Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Home » Albânia » Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar
Atualizado em 29/06/2021
Por: Victória

Atualizado em 29/06/2021
Por: Victória

Em nossa viagem de 4 meses pela Europa, a Albânia, em nossos planos iniciais, seria um lugar de passagem. Tudo mudou quando começamos a pesquisar mais a fundo sobre o país e, assim, descobrimos a diversidade de paisagens que a Albânia possui. Ficamos chocados com a beleza das praias da riviera albanesa e abismados com a quantidade de montanhas e, foi assim, que nosso roteiro mudou drasticamente. Além de passar muito mais tempo que o planejado no país, ainda conseguimos um trabalho voluntário lá. Vamos contar nesse post sobre as cidades da Albânia que visitamos, dar dicas do que fazer, como se locomover e também iremos escrever, ao final, os lugares que desejamos viajar na nossa próxima passagem pelo país (que, com certeza, será bem em breve!).

Praia paradisíaca na Albânia

Victória curtindo as praias paradisíacas de Saranda. Foto: Bruno/@naproadavida

Você também pode se interessar:

O que fazer na Albânia (viagem)

Albânia é perigoso?

Não, não e não! A Albânia JÁ FOI um país perigoso há muitos anos atrás mas agora é um lugar que todos deveriam visitar. Além das belezas naturais os albaneses são pessoas incríveis, hospitaleiras, generosas e super simpáticas e, com certeza, fizeram com que a nossa passagem pelo país nos desse um gostinho de quero mais.

Conversamos muito com nossos hosts e caronas a respeito da segurança na Albânia e vimos diversas mulheres estrangeiras viajando sozinhas se sentindo super seguras e amando o país tanto quanto nós dois. A Albânia dá medo a alguns pela sua história obscura de guerra civil já que saiu do regime comunista apenas em 1992, mas isto já aconteceu há muitos anos atrás e faz parte de uma fase ruim que os albaneses tentam se recuperar.

Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Mãe e filho nos dando carona na Albânia.

Não posso deixar de citar um fato SUPER interessante da Albânia: a quantidade de homens! Meu Deus! Você só vê homem na rua, nas lojas, nos locais de aposta, em TODO LUGAR! Depois de uns dias visitando o país começamos a perceber a quantidade de homens em relação a mulheres que existem no país e nos assustamos.

Conversamos com nossos hosts e amigos que nos disseram que tem quase 5 homens para uma mulher, o que comprova a nossa visão. Por ser estrangeira e mulher, me senti um pouco mau em algumas situações passando em bares e restaurantes já que os homens olham BASTANTE e de um jeito estranho mas nada que me fizesse sentir medo ou algo assim, era somente um interesse e falta de vergonha na cara haha. Isso é uma informação muito boa para as mulheres que pretendem visitar o país e é algo para saber antes de viajar para a Albânia.

Elbasan

Cidadezinha pequena e muito muito local. Visitamos essa cidade especialmente para conhecer um albanês que nos ofereceu hospedagem pelo Couchsurfing. Passamos duas noites lá e foi o bastante para ele, como guia turístico, nos convencer que não poderíamos deixar de conhecer o máximo possível da Albânia nessa viagem.

Elbasan, além de diversas mesquitas, igrejas e a rua principal cheia de cafés e bares de aposta, tem algo que nenhuma outra cidade do mundo tem: bugace. Essa comida super típica da região é incrivelmente gostosa e consiste em pão frito dentro do pão. Sério, se estiver passando por Elbasan, não deixe de provar esta delícia que, além de super diferente do que você imagina, é BEM barata (pagamos LEK 55 por um bem grande e apetitoso).

Elbassan na Albânia

Rua principal de Elbasan, na Albânia. Foto: Bruno Miguel/@naproadavida

Se você tem pouco tempo, recomendamos que pare por algumas horas em Elbasan, prove o bugace e siga viagem, já que a cidade não tem nenhum outro atrativo super importante além das pessoas e suas vidas rotineiras (que, para nós, é uma coisa super interessante de presenciar). Mas, se você puder, recomendamos passar pelo menos uma noite nessa cidadezinha de interior e observar a vida local e seus detalhes.

Não viaje para a Europa sem seguro viagem! Na Europa o seguro é de extrema importância e na maioria dos países, os viajantes são obrigados a ter um seguro viagem para o período que passará no continente. Durante a nossa viagem, nós usamos a World Nomads e o suporte foi sensacional e em português sempre que precisamos. Eles oferecem 5% de desconto com o código: PROADAVIDA.

Outro grande parceiro brasileiro é a Seguros Promo, que oferece 5% de desconto para os viajantes leitores do blog que usarem o código NAPROADAVIDA5. Assista aos vídeos desta playlist para ajudar na hora de fechar o seguro e garantir o desconto. Saúde durante a viagem não é brincadeira, não arrisque viajar sem seguro. 😉

Resumo com o que fazer em Elbasan:

  • Comer bugace: a lojinha que comemos fica no final da Bulevardi Aqif Pasha, bem perto do “Living Bar”. As direções do Maps.me são 41°06′48.85″N 20°05′06.44″E.
  • Visitar o bonito Hotel Skampa que é rodeado de ruínas medievais e um ótimo lugar para almoçar, jantar ou tomar algo.
  • Aqif Pasha Park: lá você pode andar pelo parque e ver os velhinhos jogando baralho, dar risada com as crianças se divertindo e observar a vida simples das pessoas da região.
  • Ande pela Bulevardi Aqif Pasha e observe o movimento. Esta é a rua principal da cidade e tem vários bares, cafés cheios de homens apostando, lojas de roupa de noivas e algumas pracinhas super fofas. Numa parte interessante da avenida tem a Torre do Relógio (Clock Tower).
  • Se embrenhe pelas ruelinhas da cidade e visite a Mesquita Xhamia Mbret que fica bem perto da igreja Kisha Apostolike e Re Elbasan. Não vá lá esperando muita coisa, só curta “se perder” pelas ruas e observar as casas e as pessoas.
Elbassan na Albânia

Senhores jogando cartas no centro de Elbasan, Albânia. Foto: Bruno/@naproadavida

Como se locomover em Elbasan:

A pé para distâncias curtas ou de ônibus que é super barato (LEK 30) e te leva aos principais pontos da cidade. Você também pode alugar uma bicicleta ou moto em sua acomodação mais não há muita necessidade já que os pontos estão bastante concentrados no centro da cidade.

Onde se hospedar em Elbasan:

O lugar que mais te recomendamos ficar é no Backpacker Hostel. Foi lá que nos hospedamos e, mesmo sendo super simples e longe da cidade, amamos a atmosfera. O hostel foi criado pelo Edward, um albanês super internacional e gente boa mas, quem cuida do negócio, é a família dele que é uma graça.

Eles não falam praticamente nada de inglês mas dá pra entender no olhar deles que eles querem ajudar em todos os momentos e eles fazem de tudo para você se sentir em casa. Vale a pena mesmo que não for se hospedar lá dar uma passadinha e receber um abraço apertado da Mama.

Mas, se quiser ficar num hotel mais bem localizado e confortável, você deve se hospedar próximo do centro da cidade. Os mais recomendados são:

Gjirokastre

Nós não planejávamos visitar esta cidade mas nosso host de Elbasan insistiu MUITO falando que a cidade é incrivelmente maravilhosa e histórica e que não podíamos deixar de conhecer. Como Gjirokastre está entre Elbasan e Saranda, nosso próximo destino, decidimos passar uma noite lá e “quebrar” a longa viagem indo do centro ao sul do país. Chegamos lá durante a tarde (praticamente às 17:00) e conseguimos visitar os principais pontos turísticos e interessantes da cidade antes de escurecer.

Gjirokaster na Albânia

Vista de drone do castelo de Gjirokastre e das montanhas. Foto: Bruno/@naproadavida

Você conhece o aplicativo Maps.me? Ele nos ajuda MUITO a planejar e se locomover em nossas viagens e por isso escrevemos um post exclusivo explicando como usar

O que fazer em Gjirokastre:

  • Castelo de Gjirokastra (Gjirokastre Castle): Por estar no topo da montanha, o castelo tem a melhor vista da cidade. É possível andar em seus arredores sem pagar nada ou pagar LEK 200 para entrar e visitar (para mais informações, veja o site oficial). Não deixe de andar pelo túnel que tem no subterrâneo do Castelo (localização no Maps.me: 40°04′27.35″N 20°08′25.23″E). Na primeira vez que vimos o túnel tivemos medo de entrar, mas depois tivemos que andar por ele para chegar até a nossa guesthouse. Foi tudo ok e os albaneses nos disseram que é super seguro e que todos utilizam para cortar caminho.
  • Nós passamos em frente a “Mesquita Xhamia e Gjirokastrës” mas ela estava em reforma (visitamos em Novembro de 2018). Nós então seguimos caminho pelas ruelas cheias de subidas da cidade e passamos pelos pontos turísticos Skënduli House, o Museu Etnográfico e o caminho “Rruga Sokaku i te marëve”. Não chegamos a ir até a Zekate House ou na Kadare House, dois pontos importantes da cidade. Como estava escurecendo e estávamos cansados, decidimos passar mais tempo perto do Castelo e observar a paisagem ao redor (que é cheia de montanhas e é incrivelmente maravilhosa em todos os momentos do dia).
  • Último ponto mas, para nós, o mais importante: observar. Veja como os albaneses se comportam em seu dia a dia e também faça muitas paradas para observar a paisagem em volta de Gjirokastre. As montanhas que circundam a cidade são maravilhosas e apaixonantes e, com certeza, nos impressionaram mais do que qualquer ponto turístico que conhecemos.

Como se locomover em Gjirokastre:

Ponto super importante a ser considerado quando visitar Gjirokastre: a cidade é CHEIA de ladeiras. A gente se matou subindo com os mochilões mais de 1.5 km de ladeira a pé. Se tiver alugado um carro isso pode ser um problema se não souber dirigir muito bem porque as ruas são estreitas e de pedra.

Se tiver caminhando veja sempre a opção a pé do seu Maps.me, que mostra a inclinação, já que meros 800 metros podem ser impossivelmente inclinados e difíceis de caminhar. Para grandes distâncias invista em um taxi já que outro meio de locomoção poderá demorar uma eternidade. Como passamos somente uma tarde na cidade, deixamos nossa mala em uma lojinha de souveniers no centro, caminhamos pelos pontos turísticos e, ao anoitecer, pegamos novamente a nossa mala e andamos até a nossa acomodação que era um pouco afastada do centro da cidade.

Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Rua principal de Gjirokastre. Foto: Bruno Miguel/@naproadavida

Onde se hospedar em Gjirokastre:

O local que consideramos o centro turístico da cidade é bem perto da Mesquita Xhamia e Gjirokastrës (Bazaar Mosque ou Pazar Mosque). É lá que tem a maior quantidade de restaurantes, bares e mercados (não pense que é um master centro já que não deve haver nem 10 estabelecimentos comerciais nessa área). Os hotéis mais recomendados para se hospedar são:

Se quer economizar pode fazer como nós e se hospedar num local um pouco longe do centro mas com uma visão super linda das montanhas em volta. Nós nos hospedamos na Guest House Cfaka.late e amamos.

Mesmo que o caminho para chegar do centro de Gjirokastra até o hotel seja meio complicado caminhando, quando chegamos lá fomos recebidos por duas senhorinhas super gente boa, um quarto privado maravilhoso e com um valor bem abaixo dos hostels e hotéis da região do centro.

Na manhã seguinte ainda acordamos para ver o nascer do sol e a paisagem do castelo bem ali em frente as montanhas. Foi encantador e apaixonante. Outra lembrança incrível que teremos sempre desse hotel é que pedimos para a senhora se poderíamos usar a cozinha delas para fazer janta. Havíamos comprado macarrão e molho de tomate apenas.

Elas nos viram cozinhando e começaram a trazer milhões de coisas e, no final, comemos um banquete com verduras, pão caseiro e tudo isso sem trocarmos uma palavra, somente sorrisos e agradecimentos. Foi um gesto incrível das senhorinhas que, com certeza, fez a nossa estadia na cidade ficar ainda mais especial.

Vale a pena visitar Gjirokastre?

Nós não super curtimos a cidade já que achamos um pouco sem atrativos e não tão linda quanto imaginávamos. Se Gjirokastra estiver no caminho entre outras cidades da Albânia que você vai visitar planeje passar algumas horas lá ou uma tarde/noite que é o suficiente.

Uma outra opção a considerar é visitar, ao invés de Gjirokastra, Berat que é uma outra cidade histórica da Albânia super conhecida por suas milhares de janelas e casas históricas. Nós adoramos a experiência pelas senhorinhas e pela vista maravilhosa do castelo e do nosso hotel. Não trocaríamos a experiência por nada.

Que tal garantir o seu chip com internet antes de sair do Brasil? A EasySim4U oferece diversos pacotes com internet ilimitada, além de pacotes de voz que você pode usar em mais de 190 países e o melhor, atendimento em português e entrega em todo o Brasil. Confira o melhor pacote para você. Use o cupom NAPROADAVIDA10 e receba 10% de desconto na compra do chip.

Saranda

Foi o nosso lugar preferido das cidades da Albânia que visitamos. Nos apaixonamos por Saranda já no caminho para chegar lá, cheio de montanhas, curvas e um visual maravilhoso. Passamos 10 dias em Saranda e foi bem difícil de sair desse paraíso ainda bastante desconhecido, principalmente pelos brasileiros.

Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Praia paradisíaca de Saranda, Albânia. Foto: Bruno Miguel/@naproadavida

O que fazer em Saranda

Praia, praia e praia. Sarande, como também é chamada, é rodeada de praias maravilhosas. A nossa preferida é uma sem nome que fica bem pertinho da Mirror beach (Pasqyra beach).

Nós agora chamamos essa praia de Hasta La Vista Beach e a sua localização no Maps.me é está aqui 39°48′22.97″N 20°00′23.82″E. Visitamos duas vezes esse paraíso. Na primeira vez havia menos de 8 pessoas na praia e na segunda vez tinha só nosso grupo, com cerca de 5 pessoas.

Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Hasta La Vista Beach, uma praia escondida na riviera albanesa. Foto: Bruno/@naproadavida

Além da Mirror beach e da Hasta La Vista beach existe a Pasqyra beach, a Monastir beach, a Lukvaaaa beach e até a praia do centro de Saranda é maravilhosa.

Perto de Saranda tem a região de Ksamil que é bem famosa e conhecida mundialmente pela beleza de suas praias. Por este motivo fica mais cheia do que Saranda.

Praias de Ksamil na Albânia

A região de Ksamil que é maravilhosa mas lotada. Foto: Bruno Miguel/@naproadavida

Se não curte muito praia você pode visitar duas atrações da Albânia que ficam pertinho de Saranda: o Olho Azul Albânia ou, como é mais conhecida internacionalmente, Blue Eye e também o complexo arqueológico Butrint.

Onde se hospedar em Saranda:

Para ter uma experiência incrível super recomendamos que fiquem hospedados no hostel em que fizemos trabalho voluntário, o Hasta La Vista. Lá eles possuem o hostel e um apartamento no mesmo complexo. Veja mais detalhes sobre o hostel no post que fizemos especialmente sobre esse lugar maravilhoso.

Além de ser bem perto da praia e ter uma estrutura novinha, o Albano, dono do hostel, é uma das pessoas que mais marcaram a nossa viagem pela Europa. Mas, se quiser algo diferente, indicamos que alugue um apartamento de frente ao mar e curta o que Saranda tem de melhor.

Como Saranda é conhecida como a cidade resort da Albânia você não terá dificuldade nenhuma de encontrar um apartamento para alugar ou um hotel ou hostel. As opções mais recomendadas são:

Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Bruno na nascente do Blue Eye, Albânia. Foto: Victoria/@naproadavida

Como se locomover em Saranda:

Você pode alugar um carro (cerca de 30 euros o dia), uma moto (quase o mesmo) ou uma bicicleta. Existe também o ônibus local que te leva do centro de Saranda para Ksamil mas, se quiser economizar e ter uma experiência diferente, peça carona.

Não esperamos nem 30 minutos até conseguir uma carona de Saranda a Ksamil e vice e versa. Do seu hotel ao centro ou praia de Saranda você pode caminhar tranquilamente.

Vale a pena visitar Saranda?

Milhões de vezes sim! Por ser próximo a Grécia, Saranda tem praias incrivelmente maravilhosas e muito menos lotadas que o país vizinho além de, é claro, a Albânia ser um país muito mais barato que a Grécia e ter comidas deliciosas de ambas as nacionalidades. Amamos de paixão visitar esta cidade litorânea e, se não tivéssemos um voo para o Brasil em alguns meses, com certeza ficaríamos mais tempo ajudando nosso host e curtindo as paisagens maravilhosas do país.

Shkoder

A última das cidades da Albânia que visitamos foi Shkoder. Estávamos com uma expectativa super alta já que vimos fotos incrivelmente maravilhosas do Lago Shkoder mas, quando chegamos lá, nos decepcionamos um pouco. Nossa manhã em Shkoder passou bem lentamente com a visita ao castelo e ao lago, mas curtimos andar de bicicleta numa cidade super adepta a este transporte alternativo.

Lago Shkoder na Albânia

Lago Shkoder na Albânia

O que fazer em Shkoder:

  • Alugar uma bicicleta e visitar a Pedestrian Street;
  • Passar em frente da Mesquita Ebu Beker e olhar seu entorno;
  • Visitar o castelo no alto da montanha;
  • Caminhar ou andar de bicicleta na beira do lago Shkoder.

Onde se hospedar em Shkoder:

Existem diversas áreas em Shkoder para se hospedar. Você pode ficar na beira do lago (os mais recomendados são: Hotel LegjendaBuna Park Hotel ou o mais afastado Hotel Restaurant Univers) ou na cidade (como nós fizemos).

Na cidade, além de ter mais opções de comércio ao redor, ainda fica mais barato do que se hospedar na beira do lago que fica a apenas 20 minutos de bicicleta da maioria das acomodações. Nos hospedamos no fofo Six-pack hostel que, além de ser super barato, foi um dos hotéis com decoração mais linda que ficamos em toda a viagem a Europa.

Existem diversos outros hostels na região que são muito bem recomendados também, como o The Wanderers Hostel, o Our Way Hostel e o The North Hub.

Para quem pode pagar um pouco mais e ficar num hotel, as principais hospedagens em Shkoder são The Red Bricks Hotel e Rose Garden Hotel.

Para quem busca um apartamento para alugar a melhor opção é o Sixth Apartment e, se procura conforto num ambiente mais descontraído pode escolher o quarto privado dentro do maravilhosos e super bem recomendado Shkodra Backpackers Hostel – Mi Casa es Tu Casa.

Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Mesquita Ebu Beker em Shkoder, Albânia. Foto: Bruno Miguel/@naproadavida

Vale a pena visitar Shkoder?

Nós adoramos andar de bicicleta pela cidade mas não curtimos o lago como esperávamos. Talvez as fotos tenham nos deixado com uma expectativa bem alta e, quando chegamos, nos decepcionamos um pouco.

Se Shkoder estiver na passagem entre uma cidade e outra, vale a pena ficar um dia e visitar seu lindo castelo e suas ruelinhas mas não mude seu roteiro somente para incluir esta cidade já que existem muitas outras mais interessantes na Albânia.

Você sabia que em nossa viagem pelo mundo já moramos na Tailândia, Malásia e visitamos praticamente todo o Sudeste Asiático? Leia nossos posts sobre o Myanmar, a Indonésia e as Filipinas que são países que amamos. 

Como se locomover pela Albânia:

Nós chegamos na Albânia de carona desde a Macedônia. Também rodamos o país de carona e pegamos apenas ônibus locais para visitar um destino próximo a nossa acomodação, para distâncias curtas. A Albânia foi um dos países mais fáceis e divertidos de conseguir carona já que não esperávamos por muito tempo nas estradas e as pessoas que conhecemos estão marcadas em nossas memórias até hoje.

Para os menos aventureiros ou que tem menos tempo sugerimos alugar um carro (melhor opção) ou viajar com os ônibus locais. Não confie nos horários descritos nos balcões ou websites já que os deslocamentos na Albânia são conhecidos por atrasos e demoras absurdas. Os valores são bem abaixo dos outros países da Europa então respire fundo e tenha paciência. Curta a paisagem e tente aproveitar.

Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

Pedindo carona na Albânia. Foto: Bruno Miguel/@naproadavida

Nossos gastos na Albânia:

A Albânia foi um dos países da Europa que gastamos menos. Nossa média diária foi de 6,20 euros por dia para nós dois. A razão de gastarmos tão pouco foi que pagamos somente uma noite de hospedagem em Gjirokastre e uma em Shkoder e nas outras cidades da Albânia dormimos sem custo algum através do site Couchsurfing (em Elbasan) e do Worldpackers (já que fizemos voluntariado em Saranda dando algumas de nossas habilidades em troca de acomodação e alimentação).

Também não gastamos quase nada com locomoção já que pedimos carona de uma cidade para outra e também em alguns pequenos trajetos. Nosso maior gasto foi com alimentação que, ainda assim, foi bem pouco. Evitamos ao máximo comer em restaurantes e geralmente comíamos algo rápido como alguns bukeks (pão tradicional da Albânia que são super baratos, cerca de LEK 50 cada) ou kebabs.

A vantagem foi que os albaneses são super hospitaleiros e todos os lugares que ficamos tivemos ao menos uma refeição oferecida pelo anfitrião (até mesmo no hotel que nos hospedamos em Gjirokastra, como contamos).

Também tivemos alguns gastos extras com estacionamento na atração turística de Blue Eye (LEK 150), compra de itens para higiene pessoal (LEK 267) e até compramos um souvenier da Albânia com as últimas moedas que restavam do país (LEK 20).

Outras cidades para viajar na Albânia:

  • Tirana: a capital do país que é conhecida por não ter muitos atrativos e não ser tão surpreendente como o restante do país.
  • Berat: é uma cidade histórica como Gjirokastra que é conhecida como cidade das infinitas janelas. Pelo que pesquisamos vale uma visita para se embrenhar pelas ruelinhas e aproveitar a vida local.
  • Para praia na Albânia pense em visitar, além de Saranda, Durres, Vlore, Himarë, Dhërmi, Borsh e Porto Palermo. Você também pode se hospedar em Ksamil ao invés de Saranda.
  • O norte da Albânia tem paisagens maravilhosas que ficamos malucos para visitar. Em nossa próxima viagem a Albânia vamos visitar Fierze e Valbone.
  • Pogradec é uma das cidades que circundam o Lago Ohid (Lake Ohid). Nós visitamos o lado da Macedônia do lago e ficamos apaixonados. Na próxima viagem queremos ir para alguma dessas cidades da Albânia.
  • Vi uma foto no Instagram do Lago Koman (Lake Koman) e fiquei apaixonada. Imagino que seja ainda mais lindo ao vivo.
  • As montanhas dos Alpes Albaneses devem ser apaixonantes no inverno. Já ficamos boquiabertos no verão!
Bandeira da Albânia

A bandeira da Albânia. Foto: Bruno Miguel/@naproadavida

Uma das melhores lembranças de nossa viagem a Albânia:

Os albaneses são incríveis e temos diversas histórias para contar do quanto eles nos ajudaram. Além das senhorinhas no hotel em Gjirokastre e as dezenas de caronas que utilizamos no país, me lembro de uma história muito fortemente: Em nossa chegada a Gjirokaster percebemos que a cidade era cheia de ladeiras somente quando estávamos no meio da caminhada.

Olhamos no mapa e o caminho do nosso hotel era passando pelo centro da cidade, onde estavam as atrações que gostaríamos de visitar. Como já era a tarde decidimos então sair perguntando para os comércios locais se podíamos deixar os nossos mochilões por algumas horas lá e voltaríamos para buscar mais tarde e, após visitar as atrações, iríamos direto ao nosso hotel.

Bruno entrou em um mercadinho e uma senhora albanesa foi super grossa com ele, dizendo que já ia fechar e não podia. Uma menininha que estava dentro dessa loja seguiu o Bruno e falou que o carro do pai dela estava estacionado na rua e que poderíamos deixar sem problemas no porta malas e pegar quando quiséssemos.

O porta malas estava quebrado então poderíamos deixar ele fechado mas não trancado e só nós saberíamos. A Albânia é super segura e até colocamos a mala dentro do carro e saímos andando pela rua, comentando sobre a generosidade de uma menina tão nova (ela devia ter uns 12 anos). Mas daí viramos na primeira rua e era uma ladeira GIGANTESCA.

Decidimos voltar, pegar os mochilões e deixar em um comércio mais próximo do centro da cidade já que eu não queria descer e subir aquela ladeira ainda naquele dia novamente. Voltamos e explicamos para a menina que falava um inglês maravilhoso e era super simpática. Ficamos com o coração tão preenchido depois dessa experiência que Gjirokaster ficou ainda mais especial depois de um gesto tão incrível.

Esperamos ter te convencido de que a Albânia é um destino maravilhoso e que nossas dicas, valores e tudo sobre Albânia que colocamos neste post te ajude a viajar neste país tão incrível e ainda inexplorado. Nosso objetivo é levar inspiração para viajar pela Albânia a pessoas que tem curiosidade sobre o país e sua paisagem maravilhosa.

Quer salvar esse post para ler depois? Use o Pinterest!Albânia: dicas de viagem e cidades para visitar

E aí, gostou das dicas de viagem? E como foi a sua experiência visitando a Albânia? Conta pra gente aqui nos comentários! Se quiser ver mais fotos ou vídeos sobre a Albânia e outros países da Europa ou Sudeste Asiático, siga as nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Pinterest e YouTube.

Que tal compartilhar?


Indo para a Tailândia?
Conheça os melhores passeios para a sua viagem. Guias, fotógrafos e atendimento em português.

Somos Bruno & Vic, dois viajantes que se conheceram e se apaixonaram trabalhando a bordo de um navio de cruzeiros. Em 2016, saímos em uma viagem ao mundo e, desde então, levamos a nossa vida na estrada. Entre caronas, voluntariados e trabalhos online compartilhamos nossas inúmeras experiências e pouco dessa vida nômade aqui no Blog Na Proa da Vida, veja mais

Planeje sua viagem

seguro viagem

hotéis

chip de internet

trabalho voluntário

passeios & ingressos

transporte pela ásia

Veja mais sobre o mesmo assunto:

Nota: este post pode conter links de parceiros do blog Na Proa da Vida. Isso significa que ao comprar um de seus produtos você estará ajudando na manutenção do nosso blog e do conteúdo de qualidade produzido para você. Não se preocupe, você não paga nadica de nada a mais por isso e ainda nos motiva a conseguir descontos exclusivos, em diversos serviços, para os leitores do Na Proa da Vida. Saiba mais.

i
Categorias: Albânia | Europa
<a href="https://www.naproadavida.com/" target="_blank">Victória</a>
Victória
Nascida em São Paulo, estudou Lazer e Turismo (USP) e tem no DNA a palavra viagem. Ama dar dicas de viagens e contar as experiências que já viveu. Já visitou mais de 45 países e não pretende parar tão cedo.

Pode ser interessante para a sua viagem

E aí, que tal deixar um comentário? ?

12 Comentários

  1. Polliana Ribeiro

    To louca para ir para a Albânia. Só esperando uma promoção de passagens. rs
    Já vou deixar seu post salvo para saber que cidades visitar por lá.

    Responder
    • Victória Farina

      Que bom que tem vontade de viajar pela Albânia. Espero que essas dicas de viagem sejam úteis!

      Responder
  2. Anna Luiza

    Que interessante. Eu achava que a Albânia era um país perigoso. Bom saber que é tudo tranquilo por lá. Mas meio bizarro esse lance dos homens olhando muito, né? Ninguém merece. E não imaginava que poderia encontrar tantas belas paisagens. Amei a fofíssima Gjirokastre e fiquei encantada com as praias de Saranda.

    Responder
    • Victória Farina

      Que bom que agora não acha mais a Albânia um país perigoso e tem vontade de visitar essas praias paradisíacas, Anna Luiza!

      Responder
  3. Leo Vidal

    Gosto de ler sobre países que ainda não caíram no comum no sentido turístico. Esses detalhes do cotidiano são super importantes, principalmente para mulheres nesse caso, como você salientou. No mais, bateu aquela vontade de incluir a Albânia em um próximo roteiro.

    Responder
  4. Luciana

    Confesso que a Albânia nunca esteve em meus planos mas depois de suas dicas de cidades para visitar, mudei de opinião. Me apaixonei por Gjirokastre e Saranda…. Tanto lugar lindo. E que delicia saber que é um pais seguro de povo hospitaleiro. Ja quero conhecer. Parabens pelo post e pelas fotos. Perfeito!

    Responder
    • Victória Farina

      Sim! A Albânia é maravilhosa e você com certeza ia amar viajar por lá, Luciana!

      Responder
  5. debora maraston

    Jamais imaginaria que a Albânia tem tantos atrativos assim. Mas o que mais me chamou atenção foi a praia….. uaallllllll simplesmente apaixonante e louca para ir conhecer de perto um paraíso deste… anotado na listinha que tem aumentado cada leitura dos posts de vocês….

    Responder
  6. Gabriela Torrezani

    ótimo seu guia de viagem pra Albânia! Sabia pouco sobre esse destino mas agora já sei quais cidades visitar 🙂

    Responder
  7. Helen Waldemarin

    Adorei seu post, super detalhadinho! E amei mais ainda saber mais sobre a Albania! Que lugar simpático! E a cor da água das praias, incrível!!! Bjos!

    Responder
    • Victória Farina

      Sim! A Albânia é maravilhosa mesmo, Helen! Espero que tenha gostado do post da ALbânia com dicas do que fazer e onde visitar 🙂

      Responder

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *