O Começo da vida a bordo: buscando novas oportunidades e caminhos diferentes

Home » Trabalho em Navios » O Começo da vida a bordo: buscando novas oportunidades e caminhos diferentes
Atualizado em 29/06/2021
Por: Bruno

Atualizado em 29/06/2021
Por: Bruno

O começo da vida a bordo – Eu já havia decidido que era realmente isso que eu queria, e meu tio resolveu me ajudar, ligou para o agenciador dele na Costa Cruzeiros, o Sr. Elkin Montoya, que pediu que eu encaminhasse um currículo. E então eu fiz isso e, na sexta-feira dia 02/12/2011 um pouco antes das 9h da manhã, recebi um e-mail do Sr. Elkin com um formulário da Costa, e no e-mail dizia que eu tinha que preencher o formulário em inglês, manuscrito e devolvê-lo no mesmo dia digitalizado e com uma foto 3×4, para que fosse realizada a minha entrevista na segunda-feira dia 05/12/2011 em Santos, SP.

 

E-mail do entrevistador para a minha primeira entrevista. começando a vida a bordo

E-mail do entrevistador para a minha primeira entrevista.

Planejando trabalhar a bordo?
Acompanhe o @naproadavida no Instagram e entre no grupo do Facebook criado para tripulantes de navios de cruzeiros.

O começo da vida a bordo: acreditar ou não?

Eu corri muito, estava na empresa, e ficava até as 18hrs, não tinha como conseguir a foto, e me vieram algumas dúvidas. Não sabia se queria isso agora, se dava pra confiar naquele “e-mail relâmpago”, o que diria na empresa onde trabalho?

Falei com uma amiga (Silvana) sobre isso, e ela disse por e-mail: Vai! Aproveita a oportunidade, você não tem nada a perder, você sempre fala sobre esse sonho, e não está feliz com o atual emprego! Então vai, ou quer continuar reclamando do seu emprego, das coisas aqui?! Aproveita!

Depois disso, eu vi que realmente se eu quisesse mudar algo, que seria através daquela oportunidade. Consegui as coisas e enviei para o recrutador, que mandou o endereço e confirmou a entrevista no dia 05/12/2011.
E é a partir deste dia que eu conto minha viagem em busca da vida a bordo.

Confira todos os posts sobre trabalho em navios e a vida a bordo.

O começo da vida a bordo: o dia da entrevista primeira entrevista

Aconteceu de tudo neste dia, as coisas estavam muito corridas na empresa, quase não consegui sair para ir até Santos, na descida da Serra, havia MUITA neblina e estava tendo a Operação Comboio, a pista era liberada de 30 em 30 minutos, era pra matar um do coração, mas foi rápido e conseguimos descer, chegando lá, a cidade de Santos estava COMPLETAMENTE parada, o time local estava viajando rumo à Tóquio para disputar o Mundial de Clubes, o transito virou um caos, eram 17h30, e naquele transito eu já não tinha mais esperança de chegar no horário, depois de muitas voltas na cidade para o motorista deixar os outros passageiros, cheguei! Às 18h40!

Trânsito maluco na cidade de São Paulo.

Trânsito maluco na cidade de São Paulo.

O Sr. Elkin estava em uma sala com outros candidatos, explicando um pouco sobre o processo e a vida à bordo, alguns minutos depois, começou a falar pessoalmente com cada um.
Eu havia treinado tanto o que responderia, estava muito tranquilo, e conversando com os outros candidatos, estavam todos também muito confiantes.

Quando ele me chamou, eu tremi, quando fui falar em inglês, travei! Nada saía, e ele perguntou em português. Mas a entrevista não durou 2 minutos!? Ele nem perguntou muitas coisas?! Eu fiquei com isso na mente, fiquei mal, muito mesmo!
Voltei pra São Paulo com os outros candidatos e trocamos os contatos, todos os dias nos falávamos, e dois dias depois, eles receberam o e-mail de convocação para o curso, e eu? NADA! Sabia que tinha algo errado, mandei e-mail para o Elkin, e não tive resposta, pedi que meu tio ligasse para ele, e a resposta foi que com o meu currículo eu não conseguiria nada em cruzeiros, fui burro!

Trabalho em navios de cruzeiro
Se você planeja viver a vida a bordo, confira todos os nossos posts com dicas de trabalho em navios. Abaixo você encontra alguns dos principais temas:

Fui sincero, e coloquei as verdadeiras experiências, mas pediu para que mandássemos novamente, eu o fiz, mudei TUDO, na verdade quase tudo! E nisso ficou, passavam-se os dias, e eu continuava sem resposta, mas achei que com as festas de Natal e Ano Novo, era normal a demora.

Na segunda semana de Janeiro começava uma turma do Curso da Costa, e ele não entrava em contato, comecei a ligar, e sempre ouvindo: “Calma rapaz, ainda não recebi a resposta da companhia, assim que tiver, te ligo” e isso por umas três semanas.

Uma segunda oportunidade, uma nova entrevista

Foi aí que em Janeiro encontrei em um blog de um tripulante, um grupo muito bacana no Facebook, o “Cruise Ships”, onde tinham várias pessoas, que já trabalharam, que estavam trabalhando e que gostariam de trabalhar em navio de cruzeiros, era o que eu precisava. As pessoas do grupo sempre dispostas a ajudar, foram me indicando as melhores agências e os contatos diretos dos recrutadores, eu esqueci o Elkin Montoya e fui atrás das outras.

Mandei meu currículo para a PortSide e para a ISMBR, que me responderam marcando uma entrevista via Skype para alguns dias depois. Novamente, estudei muito e fiz as entrevistas com o Luiz e o Marcos respectivamente.

entrevista para navio de cruzeiros - o começo da vida a bordo

Fui muito bem nas duas entrevistas, fiquei tranquilo e passei para a entrevista final, mas não sabia por qual agência faria a entrevista final com a Costa, pois a PortSide não tinha data para a entrevista, mas tinha me entrevistado primeiro e a ISMBR teria para o dia 02/02/12, então eu resolvi esperar um pouco a resposta da PortSide, que veio, marcando para o dia 01/02/2012 também via Skype com o Sr. Michele Esposito (Costa Cruzeiros), e a ISMBR enviava no mesmo dia um e-mail, remarcando a entrevista para uma semana depois.

Entrevista para trabalhar na Costa Cruzeiros: como foi minha experiência

Eu não tinha dúvidas, faria pela PortSide, o negócio agora era estudar sobre o que fazia a função para qual eu estaria aplicando, que era Assistant Waiter. Estudei tipos de vinhos, uvas, pratos, coquetéis, termos técnicos e também o que eu iria falar na entrevista final, eu estava muito ansioso… e torcendo muito para dar tudo certo!

Desta vez, eu não podia perder a oportunidade e aproveitaria aquela entrevista para entrar de vez na vida a bordo de navios de cruzeiros.

 

E aí, tá curtindo as dicas sobre o trabalho a bordo? Conta pra gente aqui nos comentários! Se quiser ver mais relatos e dicas sobre o trabalho em navio de cruzeiros, siga as nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Pinterest e YouTube.

Veja Também:

 

Que tal compartilhar?


Indo para a Tailândia?
Conheça os melhores passeios para a sua viagem. Guias, fotógrafos e atendimento em português.

Somos Bruno & Vic, dois viajantes que se conheceram e se apaixonaram trabalhando a bordo de um navio de cruzeiros. Em 2016, saímos em uma viagem ao mundo e, desde então, levamos a nossa vida na estrada. Entre caronas, voluntariados e trabalhos online compartilhamos nossas inúmeras experiências e pouco dessa vida nômade aqui no Blog Na Proa da Vida, veja mais

Planeje sua viagem

seguro viagem

hotéis

chip de internet

trabalho voluntário

passeios & ingressos

transporte pela ásia

Veja mais sobre o mesmo assunto:

Nota: este post pode conter links de parceiros do blog Na Proa da Vida. Isso significa que ao comprar um de seus produtos você estará ajudando na manutenção do nosso blog e do conteúdo de qualidade produzido para você. Não se preocupe, você não paga nadica de nada a mais por isso e ainda nos motiva a conseguir descontos exclusivos, em diversos serviços, para os leitores do Na Proa da Vida. Saiba mais.

i
Categorias: Trabalho em Navios
<a href="https://www.naproadavida.com/" target="_blank">Bruno</a>
Bruno
Já morei numa casa de lata flutuante onde o maior prazer era descobrir os sete mares. Trabalhei nos maiores eventos esportivos do mundo e vi o Bolt voando para mais um ouro no Rio de Janeiro. Hoje viajo o mundo sem data de volta para casa, na verdade, tenho chamado o mundo de minha casa. Não conto quantos países conheci pelo número de carimbos no passaporte, pois às vezes conheço dez países dentro de um só. Mergulhador e amante do oceano, amo aprender novos idiomas e coisas novas e escrevo sobre algumas das minhas aventuras no Na Proa da Vida.

Pode ser interessante para a sua viagem

E aí, que tal deixar um comentário? ?

0 Comments

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *