O que fazer em Budapeste de graça: como visitar a capital da Hungria gastando pouco

Home » Hungria » O que fazer em Budapeste de graça: como visitar a capital da Hungria gastando pouco

Atualizado em May 13, 2021

Por: Bruno

Atualizado em May 13, 2021

Por: Bruno

Quem é que não gosta de economizar durante as viagens, não é mesmo? Antes de chegarmos à capital da Hungria já havíamos feito uma pesquisa breve sobre as atrações por lá e o que queríamos visitar, mas foi quando chegamos na cidade que descobrimos mesmo o que fazer em Budapeste de graça e, assim, deixar a grana extra para comer muito GoulashLángos e otras cositas más.

Então vem com a gente descobrir um pouco mais de Budapeste e o melhor, sem pagar nada. ?

O Promenade na avenida Id. Antall József rkp em Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

O Promenade na avenida Id. Antall József rkp em Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

O que fazer em Budapeste de graça

A cidade de Budapeste

Antes de começar a sua visita a Budapeste, é importante entender que a cidade é dividida pelo famoso e gigantesco Rio Danúbio e essa divisão dos lados não é somente geográfica. Portanto, a capital da Hungria possui dois lados e eles são chamados de Buda (lado oeste) e Peste (lado leste).

Do lado Buda, estão as principais atrações na parte alta da cidade e, do lado Peste, você encontrará muitas atrações e opções de entretenimento espalhados pela região.

Visitar a Liberty Statue de Budapeste (Estátua da Liberdade)

Um dos mirantes no caminho para a Liberty Statue em Budapeste

Um dos mirantes no caminho para a Liberty Statue | Foto: Bruno/@naproadavida

Este foi, disparado, o lugar que mais gostamos de visitar em Budapeste. No dia em que subimos estava um clima meio nublado mas, ainda assim, era possível ver todo o panorama da cidade e ter vistas de tirar o fôlego a cada mirante que passávamos no caminho para a estátua.

Para chegar até a Estátua da Liberdade de Budapeste, existe um caminho que se inicia atrás da Igreja da Caverna (Cave Church) e vai fazendo zigue-zagues dentro da pequena floresta morro acima, num lugar chamado Gellért Hill. Cada viewpoint traz uma vista diferente e incrível, e se transforma num lugar imperdível para um dia de sol, para ver um pôr do sol maravilhoso e, até mesmo para ver as luzes da cidade durante a noite. Quando o assunto é o que fazer em Budapeste de graça, esta foi a nossa atividade preferida.

Não viaje para a Europa sem seguro viagem! Na Europa o seguro é de extrema importância e na maioria dos países, os viajantes são obrigados a ter um seguro viagem para o período que passará no continente. Durante a nossa viagem, nós usamos a World Nomads e o suporte foi sensacional e em português sempre que precisamos.

Outro grande parceiro brasileiro é a Seguros Promo, que oferece 5% de desconto para os viajantes leitores do blog que usarem o código NAPROADAVIDA5.
Assista aos vídeos desta playlist para ajudar na hora de fechar o seguro e garantir o desconto.
Saúde durante a viagem não é brincadeira, não arrisque viajar sem seguro. 😉

O que fazer em Budapeste de graça

Buda castle

Vista do Buda Castle desde o lado Peste

Vista do Buda Castle desde o lado Peste | Foto: Bruno/@naproadavida

O Buda Castle é um dos maiores símbolos da cidade e um dos lugares mais visitados também. O castelo, que na verdade é um complexo com diferentes construções e edifícios importantes para a história do país, possui uma área gigantesca e aberta para a visita e sem necessidade da compra de bilhete para visitar.

É uma atração imperdível pois a vista é simplesmente incrível e, de lá, é possível ver toda a cidade pelo alto e com uma ângulo diferente da Liberty Statue. No complexo do Buda Castle você precisa visitar um lugar chamado Fisher’s Man Bastion (Bastião dos Pescadores) e aproveitar os mirantes em que você pode entrar sem precisar pagar.

Algumas atrações por lá são cobradas, como a Galeria Nacional Húngara, o Museu de História de Budapeste, a Livraria Nacional da Hungria e a linda Igreja de Matthias, mas isso não quer dizer que você PRECISA visitá-las, até porque a ideia aqui é conhecer atrações gratuitas em Budapeste e a cidade por si só já é linda.

O que fazer em Budapeste de graça

Passar uma tarde na Liberty Bridge

A Ponte da Liberdade (Liberty Bridge) de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

A Ponte da Liberdade (Liberty Bridge) de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

A volta do Buda Castle ou da Liberty Statue para o lado Peste pode ser uma boa oportunidade para uma paradinha oportuna para apreciar o Rio Danúbio numa tarde. Durante os dias de sol, os locais costumam ir para a famosa Ponte da Liberdade e passar a tarde conversando e bebendo uma cervejinha com os amigos.

Isso é muito parecido com o que vimos lá em Bangkok, na ponte Memorial Bridge. A Liberty Bridge não é o melhor ponto para ver pôr do sol na cidade, mas vale muito a pena parar um pouco e observar a beleza dos morros à esquerda, com o Buda Castle ao fundo e à direita, o lado Peste com seus edifícios antigos e o Mercado Central bem em frente.

O que fazer em Budapeste de graça

Mercado Central

Vão principal do Mercado Central de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

Vão principal do Mercado Central de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

Esse é o maior mercado de Budapeste e se assemelha bastante com alguns mercados que visitamos na Europa e até mesmo nos lembrou um pouco o Mercadão de São Paulo. É no Mercado Central que você vai ter a oportunidade de provar algum dos pratos típicos da Hungria, como o Goulash e o Lángos.

Nós decidimos provar somente o Lángos e fizemos isso num quiosque que leva o nome do prato. Existem vários quiosques com comida típica no 2° andar e todos eles são muito lotados, pois o mercado está virando uma atração grande entre os viajantes, até mesmo porque é uma atração legal de visitar quando se busca o que fazer em Budapeste de graça.

No mercado, é possível também comprar souvenir, roupas, queijos, doces, frutas, carnes e várias outras coisas. Se você, como nós, não é de comprar nada, pode ir somente para comer algo e descansar um pouco.

O que fazer em Budapeste de graça

O bairro Judeu e a maior sinagoga da Europa

Pelas ruas da cidade.

Pelas ruas da cidade de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

O bairro judeu em Budapeste é um dos lugares que, com certeza, você vai visitar, seja durante o dia ou à noite para ver os famosos ruin bars. Este bairro, com suas ruas bem estreitas e cafés charmosos tem um passado que ficou fortemente marcado pela Segunda Guerra Mundial, quando os Nazistas controlavam a região e o lugar foi transformado num gueto.

É lá também onde está a Dohány Street Synagogue, a maior sinagoga da Europa e segunda maior no mundo, com capacidade para receber mais de 3.000 pessoas. É um dos bairros que realmente valem a pena ser visitados e, se você se interessar, pode entrar na sinagoga, visitar o Museu e o cemitério Judeu, pagando um pequeno valor de entrada. Você também pode fazer um passeio para conhecer mais da história do local.

O que fazer em Budapeste de graça

Szimpla e outros bares em ruínas

Noite agitada no Szimpla Bar, o bar nas ruínas | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

Noite agitada no Szimpla Bar, o bar nas ruínas | Foto: Bruno/@naproadavida

A cidade de Budapeste é muito conhecida pelos bares que funcionam em ruínas de prédios antigos e até mesmo abandonados. Muitos deles ficam na região do bairro judeu e o maior e mais conhecido é o Szimpla Ruin Bar que, segundo nossos amigos locais, era um bar minúsculo com apenas uma portinha para entrar e que hoje toma conta de todo o edifício.

Agora, possui diferentes salas com mesas e bar para que as pessoas possam sentar e conversar. A decoração é muito legal e as luzes dão uma cara ainda mais alternativa. O Szimpla bar é, atualmente, mais visitado por turistas e alguns moradores locais acompanhando os amigos estrangeiros, como foi o nosso caso.

Agora, se você quer uma experiência mais local ou com menos “gringos”, vale a pena visitar o Ellátó Kert, o Kisüzem e o Fekete Kutya e, se você estiver do lado Buda, uma boa é visitar o Szatyor Bar e o Nemdebár. Alguns desses bares parecem normais, mas o legal é que são menos turísticos que o Szimpla e bares maiores.

Você pode visitar os bares sem pagar nada, mas recomendamos muito que se tome uma boa cerveja artesanal da Hungria e, até mesmo um drink local de vinho com água tônica. ?

Existe também um Pub Crawl (pago) que leva as pessoas por diversos bares e baladas na noite de Budapeste.

O que fazer em Budapeste de graça

City Park

Apaixonados pelo City Park de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

Apaixonados pelo City Park de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

O Parque da Cidade (City Park, em inglês), também conhecido como Városliget é, sem dúvidas, o parque mais famoso da cidade e foi um dos primeiros parques públicos do mundo. Mas, ao contrário do que muitos pensam, ele não é o maior parque de Budapeste, pois este posto é do parque Népliget, que fica mais ao sul, ainda do lado Peste.

O Parque da Cidade foi construído para comemorar os 1.000 anos da Hungria e, desde então, é o lugar onde os húngaros desfrutam de seu tempo livre com a família, praticando esportes ou caminhando com os animais de estimação. As principais atrações para se visitar dentro do parque são: o Városliget Lake, um lago onde é possível alugar um barquinho no estilo pedalinho e passar algum tempo por ali.

A Praça dos Heróis (Heroes Square) de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

A Praça dos Heróis (Heroes Square) de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

Vajdahunyad Castle, que é lindo e falarei sobre ele logo abaixo, a Heroes Square, que é dos principais ícones de Budapeste, os museus de Artes e o das Belas Artes, que estão logo na entrada do parque e claro, os famosos Banhos Termais de Széchenyi, um dos maiores da Europa (mas que é cobrada uma taxa de entrada).

Apesar de algumas atrações exigirem o pagamento para entrada, a visita ao Parque da Cidade é totalmente gratuita e andar por lá é lindo, seja qual for a época e estação do ano, se tornando uma boa ideia quando o assunto é o que fazer em Budapeste de graça. Lá também existe um Circo e um Zoológico, mas como NÃO somos a favor de turismo com animais, NÃO recomendamos a visita.

O que fazer em Budapeste de graça

Vajdahunyad Castle

Esse castelo foi uma surpresa para nós. Já estávamos indo embora de Budapeste mas eu queria muito ver a Heroes Square e o City Park, um dos principais parques da cidade e que estava pertinho de onde nos hospedamos.

No maps.me, eu vi a Apostle’s Tower e resolvemos andar até lá. Quando chegamos, vimos que na verdade, a torre era um castelo que fica numa ilha dentro do Városliget, o lago dentro do City Park e que leva o mesmo nome do parque.

O Vajdahunyad Castle dentro do Parque da Cidade | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

O Vajdahunyad Castle dentro do Parque da Cidade | Foto: Bruno/@naproadavida

O Vajdahunyad Castle é hoje o Museu de Agricultura da Hungria mas você não precisa entrar no museu para apreciar a área em volta do castelo que é linda e vale a pena a visita, já que provavelmente você visitará o parque ou a Heroes Square.

Que tal garantir o seu chip com internet antes de sair do Brasil?

A EasySim4U oferece diversos pacotes com internet ilimitada, além de pacotes de voz que você pode usar em mais de 190 países e o melhor, atendimento em português e entrega em todo o Brasil. Confira o melhor pacote para você.

O que fazer em Budapeste de graça

Heroes Square

A Praça dos Heróis (Heroes Square) de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

A Praça dos Heróis (Heroes Square) de Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

A Praça dos Heróis, um dos símbolos mais importantes de Budapeste, foi construída para homenagear aqueles que perderam suas vidas na luta pela liberdade e independência do país. No meio, um pilar bem alto com a estátua do Arcanjo Gabriel e mais ao fundo, diversas colunas com estátuas em homenagem às pessoas que deixaram sua marca na história da Hungria.

Em cada lado da Praça dos Heróis existe dois museus importantes para Budapeste, são eles o Museu das Belas Artes e o Museu de Arte. Logo atrás das colunas que ficam à direita, existe um centro de informações, caso você precise de alguma ajuda ou tenha dúvidas.

O que fazer em Budapeste de graça

Memorial dos Sapatos às Margens do Danúbio

Memorial dos Sapatos às Margens do Danúbio em Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

Memorial dos Sapatos às Margens do Danúbio em Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

Este foi um dos primeiros memoriais sobre a Segunda Guerra Mundial que vi fotos em livros há muito tempo. Foi também um dos memoriais mais tocantes dessa nossa longa viagem pela Europa, pois é possível ainda sentir a energia e tristeza ao imaginar o que as pessoas passaram naquela época.

O memorial “The Shoes on the Danube Bank” foi criado em homenagem às pessoas, de maioria judia, que foram fuziladas e jogadas no Rio Danúbio pelos milicianos da organização fascista Arrow Cross, mas antes, eles eram obrigados a tirar os seus sapatos, pois era uma peça nobre para se vestir naquela época. É um lugar marcado para sempre na história húngara de uma forma ruim e que vale a pena a visita, já que também é gratuito.

O que fazer em Budapeste de graça

Arquitetura dos edifícios e igrejas

A linda Igreja de Matthias (Matthias Church) em Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

A linda Igreja de Matthias (Matthias Church) em Budapeste | Foto: Bruno/@naproadavida

A arquitetura na cidade de Budapeste é algo que merece atenção. É impressionante ver os edifícios durante o dia e também durante a noite. Nos impressionamos somente ao andar pelas ruas da área central de Peste, onde está a Saint Stephen’s Basilica, na região do Parlamento, do cemitério Kerepesi entre outras construções de cair o queixo. Você também pode admirar a arquitetura da cidade lá do alto da Estátua da Liberdade que é extremamente recomendado, e nós amamos! ?

O que fazer em Budapeste de graça

Free Walking Tour

O Free Walking Tour atravessando a ponte suspensa Széchenyi Chain Bridge | Foto: Bruno/@naproadavida - O que fazer em Budapeste de graça

O Free Walking Tour atravessando a ponte Széchenyi Chain Bridge | Foto: Bruno/@naproadavida

Como eu havia indicado no post com dicas de como passar três dias em Praga com €50, uma das coisas mais legais que se tem pra fazer numa cidade é um Free Walking Tour. Nós fizemos um em Budapeste e ele começou por volta das 10:30 da manhã em frente a Saint Stephen’s Basilica, passando por toda a parte principal e central do lado Peste, cruzando o Rio Danúbio pela ponte suspensa Széchenyi Chain Bridge e terminando no Buda Castle por volta das 13h.

O Free Walking Tour é gratuito e acontece todos os dias, mas lembramos sempre que ele funciona na base das gorjetas, pois é assim que o guia faz o seu salário. Portanto, caso você tenha, separe uma quantia que achar justa para dar ao guia no fim do passeio.

Outras informações úteis para a sua viagem em Budapeste e cidades vizinhas

Quer fazer passeios diferentes? Veja abaixo os passeios em Budapeste disponíveis para reserva online:

Hospedagem em Budapeste

Budapeste é mais uma daquelas cidades em que a oferta de acomodação é simplesmente muito boa. É possível encontrar diversos tipos de hospedagem por diferentes preços. A cidade é dividida em mais de 20 distritos, mas a nossa recomendação é que você se hospede na área central e de preferência, do lado Peste. As nossas dicas são:

Para reservar as melhores hospedagens na Europa, nós sempre comparamos no booking.com, hoteis.com e Hostelworld e, assim, escolhemos o melhor custo x benefício.

Como chegar e sair de Budapeste

Ônibus ou trem

Nós chegamos em Budapeste após uma saga absurdamente demorada e falha de tentar pegar carona saindo de Zagreb, na Croácia. Resumindo, não pararam para nós na saída da Croácia e nós acabamos dormindo numa estação de trem em Koprivnica, ao norte do país.

No dia seguinte nós tentamos carona novamente e não funcionou. Nós então pegamos o primeiro trem com sentido a Budapeste e deu tudo certo. Daí pra frente, nós começamos a usar ônibus e trem com mais frequência e foi também quando conhecemos a Flixbus. Aqui você confere valores do trajeto entre Zagreb e Budapeste.

Para sair, também tivemos um perrengue, pois não compramos os bilhetes de ônibus com antecedência e achamos que seria tranquilo comprar na hora, com sentido a Bratislava, na Eslováquia. Porém, a rodoviária de Budapeste é a céu aberto e não existe um guichê, ou seja, é preciso comprar o bilhete na hora com o motorista. O resultado é que, as passagens na hora, estavam custando o triplo do que havíamos pesquisado 1 hora antes.

Nós então decidimos mudar o destino e compramos uma passagem muito mais barata para o ônibus que sairia em 1 hora, com sentido a Viena, na Austria. A Flixbus é uma companhia de ônibus com valores super baixos e que facilitam na locomoção entre cidades e países da Europa.

Veja outras opções de trajetos chegando e saindo de Budapeste.

Usando um carro

Uma coisa também muito conveniente que alguns viajantes adoram fazer é alugar um carro e conhecer Budapeste e cidades vizinhas no seu próprio ritmo e da forma que desejar. A RentCars e a Rentalcars estão entre as melhores buscadoras para aluguéis de carro na Europa.

Veja também:

Que tal compartilhar?

Indo para a Tailândia?

Conheça os melhores passeios para a sua viagem. Guias, fotógrafos e atendimento em português.

Somos Bruno & Vic, dois viajantes que se conheceram e se apaixonaram trabalhando a bordo de um navio de cruzeiros. Em 2016, saímos em uma viagem ao mundo e, desde então, levamos a nossa vida na estrada. Entre caronas, voluntariados e trabalhos online compartilhamos nossas inúmeras experiências e pouco dessa vida nômade aqui no Blog Na Proa da Vida, veja mais

Planeje sua viagem

seguro viagem

hotéis

chip de internet

trabalho voluntário

passeios & ingressos

transporte pela ásia

Veja mais sobre o mesmo assunto:

Nota: este post pode conter links de parceiros do blog Na Proa da Vida. Isso significa que ao comprar um de seus produtos você estará ajudando na manutenção do nosso blog e do conteúdo de qualidade produzido para você. Não se preocupe, você não paga nadica de nada a mais por isso e ainda nos motiva a conseguir descontos exclusivos, em diversos serviços, para os leitores do Na Proa da Vida. Saiba mais.

Publicado em: Atualizado em May 13, 2021
i
Categorias: Destinos | Europa | Hungria
<a href="https://www.naproadavida.com/" target="_blank">Bruno</a>
Bruno
Já morei numa casa de lata flutuante onde o maior prazer era descobrir os sete mares. Trabalhei nos maiores eventos esportivos do mundo e vi o Bolt voando para mais um ouro no Rio de Janeiro. Hoje viajo o mundo sem data de volta para casa, na verdade, tenho chamado o mundo de minha casa. Não conto quantos países conheci pelo número de carimbos no passaporte, pois às vezes conheço dez países dentro de um só. Mergulhador e amante do oceano, amo aprender novos idiomas e coisas novas e escrevo sobre algumas das minhas aventuras no Na Proa da Vida.

Pode ser interessante para a sua viagem

E aí, que tal deixar um comentário? ?

12 Comentários

  1. Leo Vidal

    Budapeste é a capital mais linda do Leste Europeu sem dúvida. o melhor é que realmente muitas coisas são gratuitas. Alguns locais que você mencionaram, não cheguei a conhecer, o que me motiva a voltar já sabendo o que fazer em Budapeste de graça.

    Responder
    • Victória Farina

      Com certeza, Leo! Cada visita a gente descobre mais e mais coisas para fazer de graça nessa capital maravilhosa 🙂 Depois conta para a gente como foi!

      Responder
  2. Carla Mota

    O mercado central de Budapeste é tão lindo! Eu adorei as delícias que lá comi. Super que recomendo uma visita. Vale mesmo a pena e ainda por cima, tal como disse, a entrada é gratuita!

    Responder
  3. Ana Carolina

    Europa nos deixa apaixonados e Budapeste é linda e com muitas histórias. Amei seu post, completaço! Me deixou com muita vontade de conhecer esse pedaço da Europa.

    Responder
    • Victória Farina

      Tem que ir conhecer mesmo, Ana! Essa parte da Europa é a nossa preferida 🙂

      Responder
  4. Fabíola Moura

    Lista valiosa! Só esse roteiro já vale a viagem toda, rs. Sério que dá pra ver parte do Buda Castle de graça? E tem tantas outras coisas interessantes gratuitas, imagine o que é pago? Já quero visitar.

    Responder
  5. Gabriela Torrezani

    Legal, economizar é muito importante! Quando fui à Budapeste também fiz vários desses passeios de graça, além do que é uma cidade barata no geral, né? 🙂

    Responder
    • Victória Farina

      Super barata! Que bom que conseguiu fazer as coisas de graça também, ajuda bastante nas economias, ne? 🙂

      Responder
  6. Adriana Magalhães

    Adorei o post, muito completo. Não sabia que Budapeste tinha uma estátua da liberdade. E fiquei impressionada com os sapatos na beira do rio. Que tristeza

    Responder
    • Victória Farina

      Sim, Budapeste é um lugar cheio de surpresas. Aguarde o nosso post mais completo sobre a cidade :)))

      Responder

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *