Joana
UNIDADE PAULISTA
Cincinato Braga, 37, 2º andar – São Paulo, SP
tel.: (11) 3284-8824 e  (11) 3287-5000

UNIDADE IBIRAPUERA
Av. República do Líbano, 900 – São Paulo,SP
tel.: (11) 3887-6950 e (11) 3052-5031

Não atendeu o telefone em nenhuma das duas vezes que tentei contato.

11) Instituto Paulista de Vacinação
Rua Eleonora Cintra, 474 – 03337-000 – Jardim Anália Franco
(11) 2671-5625 ou (11) 2672-2287.
Segunda a sexta-feira: Das 09h às 18h  e Sábados: Das 08h30 às 15h30

Hepatite A: 180 reais
Febre Tifóide: 100 reais
Não precisa agendar.

Na Proa da Vida - mini logo npv

Depois de ligarmos para o convênio e, para a nossa alegria #sqn, eles não cobriam nenhuma das duas vacinas, escolhemos tomar as vacinas na Clínica Vaccin (número 5).

Porque escolhemos a Clínica Vaccin:
1) o Bruno jà tomou a vacina de gripe com eles quando eles foram vacinar os funcionários da empresa (Reed Exhibitions)

2) O valor é muito bom e o desconto com dinheiro melhor ainda
3) A localização é boa, já que o Bruno trabalha próximo a Avenida Paulista e eu na Fradique Coutinho.

Sobre o local e atendimento:

Muito bem localizada, a Vaccin está no bairro que gostaria de morar em São Paulo 🙂
Brincadeiras a parte, a clínica é super boa, vazia (como era a tarde num dia de semana, só tinha eu e o Bruno lá) e a infra-estrutura é ótima! Adoramos as enfermeiras e o atendimento foi super rápido, demoramos no máximo 30 minutos, contando o cadastro, pagamento, vacinas e recebimento da Nota Fiscal. 

clinica-vaccin
Bruno sendo atendido na Clínica Vaccin

Obs: Sobre as duas doses citadas no e-mail da Vaccin, nós ligamos lá e nos informamos que  a segunda dose é para proteção completa e, como não teremos tempo de tomar no Brasil, vamos colocar um lembrete para tomar onde estivermos do mundo.

Importante:

A vacina de febre amarela é exigida em diversos países do mundo, juntamente com a sua “Carteira Internacional de Vacinação”. Se você não tem ainda, veja como fazer neste post.

Na Proa da Vida - mini logo npv

Todo este planejamento é um passo super importante a ser feito principalmente para as pessoas que irão viajar para países da Ásia ou com risco de contaminação. Como o processo pode demorar um pouco, recomendamos que agende a consulta para ao menos tres meses antes de sua partida para que, assim, você tenha tempo de se organizar e tomar todas as vacinas necessárias. Nós fizemos a consulta em julho sendo que nossa viagem é agora em Outubro, então tivemos tempo para pesquisar preços (porque, como você viu, algumas vacinas podem ser bem caras e devem ser pagas a vista), tomar todas as vacinas e nos planejar.  

Espero que tenha ajudado e, se ficou alguma dúvida, nos pergunte!

Até a próxima!

😀

Para mais informações:
http://www.anvisa.gov.br/viajante/
http://www.sampaonline.com.br/comercios/vacinacao.php
Site das clínicas

Victória Farina
Victória Farina
Nascida em São Paulo, estudou Lazer e Turismo (USP) e tem no DNA a palavra viagem. É muito organizada, mas se perde totalmente quando o assunto é mapa ou localização. Ama dar dicas de viagens e contar as experiências que já viveu. Já visitou mais de 30 países e, agora, está viajando pelo Sudeste Asiático, num mochilão que já dura um ano.
http://www.naproadavida.com/

2 thoughts on “Vacinas necessárias para nossa viagem pela Ásia

Leave a Reply

Top
Close