Vacinas necessárias para viajar pela Ásia

Home » Planejamento » Vacinas necessárias para viajar pela Ásia

Atualizado em Mar 1, 2021

Por: Victória

Atualizado em Mar 1, 2021

Por: Victória

Estamos a 31 dias de nossa tão sonhada viagem para a Ásia. Como vocês podem imaginar, tem MUITA coisa para fazer antes de relaxar e curtir. Uma dessas atividades é finalizar com as vacinas necessárias para viajar pela Ásia e também organizar os documentos, as malas e pesquisar sobre o nosso primeiro destino que é Bangkok, na Tailândia. Vamos contar para vocês como foi nossa experiência tomando as vacinas para viajar o mundo:

Você deve se interessar também por:

Vacinas necessárias para viajar: o início

Neste post eu irei escrever sobre a nossa saga das vacinas, que ainda não terminou, mas está sendo finalizada. Comecei pesquisando em blogs de viajantes que foram para a Ásia as vacinas necessárias para viajar e o que eles fizeram a respeito da saúde. Li bastante, mas o blog mais útil foi o Duas no Mundo, com o post que conta como foi a ótima experiência delas com o Núcleo de Medicina do Viajante. Decidimos então seguir as instruções e criamos o nosso post com as nossas dicas adicionais:

2016-07-20-08-58-49

Placa indicando o consultório, localizado no Hospital Emílio Ribas (SP)

1) Marcando a consulta:

Enviei um email para agendamento@emilioribas.sp.gov.br dando as minhas opções de horário para a próxima semana. Me responderam no dia seguinte pedindo nome completo, data de nascimento, telefone de contato, qual o profissional e horário de interesse (manhã ou tarde). Assim que respondi a estas perguntas já recebi as filipetas de agendamento. Segue exemplo:

filipeta-de-agendamento-vacina

Informações úteis para agendamento de consulta:

Núcleo de Medicina do Viajante, no Hospital Emílio Ribas, SP:

  • Email de contato: agendamento@emilioribas.sp.gov.br
  • Website
  • Horários de consulta: 3ª a 5ª feiras das 8h às 17h; 6ª feiras das 8 às 11:00
  • Telefone para contato: 3896-1389 (Tenho o telefone somente porque estava na assinatura do email porque não precisei ligar em nenhum momento).
Vacinas necessárias para viajar

Área de vacinas no Hospital Emílio Ribas (SP)

O Hospital Emílio Ribas:

  • Endereço:  Av. Dr. Arnaldo, 165 – Pacaembú, São Paulo – SP, 01246-900
  • Como chegar: Bem perto da estação Clínicas do metrô.
  • Sobre o hospital: como as meninas descrevem, o hospital é super simples, mas quando se chega na área do viajante dá para ver uma melhora expressiva: a sala de espera é super aconchegante com um mural de fotos cheio de lembranças dos viajantes, a sala de atendimento inicial tem um mapa que todo viajante sonha ter em sua parede e o local de vacinas é super organizado e limpo. Ficamos impressionados. 

Não viaje sem seguro! Um dos principais gastos dessa nossa longa viagem pela Ásia é o seguro viagem, pois sabemos que se prevenir é sempre importante, principalmente quando se trata do quesito saúde. Comprovamos isso quando o Bruno bateu a cabeça e precisou ser hospitalizado na Tailândia. Nós estávamos cobertos pela World Nomads e o suporte foi sensacional, e em português. Outro grande parceiro brasileiro é a Seguros Promo, que oferece 5% de desconto para os viajantes leitores do blog que usarem o código NAPROADAVIDA5.
Saúde durante a viagem não é brincadeira, não arrisque viajar sem seguro. 😉

2) A consulta com o médico:

Marcamos consultas individuais mas conseguimos fazer juntos (bem melhor). O médico foi SUPER atencioso e ficamos bastante tempo conversando com ele sobre os países que pretendemos visitar e ele nos deu várias dicas super úteis, como, por exemplo:

  • Febre é emergência médica porque a Ásia é um local com muita incidência de malária. Para evitar, temos que usar roupas protetoras e repelentes apropriados.
  • O repelente mais indicado é o da marca “Exposis” que é vendido aqui no Brasil por aproximadamente R$50,00 a embalagem de 100ml. Para comprar fora do Brasil, tem que procurar o repelente que tem a substância “icaridina” maior ou igual a 20% ou cm DEET maior ou igual a 35%.
  • Em áreas urbanas não é tão comum ter muitos mosquitos portadores de doença e, por isso, temos que intensificar o uso do repelente em áreas rurais.
  • O médico recomendou dois dispositivos bastante úteis para uma viagem longa: urinol feminino (dispositivo que ajuda a mulher a fazer xixi em pé) e também um dispositivo que faz um barulho que espanta os mosquitos. Vamos comprar inicialmente somente o urinol.
  • Ele disse para assim que soubermos o próximo país de destino, sempre pesquisarmos as recomendações no site da ISTM que mostra diversas dicas para viajantes neste link.
  • Outro site que ele citou foi o CIWEC que é principalmente sobre a saúde do viajante no Nepal. Mostra como se preparar para o trekking e dá dicas de comportamento importantes para quem visitará o país. Ele também nos disse que dá para fazer uma consulta antes de subir o monte Everest, já que eles tem a sua sede em Katmandu.
  • Quando o questionamos sobre seguro viagem e qual ele recomenda ele nos disse que não tem preferência por um específico, mas que é essencial que o seguro cubra remoção, caso necessário, e também é melhor quando o seguro não utiliza sistema de reembolso já que isto pode causar confusão e desconforto.

Ao final da consulta o doutor analisou as nossas carteirinhas de vacinação e nos recomendou as vacinas necessárias para viajar pela Ásia. Recebemos dois papéis com o nome das vacinas que temos que tomar antes da viagem: duas que podemos tomar sem custo pelo SUS (uma de raiva pré-exposição 0 – 7 – 21 dias, ou seja, 3 doses que devem ser tomadas neste período e uma de Sarampo-Caxumba-Rubéola) e duas que temos que tomar numa clínica particular (Hepatite A e Febre Tifoide).

3) Tomando as vacinas

Para as vacinas que podemos tomar no SUS:

Não é necessário marcar horário, somente ir no Hospital Emílio Ribas em seu horário de funcionamento (segunda a sexta-feira das 8:00 as 17:00) com a carteirinha de vacinação, carteirinha do SUS e um documento com foto e tomar as vacinas.

Como estávamos com medo de ter reações alérgicas às vacinas e íamos para o Rio de Janeiro trabalhar nas Olimpíadas de 2016, preferimos tomar as vacinas somente em Setembro, um mês antes da nossa longa viagem. Nós fomos na manhã do dia 1 de setembro, uma quinta-feira, e o atendimento foi bem rápido, esperamos menos de 10 minutos e nossa senha já foi chamada.

Dica: o atendente nos perguntou se éramos casados quando perguntamos se podíamos entrar juntos. Nós rimos e perguntamos porque e ele disse que talvez seja necessário tirar a blusa ou a calça para tomar a vacina. Se você não tiver problema com isto, entre junto com a pessoa que te acompanhou.

Vacinas necessárias para viajar

Bruno tomando a vacina e brincando que está com o meu medo haha

As enfermeiras eram super gente boa e ficaram conversando com a gente o tempo todo. Eu sou um pouco sensível para esses procedimentos e, claro, fiz um showzinho e desmaiei na sala. Sem o desmaio e a espera para ficar melhor, acho que todo o atendimento duraria cerca de 30 minutos para três vacinas cada um (verificando nossa carteirinha novamente as enfermeiras viram que a vacina de Tétano também era recomendada e, assim, tomamos uma a mais).

Vacinas necessárias para viajar pela Ásia

Eu antes de tomar as vacinas #medo

Para as vacinas que tomamos em clínicas particulares:

Para as vacinas necessárias para viajar que temos que tomar em clínicas particulares, tivemos que pesquisar valores. Segue o que encontramos sobre elas e a listinha que fiz para facilitar a cotação de valores:

Hepatite A

  • Transmissão: Via oral, através de água ou alimentos contaminados.
  • Indicação: Adultos e crianças a partir de 12 meses de vida.
  • Esquema vacinal: 2 doses com intervalo de 6 meses entre elas.
  • Observações: O indivíduo vacinado poderá apresentar febre e/ou dor no local da aplicação.
  • Sintomas: A manifestação da hepatite A pode se apresentar como um quadro gripal ou mal-estar, febre, náusea, vômitos, urina escura e olhos amarelados. Costuma apresentar-se de forma mais grave em adultos que em crianças. até 1% dos casos pode evoluir para hepatite fulminante, quadro muito grave e de alta mortalidade.
  • Modo de Transmissão: De pessoa para pessoa, através da saliva, fezes, alimentos contaminados como: sorvetes caseiros, água suja, objetos contaminados (copos, pratos, garfos, etc.).

Observação importante: A eficácia da vacina é de aproximadamente 100%.
Observação importante 2: Existe a vacina combinada que protege contra as hepatites A e B em uma só aplicação, em esquema de três doses. A eficácia preservada, com menor número de aplicações.

Febre Tifóide (polissacarídica)

  • Transmissão: água e alimentos contaminados.
  • Indicação: crianças (a partir de 2 anos) e adultos.
  • Esquema vacinal: dose única.
  • Observações: O indivíduo vacinado poderá apresentar febre e/ou dor no local da aplicação.
  • Sintomas: A febre tifoide é uma doença causada por uma bactéria chamada Salmonella typhi. Após um período de incubação que varia de poucos dias até 3 ou 4 semanas, os doentes começam a apresentar febre alta, prolongada, dores de cabeça, mal-estar geral, falta de apetite, alteração do ritmo cardíaco, aumento do tamanho do baço e do fígado, manchas na pele, diarreia ou obstipação. Em 2004, a doença provocou 21 milhões de casos no mundo, resultando na morte de até 600 mil pessoas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).
  • Modo de transmissão: se dá por via oro-fecal, principalmente através da ingestão de água ou de alimentos contaminados com urina ou fezes contendo a bactéria. A Salmonella typhi é resistente ao congelamento e também ao calor de 60 ° C por uma hora. Entretanto, é bastante sensível ao hipoclorito, razão pelo qual a cloração da água é suficiente para sua eliminação.
  • Durante viagens o risco de infecção é maior, dependendo do local visitado e do tipo de alimentação, sendo considerado de maior risco o consumo de água e gelos não tratados, leite e derivados, embutidos, peixes e alimentos crus ou mal cozidos.
  • Recomendação: para se prevenir é ferver ou filtrar a água antes de consumi-la, observar uma boa higiene pessoal, preparo adequado dos alimentos, evitar alimentação na rua e dar preferência a pratos cozidos, preparados na hora.

Observação importante: Os estudos realizados demonstraram que a vacina tem boa tolerabilidade com poucos relatos de eventos adversos, podendo ser administrada simultaneamente a outras vacinas recomendadas a viajantes e medicamentos.

Pesquisa de clínicas de vacinação em São Paulo, com valores de Agosto de 2016:

1) Vaccilin
Rua Duarte de Azevedo, 460 – Santana – São Paulo/SP
(11) 2959 1339
vacciclin@vacciclin.com.br

  • Febre Tifoide: R$ 115,00
  • Hepatite A: adulto R$ 180,00

2) CIAT (Centro de Imunizações e Clínica)
Av. Vereador José Diniz, 3457 – 5o. andar – Campo Belo Medical Center
(11) 5041-1248 / 5531-5362
2a. a 6a. feiras das 9:00h às 17:30h e aos Sábados das 8:00h às 12:00h

  • Febre tifoide: 120 reais (cada uma das 2 doses) Confirmar antes de ir tomar a vacina
  • Hepatite A: 180 reais (cada uma das 2 doses)

3) VIP Imune
Rua Valdemar Blakauskas, 68, Morumbi/SP.
11 3097-8935
enfermagem@vipimune.com.br;recepcao@vipimune.com.br
Segunda-Sexta:08h00 às 18h00 e Sábados:09h00 às 13h00

  • Hepatite A: R$ 210,00
  • Tifoide: R$ 130,00
    Não trabalha com planos de saúde. Apenas atendimento particular.

Email: Por favor traga carteirinha de vacinação e receituário com o pedido das vacinas.
Não precisa agendar.

4) Vacinar
Av. Portugal, 307 – Brooklin Paulist
(11) 33756126
vacinar@vacinar.com.br
Segunda à Sexta: das 08:00 às 18:00 e Sábados: 08:00 às 13:00

  • Febre tifoide: 130 reais
  • Hepatite A: 180 reais
    Não precisa agendar.

5) Vaccin
Rua Itacolomi, 333 – cj. 31 – Bairro Higienópolis – Cep: 01239-020 – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3231-4249
contato@vaccin.com.br
Segunda a sexta das 09:00 às 19:00 e Sábados das 9:00 às 13:00

  • Febre Tifóide: R$ 120,00 a dose e é válida por 3 anos, sendo necessária uma outra dose somente se for viajar para lugares epidémicos.
  • Hepatite A: R$ 150,00 cada dose e são 2 doses. ( esquema 0- 6 meses)

Email: Temos disponibilidade das vacinas, não precisa agendar. Forma de pagamento: parcelam em até 3x sem juros e para pagamento em dinheiro dão 10% de desconto.

6) Clinivac

UNIDADE ITAIM
Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 258 – São Paulo – SP – CEP 04544-000
Tel.: (11) 3845 1655 / (11) 3849 1217
contato@clinivac.com.br (email voltou)

UNIDADE TATUAPÉ
Rua Francisco Marengo, 1429 – São Paulo – SP – CEP 03313-001
Tel.: (11) 2093 6880 / (11) 2093 8098
Email : contato@clinivac.com.br (email voltou)

  • Febre Tifóide: 150 reais
  • Hepatite A: 180 reais
    Não precisa agendar.

7) Vacinarte
Roma, 620 Cj. 77B, Lapa – São Paulo
Fone: (11) 2729-9593 / 2306-4254
vacinarte@vacinarte.com.br

Não conseguimos contato.

8) Imune Vainação
Avenida Indianópolis, 368 – Moema – São Paulo – SP
Telefone: 11 5051.5259
Atendimento: De Segunda a Sexta das 08h às 18h30 – Sábado das 08h às 15h30

  • Febre tifoide: 130 reais
  • Hepatite A: 180 reais
    Não precisa agendar.

9) Climuni
Rua Felipe Gadelha, 126 – Santana / SP
11 2221.3058
climuni@climuni.com.br
2a a 6a das 09h00 às 18h00 e Sábado das 09h00 às 13h00

  • Hepatite A: 140 reais
  • Febre Tifóide: 170 reais
    Não precisa agendar.

10) Santa Joana
UNIDADE PAULISTA
Cincinato Braga, 37, 2º andar – São Paulo, SP
tel.: (11) 3284-8824 e  (11) 3287-5000

UNIDADE IBIRAPUERA
Av. República do Líbano, 900 – São Paulo,SP
tel.: (11) 3887-6950 e (11) 3052-5031

Não atendeu o telefone em nenhuma das duas vezes que tentei contato.

11) Instituto Paulista de Vacinação
Rua Eleonora Cintra, 474 – 03337-000 – Jardim Anália Franco
(11) 2671-5625 ou (11) 2672-2287.
Segunda a sexta-feira: Das 09h às 18h  e Sábados: Das 08h30 às 15h30

  • Hepatite A: 180 reais
  • Febre Tifóide: 100 reais
    Não precisa agendar.

A decisão

Depois de saber as vacinas necessárias para viajar ligarmos para o convênio e, para a nossa alegria #sqn, eles não cobriam nenhuma das duas vacinas. Por este motivo escolhemos tomar as vacinas na Clínica Vaccin (número 5).

Porque escolhemos a Clínica Vaccin:

  • O Bruno jà tomou a vacina de gripe com eles quando eles foram vacinar os funcionários da empresa que ele trabalha(va). 
  • O valor é muito bom e o desconto com dinheiro melhor ainda.
  • A localização é boa, já que o Bruno trabalha(va) próximo a Avenida Paulista e eu na Fradique Coutinho.

Sobre o local e atendimento:

Muito bem localizada, a Vaccin está no bairro que gostaria de morar em São Paulo 🙂 Brincadeiras a parte, a clínica é super boa, vazia (como era a tarde num dia de semana, só tinha eu e o Bruno lá) e a infra-estrutura é ótima! Adoramos as enfermeiras e o atendimento foi super rápido, demoramos no máximo 30 minutos, contando o cadastro, pagamento, vacinas e recebimento da Nota Fiscal.

Observação: Sobre as duas doses citadas no e-mail da Vaccin, nós ligamos lá e nos informamos que a segunda dose é para proteção completa e, como não teremos tempo de tomar no Brasil, vamos colocar um lembrete para tomar onde estivermos do mundo.

Vacinas necessárias para viajar

Bruno sendo atendido na Clínica Vaccin, em São Paulo.

Importante:

A vacina de febre amarela é exigida em diversos países do mundo, juntamente com a sua “Carteira Internacional de Vacinação”. Se você não tem ainda, veja como fazer NESTE POST.

O tão temido pós-vacina

Estávamos com bastante medo do pós-vacina, se ia ficar dolorido ou íamos ter sintomas. Eu, como sou um caso a parte, fiquei meio estranha o dia todo após o desmaio e, depois de três dias, ainda sinto dor no braço que tomei a vacina de Tétano. O Bruno tomou uma vacina em cada braço e a de Tétano no bumbum. Depois de três dias começou a incomodar um pouco a do bumbum, como foi avisado na consulta. Nada de febre ou sintomas mais graves até agora, UFA!

Atualização importante: Na segunda visita ao hospital para tomar a dose de raiva pré-disposição eu não desmaiei e a ida ao hospital não durou nem 30 minutos. #soproundofmyself

Todo este planejamento é um passo super importante a ser feito principalmente para as pessoas que irão viajar para países da Ásia ou com risco de contaminação. Como o processo pode demorar um pouco, recomendamos que agende a consulta para ao menos três meses antes de sua partida para que, assim, você tenha tempo de se organizar e tomar todas as vacinas necessárias. Nós fizemos a consulta em julho sendo que nossa viagem é agora em Outubro, então tivemos tempo para pesquisar preços (porque, como você viu, algumas vacinas podem ser bem caras e devem ser pagas a vista), tomar todas as vacinas e nos planejar.  

Que tal garantir o seu chip com internet antes de sair do Brasil?

A EasySim4U oferece diversos pacotes com internet ilimitada, além de pacotes de voz que você pode usar em mais de 190 países e o melhor, atendimento em português e entrega em todo o Brasil. Confira o melhor pacote para você. Use o cupom NAPROADAVIDA10 e receba 10% de desconto na compra do chip.

Para mais informações:

E aí, gostou das dicas? E como foi a sua experiência tomando vacinas para a sua grande viagem? Conta pra gente aqui nos comentários! Se quiser ver mais fotos ou vídeos sobre planejamento de viagem nos siga as nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Pinterest e YouTube.

Achou este post interessante? Salve para ler depois!

Vacinas necessárias para viajar

Que tal compartilhar?

Indo para a Tailândia?

Conheça os melhores passeios para a sua viagem. Guias, fotógrafos e atendimento em português.

Somos Bruno & Vic, dois viajantes que se conheceram e se apaixonaram trabalhando a bordo de um navio de cruzeiros. Em 2016, saímos em uma viagem ao mundo e, desde então, levamos a nossa vida na estrada. Entre caronas, voluntariados e trabalhos online compartilhamos nossas inúmeras experiências e pouco dessa vida nômade aqui no Blog Na Proa da Vida, veja mais

Planeje sua viagem

seguro viagem

hotéis

chip de internet

trabalho voluntário

passeios & ingressos

transporte pela ásia

Veja mais sobre o mesmo assunto:

Nota: este post pode conter links de parceiros do blog Na Proa da Vida. Isso significa que ao comprar um de seus produtos você estará ajudando na manutenção do nosso blog e do conteúdo de qualidade produzido para você. Não se preocupe, você não paga nadica de nada a mais por isso e ainda nos motiva a conseguir descontos exclusivos, em diversos serviços, para os leitores do Na Proa da Vida. Saiba mais.

Publicado em: Atualizado em Mar 1, 2021
<a href="https://www.naproadavida.com/" target="_blank">Victória</a>
Victória
Nascida em São Paulo, estudou Lazer e Turismo (USP) e tem no DNA a palavra viagem. Ama dar dicas de viagens e contar as experiências que já viveu. Já visitou mais de 45 países e não pretende parar tão cedo.

Pode ser interessante para a sua viagem

E aí, que tal deixar um comentário? ?

4 Comentários

  1. Flavia

    vi q a regiao é endemoca para sarampo e polio tambem, o medico indicou tomar outra dose dessas vacinas (reforço)? obrigada

    Responder
    • Victória Farina

      Olá Flavia! O médico não indicou porque já havíamos tomado a de Sarampo! Mas cada caso é um caso e por isso recomendamos ir no médico do viajante que irá estudar o seu histórico de vacinas! 🙂

      Responder
  2. Jeff

    Obrigado pelas informações! muito bem descrito.
    Good trip!

    Responder

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *