Onde ficar no Saco do Mamanguá, paraíso de Paraty (Rio de Janeiro)

Home » Brasil » Onde ficar no Saco do Mamanguá, paraíso de Paraty (Rio de Janeiro)

Atualizado em Jun 6, 2021

Por: Victória

Atualizado em Jun 6, 2021

Por: Victória

Saco do Mamanguá é aquele lugar que você vai para relaxar, curtir a brisa do mar e apreciar lindas paisagens. Lá você também pode caminhar, remar, nadar além de comer peixe fresco. Esse pedacinho de paraíso brasileiro é localizado em Paraty, Rio de Janeiro e tem um cenário de deixar qualquer um boquiaberto. Por isso, queremos te dar as principais dicas de onde ficar no Saco do Mamanguá para aproveitar esse refúgio caiçara entre mar e montanhas:

Posts relacionados:

Dicas sobre onde ficar no Saco do Mamanguá:

Antes de falar nas diversas opções de hospedagem pense que você deve considerar esses pontos ao decidir ficar no Saco do Mamanguá e não em Paraty, lugar com mais infra estrutura:

Detox de tecnologia

Existem hotéis que ligam os geradores somente a noite, outros que desligam durante a madrugada e a vila inteira está propensa a quedas de energia elétrica frequentes. Wifi é limitadíssimo e sinal de celular só tivemos no alto do Pão de Açúcar!

Saiba que esse refúgio caiçara começou a ter energia elétrica somente em 2016 e, mesmo assim, ainda tem quedas frequentemente. Outra dificuldade é encontrar sinal de celular. Por isso, planeje sua viagem para o Saco como um detox de tecnologia!

Alugar casa ou pousada?

Uma pergunta super importante que tem que fazer antes de decidir onde se hospedar no Saco! Você quer cozinhar sua própria comida, ficar isolado com seus companheiros de viagem ou quer algo com menos trabalho comendo em restaurante?

Saiba que para chegar no Saco você tem que pegar um barco e lá no paraíso tem vendinhas com o essencial (e olhe lá) então, se você for cozinhar em sua hospedagem, pense que tem que levar exatamente TODOS os ingredientes que for precisar. Não conte com a vendinha e confirme com o dono da casa quais os apetrechos de cozinha eles tem disponível. O Saco é um lugar BEM remoto então faça essa escolha antecipadamente.

Dependendo de que área se hospedar, a variedade de restaurantes pode ser pequena. Nós, por exemplo, comemos arroz, feijão (preto!) e peixe praticamente todos os dias (de almoço E janta!), mas tem pessoas que não gostam. Se quer comodidade e não cozinhar, pense em ficar ou na praia do Cruzeiro ou na comunidade Rio Grande. Lá tem restaurantes disponíveis que podem te satisfazer.

Curta esse paraíso!

Não deixe de curtir os mínimos detalhes que fazem o Saco do Mamanguá ser tão especial: o papo com os caiçaras, a tranquilidade, sua paisagem e a comida deliciosamente caseira são apenas alguns exemplos.

Nós achamos o Saco um lugar IDEAL para quem quer se isolar e relaxar durante a pandemia do coronavírus. Nós só viajamos para lá porque amigos nos indicaram e disseram que é super vazio e REALMENTE É! Mas, durante esses tempos difíceis, pedimos para RESPEITAR OS CAIÇARAS usando máscara ao falar com eles e tentando resguardá-los.

Leia também:

Dica de onde ficar Saco Mamanguá, Paraty Rio de Janeiro

E o visual maravilhoso do deck da Casa Mangueira:. Foto: divulgação.

Onde ficar no Saco do Mamanguá:

Olhando no mapa você nem imagina, mas esse paraíso no litoral do Rio de Janeiro possui oito vilas caiçaras. A dificuldade de encontrar o seu lugarzinho será bem menor com as nossas dicas das melhores casas de temporada, pousadas e hotéis no Saco do Mamanguá.

Vamos explicar um pouco sobre cada região para que, assim, você consiga decidir qual cabe melhor no seu bolso e estilo de viagem e, para facilitar, decidimos dividir as regiões entre lado direito e esquerdo e seguir a ordem de chegada no braço, ou seja, passando da entrada até a parte do manguezal.

Lado esquerdo do Saco do Mamanguá

Praia do Cruzeiro

Praia mais famosa do Saco do Mamanguá e lugar com maior infra estrutura turística. Mas não vai pensando que é uma Koh Phi Phi da vida não hahahaha lá existem dois restaurantes, algumas pousadas e casas de aluguel além de uma vilinha para os moradores.

Como te explicamos no post com o que fazer no Saco do Mamanguá, a praia do Cruzeiro é ponto de partida para a trilha mais famosa da região: a que sobe para o pico do Pão de Açúcar. Lá você tem a melhor visão da beleza cênica do Saco e, na volta, ainda pode se deliciar no restaurante do Seu Orlando ou no do Cruzeiro.

A praia em si não é bonita e, pela água ser bem rasa, um mergulho no mar não é tão animador. Fique sabendo que, quem se hospeda na praia do Cruzeiro quer comodidade e infra estrutura. Nesta vilinha tem campings, casas de aluguel e uma pousada. Veja as nossas recomendações:

Camping do seu Orlando e Pousada Pão de Açúcar.

Um pouquinho da Pousada Pão de Açúcar e camping do seu Orlando.

Dicas de hospedagem na Praia do Cruzeiro, Saco do Mamanguá:

Pousada Pão de Açúcar: uma ótima opção de onde ficar no Saco do Mamanguá

Lugar bem simples com apenas 3 quartos que contam com ar condicionado, chuveiro de água quente e uma varandinha. Com diárias a cerca de R$ 200, a pousada fica a poucos metros da praia e bastante silenciosa durante a noite.

É na mesma propriedade do restaurante do seu Orlando, então comida nunca irá faltar! Nesta pousada também existe um camping com diárias a partir de R$ 30 por pessoa. Você deve trazer a sua barraca e todos os apetrechos que precisar. Eles disponibilizam banheiro com ducha além de uma cozinha comunitária com fogão, geladeira, panelas e água fresquinha e potável vinda da fonte.

Para saber mais detalhes sobre a Pousada Pão de Açúcar e reservar um espacinho nesse paraíso clique aqui!

LEIA TAMBÉM: Lista com as 9 melhores pousadas para ficar em Caraíva na Bahia

Onde ficar na Praia do Cruzeiro, Saco do Mamanguá.

A Casa Terra no meio da Praia do Cruzeiro.

Casas para alugar na praia do Cruzeiro, Saco do Mamanguá:

Existem diversas opções. As que mais curtimos e que estão na nossa lista de recomendações são:

As áreas comuns e o tamanho da casa, chamada Hospedagem VL, foi uma das coisas que nos chamou mais atenção. Por apenas R$ 500 a diária, essa casa abriga até 5 pessoas e tem avaliações maravilhosas. Se quiser uma opção mais econômica e simples tem esta casa aqui, com diárias a cerca de R$ 330 para 7 pessoas.

Um pouquinho mais afastado tem também a simples mas funcional Casa Caíçara que custa cerca de R$ 900 e cabe até 12 pessoas. Outra do mesmo estilo é a Casa Amarela que cabe 4 pessoas num valor de R$ 460 a diária.

Sombra e água fresca nesse Airbnb no Saco do Mamanguá.

Imagina ficar ai nessa rede o dia inteiro só descansando? Foto: divulgação.

Pensando em viajar por um longo período e fazer trabalhos voluntários?
Acesse o site da Worldpackers e tenha US$10 de desconto na sua próxima experiência no exterior.

Dica de pousada e hotel no Saco do Mamanguá, RJ:

Lado direito

Esse é o lado do Saco do Mamanguá onde ficam as melhores casas de aluguel e as pousadas mais luxuosas. Quase todas as mini prainhas não tem nome específico, então é um pouco mais difícil de se localizar.

Para facilitar, vamos voltar lá pra entradinha do Saco e mostrar as hospedagens disponíveis em ordem de chegada no braço, ou seja, passando da entrada até a parte do manguezal. Segue as nossas recomendações de pousadas, hotéis e casas de temporada do lado direito do Saco do Mamanguá:

Mamanguá beach hostel: uma ótima opção de onde ficar no Saco do Mamanguá

O Mamanguá beach hostel, que fica na Praia Grande, é perfeito para quem quer economizar, além de se divertir e conhecer outras pessoas. Esse hostel tem quartos compartilhados com camas a partir de R$ 100 e também quartos privados para duas pessoas por cerca de R$ 350 com café da manhã incluso.

O diferencial desse hostel é que os quartos são bem arejados e também existem algumas camas nos quartos compartilhados (não só beliches). A área de convivência do Mamanguá beach hostel é incrível e conta com um gramado verde com espreguiçadeiras, redes, vendinha com itens essenciais e até um bar.

Não podemos esquecer de dizer que o hostel é beira mar, ou seja, a poucos passos das águas quentinhas esverdeadas do Saco do Mamanguá.

Mamanguá beach hostel é uma opção de onde ficar no Saco

A área comum do Mamanguá beach hostel. Foto: divulgação.

Mamanguá Eco Lodge: uma ótima opção de onde ficar no Saco do Mamanguá

Já o Mamanguá Eco Lodge, que fica ao lado da Praia Grande, é um tipo de hospedagem totalmente diferenciado. Com quartos grandes e bem equipados, a pousada é o lugar perfeito para famílias.  Lá, a vista de tirar o fôlego bem de frente ao Pico do Pão de Açúcar é complementado pelo ótimo serviço de hotelaria e gastronomia, já que o hotel é uma das principais opções de onde comer no Saco.

O Eco Lodge tem suítes para casal e família, além de apartamentos com cozinha e sala. Os valores giram em torno de R$ 600 a diária para o casal com café da manhã e jantar inclusos além do uso de caiaques individuais e SUP (stand up paddles). Com ar condicionado em todos os quartos, a pousada dispõe de quartos com vista para o jardim ou para a praia. Tudo é simples, mas muito bem montado com um jeitinho de casa de praia da avó!

Clique para ver mais detalhes sobre disponibilidade e valores do hostel no Saco do Mamanguá e sobre o Eco Lodge!

O Mamanguá Eco Lodge é uma das acomodações mais recomendadas no Saco.

A vista para o Pico do Pão de Açúcar no Eco Lodge. Foto: divulgação.

Casas na Praia Grande (lado direito do Saco)

Nesse centrinho existem algumas casas de temporada para alugar super gostosas, entre elas:

Onde ficar no Saco do Mamanguá, RJ

Lado direito

Refúgio Mamanguá

Localizado bem em frente a ilha Grande que fica no meio do braço do Saco do Mamanguá, esse é um dos hotéis mais conhecidos e desejados da região. Com uma estrutura maravilhosa e localização privilegiada, o Refúgio, como é chamado carinhosamente, tem vagas limitadíssimas mesmo com seu valor um pouco acima da média.

Com apenas dez suítes, o Refúgio Mamanguá tem uma estrutura ótima e serve café da manhã e janta inclusos na diária, que custa cerca de R$ 800 por casal. Dentro deste valor também tem disponível canoas canadenses.

Refugio Mamangua: uma dica de hotel no Saco

A calmaria do Refúgio Mamanguá . Foto: divulgação.

Essa hospedagem é considerada por muitos como um hotel de luxo no Saco do Mamanguá, mesmo com seus ares de casa de família. Note que eles tem suítes de frente para o mar (as amarelas) e algumas na mata, com um acesso íngrime mas com vista para o mar.

Percebemos que o Refúgio está dando uma atenção especial a higienização durante esse período de pandemia e trocou algumas instalações para satisfazer as exigências. Eles também não serviam almoço nas instalações, para favorecer o comércio local, mas por agora está servindo comidas leves para aqueles que querem ficar reclusos somente aproveitando o entorno da pousada.

Saiba como chegar no Saco do Mamanguá neste guia super completo com todas as dicas, valores, empresas e trajetos disponíveis. Dica: você pode alugar um carro ou usar o Buser.

Resumo dos lugares mais recomendados por nós de onde ficar no Saco do Mamanguá:

Deu para perceber que tem MUITAS ótimas opções de onde ficar no Saco do Mamanguá mas tome cuidado que toda essa variedade é muito concorrida entre os turistas que vem de São Paulo e Rio de Janeiro curtir o único fiorde brasileiro e reserve com antecedência.

A gente se hospedou na Pousada Pão de Açúcar já que, quando estávamos buscando hotéis no Saco do Mamanguá, tudo estava lotado. Por causa da pandemia do coronavírus indicamos que se hospede numa casa inteira e que, assim, você tenha o mínimo de contato possível com outras pessoas, além de ter o sossego que tanto merece.

Segue nosso resuminho para facilitar e escolher o melhor lugar para se hospedar nas suas férias ou viagem de fim de semana:

Saco do Mamanguá: como ir?

Escrevemos um post SUPER completo com todas as opções e valores mas é muito simples: basta chegar em Paraty Mirim e pegar um barco até a sua acomodação.

Leia também:

E aí, gostou das dicas? Conseguiu decidir onde ficar no Saco do Mamanguá? Conta pra gente aqui nos comentários! Se quiser ver mais fotos ou vídeos sobre o Brasil e outros países da America do Sul, siga as nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Pinterest e YouTube.

Que tal compartilhar?

Indo para a Tailândia?

Conheça os melhores passeios para a sua viagem. Guias, fotógrafos e atendimento em português.

Somos Bruno & Vic, dois viajantes que se conheceram e se apaixonaram trabalhando a bordo de um navio de cruzeiros. Em 2016, saímos em uma viagem ao mundo e, desde então, levamos a nossa vida na estrada. Entre caronas, voluntariados e trabalhos online compartilhamos nossas inúmeras experiências e pouco dessa vida nômade aqui no Blog Na Proa da Vida, veja mais

Planeje sua viagem

seguro viagem

hotéis

chip de internet

trabalho voluntário

passeios & ingressos

transporte pela ásia

Veja mais sobre o mesmo assunto:

Nota: este post pode conter links de parceiros do blog Na Proa da Vida. Isso significa que ao comprar um de seus produtos você estará ajudando na manutenção do nosso blog e do conteúdo de qualidade produzido para você. Não se preocupe, você não paga nadica de nada a mais por isso e ainda nos motiva a conseguir descontos exclusivos, em diversos serviços, para os leitores do Na Proa da Vida. Saiba mais.

Publicado em: Atualizado em Jun 6, 2021
<a href="https://www.naproadavida.com/" target="_blank">Victória</a>
Victória
Nascida em São Paulo, estudou Lazer e Turismo (USP) e tem no DNA a palavra viagem. Ama dar dicas de viagens e contar as experiências que já viveu. Já visitou mais de 45 países e não pretende parar tão cedo.

Pode ser interessante para a sua viagem

E aí, que tal deixar um comentário? ?

0 Comments

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *