O que fazer em Bangkok: lista com mais de 40 atrações

Home » Tailândia » O que fazer em Bangkok: lista com mais de 40 atrações

Atualizado em Mar 1, 2021

Por: Victória

Atualizado em Mar 1, 2021

Por: Victória

Vamos contar aqui o que fazer em Bangkok, as opiniões, dicas e histórias de quem já passou mais de 30 dias só na primeira vez que visitou a capital. No início, achamos que um mês era muito tempo para ficar em Bangkok. As pessoas geralmente visitam a cidade por quatro dias ou até uma semana, mas nós, como queríamos ter o feeling real da cidade, decidimos ficar todo esse tempo e aproveitar ao máximo o lugar, e como aproveitamos.

Bangkok foi a primeira cidade de nosso mochilão de, aproximadamente, 4 anos de duração,  e decidimos começar a viagem fazendo voluntariado. Nos inscrevemos no Worldpackers e ensinamos inglês para crianças tailandesas em troca de hospedagem neste período. A experiência foi incrível. Nossas aulas eram de manhã e, depois, tínhamos a tarde toda para aproveitar a cidade. Vamos contar nesse post o que fazer em Bangkok com dicas dos lugares que visitamos e, ao final, vamos dar uma noçãozinha de quanto gastamos ficando este período todo na capital da Tailândia.

Veja todos os nossos posts sobre a Tailândia aqui! ??
Dicas para curtir Bangkok ???
Relaxar com a vibe cultural de Chiang Mai ??⛰
Curtir o paraíso que é Koh Phi Phi ?⛵️
Mergulhar na nossa amada Koh Tao ???‍♂️
E se maravilhar com as melhores praias nas Ilhas da Tailândia ?
Ou ver mais sobre o Sudeste Asiático ?

O que fazer em Bangkok

Atrações mais conhecidas que visitamos:

Grand Palace

Quando penso em Bangkok primeiro vem vários prédios, confusão e barulho na minha cabeça mas, a segunda imagem é do maravilhoso complexo de templos chamado Grand Palace.

  • Valor da entrada: 500 bahts por pessoa (cerca de 52 reais) que serve para o Grand Palace e para o Wat Phra Kaeo, além do museu de têxteis da Rainha Sirikit que fica dentro do completo.
  • Horário de funcionamento: das 08:30 ás 15:30
  • Tempo para visitar o local: nós passamos mais de 5 horas lá, mas tudo depende de quanto tempo você tem e o quanto interessado em templos você é. O complexo é imenso e tem diversos templos, museus e coisas interessantes para ver. Se puder, reserve um dia para visitar o Grand Palace e seus arredores. Leia nosso post sobre Roteiros em Bangkok.
  • Dica: Como lá é um marco da cidade, o lugar fica geralmente bastante cheio, então aproveite para ir o quanto mais cedo durante a manhã.
  • Dica: vá vestido adequadamente cobrindo os joelhos e os ombros, principalmente. Eles conferem sua roupa na entrada, como os guardinhas de Roma e, se não estiver nos conformes, você terá que pegar as roupas emprestadas do Grand Palace, que sabe-se lá quantas pessoas já usaram.

Como visitamos Bangkok na época que o rei da Tailândia tinha acabado de morrer, temos lembranças incríveis dos arredores do Grand Palace, onde milhares de pessoas de preto fizeram fila para saudar o corpo do rei que ficou lá dentro. Amamos ter tido a oportunidade de passar por um momento tão particular e único da vida dos tailandeses. Após um mês com o Grand Palace fechado para visitas de turistas, pudemos visitar esta atração religiosa e nos apaixonar por cada templo e detalhe lá de dentro (mesmo nos incomodando um pouco com a quantidade excessiva de pessoas).

Grand Royal Palace em Bangkok

Grand Royal Palace em Bangkok

Não viaje para a Ásia sem seguro! Um dos principais gastos dessa nossa longa viagem pela Ásia é o seguro viagem, pois sabemos que prevenir é sempre importante, principalmente quando se trata do quesito saúde. Comprovamos isso quando o Bruno bateu a cabeça e precisou ser hospitalizado na Tailândia.
Nós estávamos cobertos pela World Nomads e o suporte foi sensacional e em português. Eles oferecem 5% de desconto com o código: PROADAVIDA.

Outro grande parceiro brasileiro é a Seguros Promo, que oferece 5% de desconto para os viajantes leitores do blog que usarem o código NAPROADAVIDA5. Assista aos vídeos desta playlist para ajudar na hora de fechar o seguro e garantir o desconto. Saúde durante a viagem não é brincadeira, não arrisque viajar sem seguro.

Atrações mais conhecidas que visitamos:

Khao San Road

A rua que ficou famosa depois de ser palco do filme “Se beber não case” e que é símbolo de festa e bebidas para a maioria dos viajantes. Se você quer se divertir sem ter que se preocupar com a roupa que está usando ou sem gastar muito, este é o lugar ideal.

  • Valor de um bucket nos bares da Khao San Road: a partir de 100 bahts (11 reais)

O que é um bucket? Onde se hospedar em Bangkok e o que fazer na Khao San Road? Nosso post ficará pronto em breve!

A rua dos mochileiros de Bangkok não estava como no filme “Se beber não case” nas primeiras vezes que visitamos, em Outubro de 2016. Com a morte do Rei, nenhum estabelecimento podia ter música alta e isto desanimou um pouco as pessoas. Bebemos bastante e nos divertimos mas, depois de um ano, quando voltamos a Bangkok, visitamos a tão famosa rua novamente para ver como ela realmente é e ela nos surpreendeu. Passamos uma noite super divertida, com música boa e bastante risadas, mesmo estando só eu e o Bruno.

Hospedagem Tailândia:
Veja opiniões dos nossos leitores sobre onde se hospedar em Bangkok neste post.

Leia também onde ver o pôr do sol em Bangkok e pesquise hotéis na capital da Tailândia.

O que fazer em Bangkok

Atrações mais conhecidas que visitamos:

Zoom Sky Bar

Outro must do em Bangkok é ir num Sky bar e ver a cidade de cima. Como estamos viajando por um longo período de tempo, não podemos nos dar o luxo de gastar muito e, por isso, pesquisamos bastante antes de visitar um dos sky bares de Bangkok, tão famosos por seu glamour e paisagens maravilhosas.

O Zoom Sky Bar é bom já que você não tem que pagar a entrada, como acontece na maioria dos sky bares de Bangkok. Lá, além das bebidas terem um valor ainda um pouco elevadas se comparados com outros bares da capital, ao menos os garçons não ficam no seu pé querendo que você consuma a todo minuto que está lá em cima. Os snacks de lá também são uma delícia e a música, as pessoas e o clima são super legais (Além da vista, é claro, que é de tirar o fôlego).

  • Valor de um drink no Zoom Sky Bar: a partir de 270 bahts cada drink (cerca de 27 reais). Esta é um valor SUPER alto se comparado com os outros restaurantes de Bangkok, mas a vista fez tudo valer a pena.

Novamente fomos um pouco prejudicados porque, infelizmente, com a morte do Rei, a cidade não estava tão iluminada como geralmente é. Mas, a vista e a experiência foram incríveis do mesmo jeito, já que fomos no sky bar com pessoas que gostamos muito e super nos divertimos conversando, bebendo, tirando fotos e dançando.

Vista maravilhosa do Zoom Sky Bar, em Bangkok

Vista maravilhosa do Zoom Sky Bar, em Bangkok

Atrações mais conhecidas que visitamos:

Visitar templos: uma das atividades que você TEM que fazer em Bangkok

Como é de se imaginar, visitamos VÁRIOS templos nesse mês que ficamos em Bangkok e adoramos cada um de um jeito especial. Segue uma lista dos templos de Bangkok com alguns dos que mais gostamos e, para ver informações rápidas sobre cada um deles (como valor de entrada e horário de funcionamento), veja nosso post sobre “Templos em Bangkok” que ficará pronto em breve.

  • Grand Palace
  • Wat Pho
  • Wat Traimit
  • Golden Mount/Wat Saket
  • Wat Arun
  • Wat Kalayanamit
  • Kuan Yin Shrine
  • Wat Prayoon
  • Wat Chakawat Ratchawa

Para saber mais sobre alguns destes templos que não estão na rota turística, veja nosso post sobre Um dia diferente em Bangkok! Com a morte do Rei a maioria dos templos de Bangkok estava com visitação gratuita então gastamos bem menos do que deveríamos gastar com atrações. Uhul 🙂

O que fazer em Bangcoque:

Atrações mais conhecidas que visitamos:

Assistir a uma luta de Muay Thai de graça em Bangkok

Depois de um ano rodando o Sudeste Asiático, tendo aulas de muay thai em alguns lugares da Tailândia, finalmente tivemos a oportunidade de ir a um estádio do esporte e ter a adrenalina de assistir a várias lutas de muay thai. Veja este post em que contamos tudo sobre a nossa experiência de assistir uma luta de muay thai de graça em Bangkok.

  • Detalhes: as lutas 0800 acontecem de domingo a tarde, do lado do Mercado Chatuchak.
o que fazer em Bangkok

Luta de Muay Thai em Bangkok

Atrações mais conhecidas que visitamos:

Andar de trem na Tailândia

Como adoramos andar de trem na Tailândia. É lá que temos o maior feeling de vida real vendo o cotidiano das pessoas, como elas se comportam quando estão viajando e as lindas paisagens passando na janela. Ah, se for andar de trem, admire a linda Hua Lamphong station, a estação de trem de Bangkok.

Paisagem da janela do trem indo para Ayutthaya - o que fazer em Bangkok

Paisagem da janela do trem indo para Ayutthaya

Atrações mais conhecidas que visitamos:

Jim Thompson House

Uma das atrações mais visitadas de Bangkok é esta casa de arquitetura tradicional tailandesa. Veja o nosso post sobre a nossa experiência lá.

  • Valor de entrada: 150 baht por pessoa (cerca de 15 reais).

Ficamos um pouco decepcionados com esta atração. Visitamos com nossas amigas portuguesas e nossos alunos adolescentes tailandeses e ninguém achou muito interessante as informações da guia ou o lugar em si. Se não tiver muito tempo, não vale nem a pena o esforço de ir até o local, só se ficar perto de seu hotel e você queira fazer algo mais relax.

Guia tailandesa com o nosso grupo

Guia tailandesa com o nosso grupo

O que fazer em Bangkok

Bangkok: Get Your Guide

Mercados

Chatuchak Market: uma das atividades que você TEM que fazer em Bangkok

Este mercado é uma loucura. Mesmo se você, como nós, não quer/pode comprar nada, vale super a pena visitar. Lá você encontra de tudo: souveniers, roupas, calcinhas e cuecas, bolsas, carteiras, animais (sim, tem uma sessão só para vender animais. É super triste mas interessante de ver), entre tudo mais que você pode imaginar.

  • Valor de um almoço para duas pessoas: cerca de 260 bahts (+- R$ 30 reais), com duas bebidas não alcoólicas e três pratos de comida.
  • Valor de uma bolsa feminina: de 300 a 900 bahts (de R$ 31 a R$ 92)

Já visitamos este mercado muito doido algumas muitas vezes. No primeiro mês que passamos em Bangkok, fomos duas vezes no mercado: uma no comecinho da nossa viagem e outra bem no final. As duas visitas foram totalmente diferentes e super válidas. O mercado é enooooorme e vale ficar um dia inteiro nele. Nas outras vezes que visitamos a capital, sempre damos um jeitinho de visitar o mercado já que é muito interessante e um jeito de passar o fim de semana na capital. Se quiser experimentar comida e doces tailandeses este lugar pode ser o ideal, já que em frente as lojas você encontra barraquinhas com sorvete de coco, pad thai, peixes diversos, os deliciosos shakes de fruta, entre outros.

Chatuchack Market, em Bangkok - o que fazer em Bangkok

Chatuchack Market, em Bangkok

Bangkok: o que fazer

Mercados

JJ Green Night Market

Outro mercado super legal de Bangkok. O JJ Green só funciona alguns dias da semana (de quinta a domingo) e pode ser visitado depois do seu dia inteiro no Chatuchak. Os dois são bem pertinho um do outro e, nos fins de semana, este night market é super agitado. O que percebemos é que o JJ Green é mais hipster que os outros mercados de Bangkok e nós quase nunca encontramos outros gringos nas várias vezes que fomos lá, o que é ótimo!

  • Valor de um jantar para duas pessoas com comida tailandesa em uma das barraquinhas: 70 bahts (cerca de R$ 8).
  • Dica: procure o restaurante mais alto e mais iluminado que fica bem perto da imensa praça de alimentação. Lá você vai ter a visão perfeita do mercado e das centenas de barracas, carros e caminhões do local. Outra coisa legal para se fazer é visitar o extremo esquerdo do mercado que tem vários carros antigos, lojas de decoração lindas e até uma barbearia alternativa.

Na primeira vez que visitamos este mercado ele estava super vazio. Não sei se porque era quinta-feira ou porque, novamente, a morte do rei era recente. Tivemos uma noite divertida mesmo assim conversando bastante com nossas amigas portuguesas e um casal brasileiro de amigos. Na segunda vez que visitamos, chegamos lá e, depois de 10 minutos andando nas ruelinhas, acabou a luz em toda a região. Foi muito engraçado todo mundo ligando as lanternas do celular e improvisando uma luzinha para iluminar sua barraca. Depois deste dia, ainda visitamos o mercado mais algumas vezes, sozinhos e com outra voluntária brasileira. Bom, dá pra ver que gostamos deste mercado, né? hahaha

o que fazer em Bangkok

JJ Green Night Market visto de cima

Mercados

Asiatique

Este é um espaço bem legal para visitar durante a noite. É tipo um shopping a céu aberto com bastante restaurantes (ocidentais e tailandeses), barraquinhas de souvenier e outros produtos. Lá também tem uma vista linda para o Rio Chao Praya e uma roda gigante maravilhosa, além de alguns outros brinquedos.

  • Gasto de um jantar para duas pessoas: 300 baht (cerca de R$ 30,00). Isto é considerado um valor alto para os padrões da Tailândia, mas foi uma noite divertida e valeu a pena o gasto extra.

Nós jantamos com o Pichet, amigo tailandês do Bruno que conhecemos no navio, e foi uma noite super agradável. Levamos nossos amigos voluntários da fundação (uma mexicana e um indiano) e foi uma mistura de línguas, comidas e conversas super engraçada.

Mercados

Mercados Flutuantes: uma das atividades que você TEM que fazer em Bangkok

Não tem como sair de Bangkok sem conhecer pelo menos um mercado flutuante. É lá que todo o comércio de alimentos da cidade antiga é feito em barcos que funcionam como barracas ambulantes. É incrível presenciar acontecimentos tão rotineiros na vida dos tailandeses tradicionais e tão exótico para as nossas vidas modernas. Se puder escolher, vá para um mercado flutuante autêntico e não um montado somente para turistas e que vende somente souveniers. Escrevemos dois posts sobre nossas experiências em cada um dos mercados e esperamos te ajudar nesta difícil escolha. Veja nossos posts sobre os mercados flutuantes em Bangkok:

Nós conhecemos quatro dos diversos mercados flutuantes de Bangkok: Talin Chan, Khlong Lat Mayom, Amphawa Market e o pequeno Bang Nam Phueng. Temos experiências super marcantes em cada um deles, mas o mercado que mais nos marcou foi o Khlong Lat Mayom já que tivemos uma experiência de outro mundo com um casal de locais.

Vendedora no mercado flutuante - o que fazer em Bangkok

Vendedora no mercado flutuante

O que fazer em Bangkok, Thailand

Day trips de Bangkok

Ayutthaya

Cidade que foi a antiga capital da Tailândia e que hoje é reconhecida como patrimônio mundial da UNESCO. Vale a visita, com certeza.

  • Gasto do dia para duas pessoas: 600 baht (cerca de R$60,00), com transporte de trem ida e volta, almoço, aluguel de moto e entrada em templos.

Nós visitamos Ayutthaya com nossas amigas portuguesas que estavam se voluntariando com a gente na fundação e foi muito bom andar de moto pelas ruínas e saber um pouco mais sobre a história deste país que amamos tanto.

Ps: foi lá que o Bruno aprendeu a dirigir moto, na marra! É uma lembrança bastante engraçada a dona da moto ensinando o Bruno a ligar, trocar de marcha e tudo mais. Que medo! Leia mais sobre Ayutthaya.

Templo em Ayutthaya - o que fazer em Bangkok

Templo em Ayutthaya

Day trips de Bangkok

Lop Buri

Outra província próxima de Bangkok que é super interessante: uma cidade que é infestada de macacos. Foi um dia super engraçado, comemos muito bem e ainda nos divertimos muito fugindo e tirando foto dos macacos.

  • Gasto do dia para duas pessoas: 300 baht (cerca de R$ 30,00), com transporte de trem ida e volta, almoço super gostoso com steak e batata frita e guloseimas.

Saiba mais sobre Lopburi neste post super completo! Se tem mais tempo em Bangkok essa é uma cidade próxima que você vai adorar visitar. Uma dica que não tem em todos os guias do que fazer em Bangkok!

Lopburi, a cidade infestada por macacos

Lopburi, a cidade infestada por macacos

Não viaje para a Ásia sem seguro! Um dos principais gastos dessa nossa longa viagem pela Ásia é o seguro viagem, pois sabemos que prevenir é sempre importante, principalmente quando se trata do quesito saúde. Comprovamos isso quando o Bruno bateu a cabeça e precisou ser hospitalizado na Tailândia. Nós estávamos cobertos pela World Nomads e o suporte foi sensacional e em português. Eles oferecem 5% de desconto com o código: PROADAVIDA. Outro grande parceiro brasileiro é a Seguros Promo, que oferece 10% de desconto para os viajantes leitores do blog que usarem o código NAPROADAVIDA10. Assista aos vídeos desta playlist para ajudar na hora de fechar o seguro e garantir o desconto. Saúde durante a viagem não é brincadeira, não arrisque viajar sem seguro. 😉

Day trips de Bangkok

Erawan Falls

Cachoeira que fica um pouco afastada de Bangkok mas, se você tem tempo na capital e está disposto, vale a pena a visita. Elas são lindas e podem super ser comparadas com as tão famosas cachoeiras de Luang Prabang, no Laos. Veja mais sobre as Erawan Falls!

  • Gasto do dia para duas pessoas: 1.510 bahts (cerca de R$ 150,00), com transporte de trem na ida e ônibus na volta, tuk tuk para chegar na cachoeira, entrada no parque e almoço.

Visitamos uma das cachoeiras mais famosas do mundo e foi incrível (L). O dia que tinha tudo para dar errado foi um dos melhores do primeiro mês de viagem. Visitamos a cachoeira com nossos amigos da fundação: uma britânica, um português e uma menina de Cabo Frio. Foi uma aventura desde o início do dia já que saímos atrasados da fundação e tivemos que CORRER até a estação de trem. No trem, eu descobri que não estava indo para o destino que achava que iríamos e, desesperados, começamos a pesquisar sobre as cachoeiras, como chegar e tudo mais. Foi uma experiência incrível e o fator surpresa super ajudou nesta hora.

As maravilhosas quedas da Cachoeira Erawan - o que fazer em Bangkok

As maravilhosas quedas da Cachoeira Erawan

Atrações de Bangkok

Day trips de Bangkok

Maeklong Market

O mercado que fica em cima dos trilhos de um trem em funcionamento. É uma visita super interessante e, além disto, você pode conhecer outro floating market: o Amphawa e fazer o tour de barco pelos templos da região.

  • Gasto do dia para duas pessoas: 580 bahts (cerca de R$ 58,00) com van de ida e volta, almoço, passeio de barco nos templos e algumas guloseimas no mercado.

Visitamos este mercado um pouco afastado de Bangkok com nosso amigo Caio e a família dele. Foi uma experiência bem legal a adrenalina de ver os vendedores tirando suas mercadorias para o trem passar e também foi bem legal visitar os templos que ficam às margens do rio.

Parques em Bangkok

Lumpini Park

Um parque super legal de visitar e que fica perto de diversas atrações da cidade. Como o Ibirapuera para São Paulo, os moradores da região praticam esportes e se divertem e é bem gostoso participar deste ambiente mais descontraído e relax de uma cidade tão grande quanto Bangkok.

  • Gastos: a entrada do parque é gratuita e não espere muito da praça de alimentação, que estava fechada quando visitamos, em um dia de semana. Por isto, se previna e faça como nós: leve água e biscoitos para se alimentar. Lá você também pode alugar uma bicicleta.

Em todas as listas de atrações para se fazer em Bangkok tem o Lumpini Park e não poderíamos deixar de conhecer. Foi legal mas, se você tem pouco tempo na cidade, ele não é um must. Tivemos um dia super relax lá. Íamos alugar uma bicicleta para curtir mais o local, mas ficamos com preguiça. Decidimos andar um pouco, deitar no gramado e apenas observar o movimento e adoramos a experiência.

Saiba onde se hospedar em Bangkok com a opinião real de nossos leitores.

O que fazer em Bancoque, Thailand

Parques em Bangkok

Parque Phra Phradaeng

Se tiver mais tempo em Bangkok e quiser sair um pouco da confusão, este é o lugar ideal. Nosso dia no parque foi uma delícia: andamos de bicicleta, comemos bem e visitamos mais um mercado flutuante, sem querer querendo. Saiba mais sobre o parque Phra Phradaeng!

  • Gasto do dia para duas pessoas: 550 bahts (cerca de R$ 55,00) com barco e Uber de ida e ônibus e barco na volta, aluguel de bike e almoço no mercado.

Este dia foi muito bom. Foi uma confusão um pouco grande para chegar mas, no final, valeu a pena e agora sabemos como chegar mais facilmente 🙂 Pegamos barco da fundação que fazemos trabalho voluntário, mas ninguém sabia nos indicar em que “estação” parar e diziam que era muito longe, que devíamos desistir. Depois de algum tempo pensando no que fazer, pedimos um Uber que nos levou diretamente para o local que se cruza de barco para chegar no parque. Passamos o dia inteiro andando de bike, comendo bem e dando várias risadas com nossas amigas portuguesas e, ao final do dia, pegamos um ônibus direto da entrada do parque até a nossa fundação novamente (demorou um pouco, mas chegamos hahaha).

Andando de bike pelo parque Phra Phradaeng

Andando de bike pelo parque Phra Phradaeng

Bairro de compras em Bangkok

O Siam é o bairro mais moderninho e cheio de atrações incríveis para conhecer. A principal destas atrações e uma das principais dicas do que fazer em Bangkok é a rua Sukhumvit e os shoppings em seus arredores. A zona da Sukhumvit é a parte mais internacional da cidade, com muitos shoppings, restaurantes ocidentais, hostéis e hotéis e muito, mais muito trânsito hahaha.

Para compras em Bangkok nas lojas internacionais mais caras, visite o Siam Paragon, o Central World e o EmQuartier.

Para compras de eletrônicos em Bangkok mais em conta e bugigangas, vá no MBK e no Pantip. Além de comprar tudo o que precisar e o que não precisar, aproveite para observar.

Bangkok é a capital da Tailândia e é incrível como pode ser tão moderna e incrivelmente interessante. Recentemente foi construída uma passarela elevada que liga diversos pontos importantes da região (BTS, MBK, Central World) e funciona somente para pedestres. Eu achei esta plataforma INCRÍVEL e amei a idéia.

Me senti numa cidade super bem planejada, super evoluída e linda andando na passarela, vendo as pessoas sentadas nos banquinhos conversando e nem se importando com o trânsito louco que estava ali, bem embaixo delas. Se puder, visite a plataforma durante a noite e enlouqueça com os telões imensos, as luzes e sons da cidade. Espero que curta tanto quanto eu 🙂

Comprando no bairro Siam, em Bangkok - o que fazer em Bangkok

Comprando no bairro Siam, em Bangkok

Segue sobre alguns dos shoppings de Bangkok que visitamos, só para te dar uma ideia do que esperar de cada um:

Terminal 21

É um shopping internacional como todos os outros. Se você precisa comprar algo e ele for perto de seu hotel, vá nele que quase certeza que irá encontrar o que estiver procurando. Lá os valores são um pouco mais caros, já que é um shopping center mas, ainda assim, são geralmente mais baratos que no Brasil.

O Terminal 21 era o shopping mais próximo de nosso hostel em Bangkok, onde ficamos nos primeiros dias na capital antes de ir trabalhar como voluntários na fundação. Estávamos famintos, cansados e com um jet lag absurdo e a recepcionista do hostel nos recomendou comer neste shopping. Chegamos lá e não encontramos na-da que queríamos/achávamos que o valor era adequado. Entramos num restaurante chamado Pepper Lunch e comemos a pior refeição de toda a viagem até agora. IUC, só de lembrar já me dá uma coisa no estômago hahaha era um noodle estranho, com um frango mau passado e foi horrível. Talvez, depois de mais de um ano viajando pela Ásia deveríamos voltar e comer de novo lá. Vai que agora gostamos mais e temos uma experiência melhor 🙂

MBK Shopping Mall

Este é o paraíso de quem quer fazer compras em Bangkok. Cada andar tem um “tema” diferente: eletrônicos, roupas, decoração, … Os valores são extremamente baratos se comparados com outros locais da cidade e com o Brasil, mas tome cuidado com imitações se estiver comprando, principalmente, eletrônicos.

  • Valor médio de um jantar na praça de alimentação para duas pessoas: 300 baht (não se deixe enganar pelos valores no menu, quando for pagar, eles ainda vão adicionar 7% de taxa do governo mais 10% de serviço. Achamos um absurdo!).

Na primeira vez que visitamos este shopping foi a procura de um chip de celular e acabamos somente comendo na praça de alimentação do lugar. Lá tem uma sessão reservada só para comidas ocidentais, onde cada barraquinha oferece especialidade de cada nacionalidade como grega, portuguesa, francesa e americana, que foi o que escolhemos. Infelizmente não tinha comida brasileira. Nas outras vezes que visitamos foi para comprar algo (adaptador para a câmera 360, tripé, capa de celular,…) ou para encontrar amigos (novamente o Pichet, nosso amigo tailandês).

Siam Paragon e Central World

São os shoppings mais de luxo na capital. Vale super a visita mesmo se você, como nós, não vá comprar nada. Cada andar tem um “tema” diferente e você sente que mudou de shopping cada vez que muda o piso, principalmente no Siam Paragon.

Visitamos estes shoppings algumas vezes, seja para pesquisar preço de alguma coisa ou até encontrar amigos. Da última vez que fomos, esta semana, visitamos mais alguns andares e nos surpreendemos com a modernidade e beleza da arquitetura e das lojas dos shoppings. As praças de alimentação também são de outro mundo, com todas as opções possíveis e imagináveis. Nós preferimos algo mais simples e local mas, se está a procura de comida internacional, lá você encontrará com certeza.

Que tal garantir o seu chip com internet antes de sair do Brasil? A EasySim4U oferece diversos pacotes com internet ilimitada, além de pacotes de voz que você pode usar em mais de 190 países e o melhor, atendimento em português e entrega em todo o Brasil. Confira o melhor pacote para você. Use o cupom NAPROADAVIDA10 e receba 10% de desconto na compra do chip.

O que mais fizemos?

Visita aos arredores do Grand Palace

Como chegamos em Bangkok na semana que o Rei havia morrido, tivemos o privilégio de acompanhar todas as cerimônias de perto. Nós passamos um dia inteiro somente observando os tailandeses em volta do Grand Palace, onde o corpo do Rei ficou por um ano e mais alguns outros dias de celebrações super interessantes.

  • Gasto do dia para duas pessoas: 180 bahts (cerca de R$ 18,00).

O povo da Tailândia é o mais querido de todos! Mesmo sendo gringos, eles praticamente jogavam no nosso colo bolos, comida, sorvete, balas, água, lencinho umedecidos e um monte de outras coisas. Se falávamos que não, porque sabemos que aquilo é para o povo e não para a gente, eles insistiam falando: “ITS FREE! FREE! TAKE IT!” (é de graça, de graça! Pegue!) e ficava até chato não aceitar. Tailândia é muito amor (L) Nas outras vezes que visitamos os arredores do Grand Palace, conhecemos diversos templos maravilhosos como o Wat Pho, Wat Phra Kaew e visitamos vários cafés e restaurantes super legais.

Guia de viagem para Bangkok

O que mais fizemos?

Andar pelos becos da Old Bangkok: atividade que todos tem que fazer em Bangkok

Como vocês sabem, em Bangkok, nós trabalhamos como voluntários em uma escola e temos um andar da fundação para “morar”. A fundação fica num lugar SUPER local e é super interessante andar pelos becos daqui e ver como os locais vivem. Você passa e as portas estão todas abertas, as pessoas sentadas no chão descascando pimenta, brincando com as crianças ou simplesmente olhando o movimento da ruela. Adoramos andar por lá e super recomendamos que faca uma visita para ver a Bangkok de verdade. Dica: Se quiser ter esta experiência super demais, faça nosso roteiro de um dia diferente em Bangkok e, depois de visitar o templo chinês, venha na direção da Thong Tos Foundation (nossa fundação) e ande nas ruelinhas atrás dela. Se fizer isto, por favor nos conte o que achou 🙂

Ruelas de Bangkok

Ruelas de Bangkok

O que fazer em Bangkok

O que mais fizemos?

Soi Cowboy

Outra rua que ficou famosa por causa do filme “Se beber não case”. Lá você encontra bares, lugares para dançar, muito neon e música alta e pode ver os lady boys, prostitutas e travestis se divertindo. É com certeza um lugar a se visitar na noite de Bangkok.

Temos que visitar novamente esta rua agora, depois de um ano do falecimento do rei. Quem sabe não tiramos uma noite para dançar, beber e se divertir antes de viajar para o Sul da Tailândia 🙂 Se isto acontecer, quero ir no bar Tilac que foi um dos cenários do tão famoso filme.

Pat pong

Um distrito de Bangkok em que o entretenimento adulto rola solto. É como se fosse a Red Light da capital tailandesa. Lá você pode ver meninas dançando no pole dance, beber cerveja barata e até ver os tão famosos ping-pong shows.

  • Gasto do dia para duas pessoas: 560 bahts (cerca de R$ 56,00) com direito a duas cervejas, Breezer, almoço e jantar em restaurantes e com show gratuito das pobres das tailandesas.

Nos disseram que, quem vai a Bangkok tem que curtir um pouco do entretenimento adulto, e foi isso que fizemos. Quatro brasileiros, uma britânica, uma cabo-verdiana e duas portuguesas nos embrenhamos pelas ruas de Pat Pong e foi tudo um pouco estranho. Não é que eu não curti, eu só senti que lá não era o meu lugar. Me deixou triste ver meninas super novas sentadas no colo de velhos gringos nojentos, foi triste vê-las dançando de calcinha sem vontade nenhuma e foi triste que pagamos tão barato numa cerveja só para ficar no bar e observar toda esta tristeza. Eu acho que Bangkok tem lugares muito mais interessantes para se visitar mas, se tem curiosidade, está ai o lugar que tem que ir.

Visitar a Chinatown de Bangkok

Se você leu nosso post sobre O que fazer em Singapura vai perceber que amamos bairros étnicos. Com a Chinatown de Bangkok não seria diferente. Vá lá, visite os templos, ande pelos mercados, se assuste com tanta loja vendendo ouro, faça uma fish massage e coma deliciosamente bem e barato. Não fique somente na rua principal e caminhe nos becos, nos mercados e se perca no tanto de coisas que tem para fazer neste bairro. Ah, e bem pertinho da Chinatown tem uma mini Little India que super vale a pena a visita se você, como nós, ama comida indiana. Se você for na Little India vale a pena estender a visita e ir no tão famoso Flower Market que é incrível, principalmente durante a noite. Para saber mais sobre um dia em Chinatown veja nosso post Roteiros em Bangkok.

Rua principal do bairro Chinatown durante a noite - o que fazer em Bangkok

Rua principal do bairro Chinatown durante a noite

Fish Massage

Esta foi uma experiência ENGRAÇADÍSSIMA! Foi a nossa primeira atração no bairro Chinatown e não poderia ser melhor. Tínhamos acabado de conhecer as portuguesas que iam ensinar inglês para as crianças com a gente e não conseguíamos parar de rir em momento algum. Foram um dos 30 minutos mais divertidos de Bangkok.

  • Valor da fish massage por 30 minutos com descontinho porque éramos em seis pessoas: 50 baht para cada pessoa (cerca de R$ 5,00). Geralmente o valor é 80 bahts.

Night Flower Market (Mercado de flores)

O mercado funciona durante o dia todo e tem muito turista que visita a atração durante a tarde, mas é a noite que fica mais interessante. Se o mercado for perto do seu hotel ou de algo que for fazer na região, vale a pena pedir pro táxi parar por alguns minutos para ver o mercado em pleno funcionamento, mesmo tarde da noite. As flores são lindas e coloridas e dá vontade de comprar todas.

Roteiros para visitar Bangkok

Veja nossos roteiros para visitar Bangkok em 1, 2, 3, 4 dias e até sugestões para quem ficará mais tempo:

O que fazer em Bangkok

O que nos falta conhecer:

  • Rot Fai Market (um mercado super famoso de Bangkok)
  • Commons market (Outro mercado mais local que estou louca para ir)
  • Queremos visitar a Soi Cowboy e a Chinatown a noite mais uma vez
  • Ir no Gourmet Supermarket (Supermercado Gourmet) que tem em Siam. Você pode escolher a carne e ingredientes que quer e eles cozinham ali, na hora para você. Você também pode pegar vinho, pão e tudo lá dentro e pode comer ali, na praça de alimentação. Esta foi a indicação de um gringo suíço que conhecemos e ele adora lá.
  • Visitar um skybar novamente, agora com mais luzes na cidade
  • Ir no Bangkok Art and Culture Centre que foi uma indicação de nosso amigo tailandês. Ele conta a história da Tailândia em arte e me parece super moderno e interessante.
  • National Museum (200 bahts por pessoa para entrar mas estava fechado o ano passado para reforma)
  • Ir a um cinema em Bangkok (dizem que antes do filme começar toca o hino da Tailândia e eu queria muito presenciar isto)
  • Fazer uma Blind massage (com massagistas cegos)
  • Fazer uma aula de massagem

Sobre nossos gastos:

Nos exatos 29 dias que ficamos em Bangkok em Outubro de 2016 tivemos uma média geral de gastos de 604,07 bahts por dia (cerca de R$ 60 reais por dia), para duas pessoas. Isto porque tivemos 8 dias de praticamente gasto zero para descanso e também porque só pagamos três dias de hospedagem (com valor diário de 11,85 dólares o casal num quarto semi privado).

Este valor, se comparado com qualquer outra viagem em qualquer outra cidade do mundo foi MUITO abaixo do normal. Mais um motivo para amarmos a Tailândia: além de ser a terra dos sorrisos, é a terra da economia. Após os nossos tantos retornos a Bangkok, continuamos economizando em hospedagem mas, como já conhecemos a maioria das atrações, escolhemos alguma que nos interessa e vamos.

Nossa média de custos diários para o ano de 2017 foi cerca de 400 bahts (R$ 40 reais) para duas pessoas, já que cozinhamos na fundação, utilizamos ônibus como meio de transporte e, quando comemos fora, sempre escolhemos lugares locais e comidas típicas.

Atenção! Fique atento a diversos golpes que os tailandeses de Bangkok tentam te dar! Não acredite que todos os templos da capital estão fechados naquele dia e muito menos que os tuk tuks de cor amarela te levarão para todos os pontos principais da cidade por apenas TBH 40. Você vai acabar entrando em uma fria e pode até perder seu dia de visitar Bangkok por essas malandragens, fique ligado e sempre peça informações para a recepção de seu hostel/hotel.

Gostou das dicas de o que fazer em Bangkok? Tem alguma dúvida? E como foi a sua experiência visitando Bangkok? Conta pra gente aqui nos comentários! Se quiser ver mais fotos ou vídeos sobre a Tailândia e outros países da Ásia, siga as nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Pinterest e YouTube.

Que tal compartilhar?

Indo para a Tailândia?

Conheça os melhores passeios para a sua viagem. Guias, fotógrafos e atendimento em português.

Somos Bruno & Vic, dois viajantes que se conheceram e se apaixonaram trabalhando a bordo de um navio de cruzeiros. Em 2016, saímos em uma viagem ao mundo e, desde então, levamos a nossa vida na estrada. Entre caronas, voluntariados e trabalhos online compartilhamos nossas inúmeras experiências e pouco dessa vida nômade aqui no Blog Na Proa da Vida, veja mais

Planeje sua viagem

seguro viagem

hotéis

chip de internet

trabalho voluntário

passeios & ingressos

transporte pela ásia

Veja mais sobre o mesmo assunto:

Nota: este post pode conter links de parceiros do blog Na Proa da Vida. Isso significa que ao comprar um de seus produtos você estará ajudando na manutenção do nosso blog e do conteúdo de qualidade produzido para você. Não se preocupe, você não paga nadica de nada a mais por isso e ainda nos motiva a conseguir descontos exclusivos, em diversos serviços, para os leitores do Na Proa da Vida. Saiba mais.

Publicado em: Atualizado em Mar 1, 2021
<a href="https://www.naproadavida.com/" target="_blank">Victória</a>
Victória
Nascida em São Paulo, estudou Lazer e Turismo (USP) e tem no DNA a palavra viagem. Ama dar dicas de viagens e contar as experiências que já viveu. Já visitou mais de 45 países e não pretende parar tão cedo.

Pode ser interessante para a sua viagem

E aí, que tal deixar um comentário? ?

18 Comentários

  1. Lilian Vieira

    Ai que delícia, adorei as dicas. Vou pra Tailandia em Março de 2019 vou passar 22 dias, to meio perdida ainda em onde ir primeiro. Fiz uma programação de 3 dias em bancock, 3 dias em Chiang mai , 7 dias em Ko phi phi , tem 7 dias sobrando e não sei pra onde ir, quero praia, vale a pena ir para Ko thao? Mesmo sendo tão longe de phi phi, vou finalizar os ultimos 2 dias em bancock ja que meu voo de volta ao Brasil sai de lá. Me ajude!!..Parabens pelo site! Uma dúvida, li algumas coisas a respeito da água de lá não ser lá ”tão benta” assim pra se beber, isso é verdade?! Sou Alérgica a glutém to receosa nesse quesito alimentação lá.. Não vou poder ter tanta experiência gastronômica porque não posso arriscar comer algo e passar mal do outro lado do mundo. Abs.

    Responder
    • Victória Farina

      Oi Lilian, que comentário legal de receber, obrigada! Sobre roteiro acho que você super poderia pensar em passar alguns dias ou em Phuket ou em Krabi antes de Phi Phi para “gastar” esses 7 dias livres (Krabi é mais lindo, super recomendo Tonsai bay ou Railay beach). Koh Tao é extremamente lindo e até vale a pena mas você perderia um dia para ir e um dia para voltar. Veja se vale a pena para você e se joga! Outra coisa, deixe Bangkok por último, principalmente se pretende comprar souveniers e tudo mais. Se não você vai comprar e ter que carregar tudo pelas ilhas e os transportes são bem diferentes e até as vezes precários. Se quiser mais dicas, fale com a gente e podemos fazer uma consultoria ou algo do tipo para te ajudar melhor, íamos adorar 🙂 Sobre a água, realmente tome cuidado. Água do gelo e água da torneira dá diarréia mesmo. Basta você comprar água MINERAL (e não drinking water) nas lojas de conveniência e não aceitar bebida com gelo que já é meio caminho andado para evitar problemas. Sobre comida, leia os ingredientes antes de comer mas super recomendo que você prove ao menos alguns dos pratos típicos tailandeses que são uma delícia. Ah, e se puder reservar seus hotéis com os nossos links do Booking a gente ia super master agradecer <3 Muitos beijos e boa viagem

      Responder
  2. Rose Mafon

    Estou contando os dias para a chegada de janeiro ! Já estudei tanto Bangkok e as ilhas que já me sinto tailandesa hahahhah, mas nada como viver tudo isso ao vivo e detalhe sozinha. Vão ser qse 30 dias de descobertas.

    Responder
    • Victória Farina

      Que deliiiiiiiiiiicia Rose! Se tiver alguma dúvida, avise a gente e boa viagem 🙂

      Responder
  3. Keul Fortes

    A melhor lista! hahaha. Seguindo suas dicas com certeza conhecemos o melhor de Bangkok. Parabéns pelo post!

    Responder
    • Victória Farina

      Obrigadíssima Keul! Espero que tenha gostado mesmo porque deu trabalho pra fazer mas foi de coração :))))

      Responder
  4. Analuiza

    Sensacional! Muita coisa reunida em um só texto! E quantas atrações para ver e fazer por lá! Gostei de muitos itens da lista, mas acho que o Mercado Flutuante deve ser especialmente interessante. Eu também acho que para sentir uma cidade, um lugar devemos estar e não simplesmente passar. Muito legal a ideia de vocês de passarem 1 mês por lá! 🙂

    Responder
    • Victória Farina

      Que bom que curtiu o texto e as informações, Analuiza! Eu super acho que temos que ficar o quanto mais possível para conhecer mais profundamente um lugar e, felizmente, Bangkok foi uma das nossas casas da Ásia por mais de uma vez! Obrigada pelo comentário!

      Responder
  5. Martinha Andersen

    Waowwww.. que post maravilhoso. Ainda não conheço a Ásia, mas preciso visitá-la urgentemente. E a Tailândia será destino com certeza. Seu post me ajudará e muito. Obrigada!!! Boas festas =)

    Responder
    • Victória Farina

      Super obrigada Martinha pelo incentivo! Quando estiver planejando sua viagem para o paraíso dá uma olhadinha nas nossas dicas e, se tiver alguma dúvida, let me know :))) Espero que tenha um ótimo ano!

      Responder
  6. angela sant anna

    ahhh q sdds de bkk! tem tanta coisa que ainda nao fiz dessa lista! eu gostei muito do grand palace, dourado para tudo quanto eh lado! quando voltar quero fazer essas day trips!

    Responder
    • Victória Farina

      Faça sim, Angela! As day trips super valem a pena! Tem que voltar pra BKK e cortar algumas dessas coisas da lista então 🙂 Obrigada pelo comentário!

      Responder
  7. Patricia Camara

    Bem aqui está um post super completo e interessante para quem quiser reproduzir os seus passos e conhecer a Tailândia! Parabéns pela partilha, pelas fotos que estão maravilhosas e pela informação tão importante para programar uma viagem de sonho!

    Responder
  8. Karine Porto

    Viajar pela Tailândia em geral é muito barato! Ajuda DEMAIS saber o que fazer e qual a média dos preços cobrados para evitar furadas. Muito legal o seu post!! Deu pra ver o mundo de coisas que ainda preciso fazer em Bangkok!! 🙂

    Responder
    • Victória Farina

      Com certeza nós amamos mais a Tailândia por ser tão incrivelmente barata e interessante e por isso queremos mostrar o quanto mais para nossos leitores de como vale a pena visitar esse país incrível! Obrigada pelo comentário, Karine!

      Responder
  9. Francisco Agostinho

    Ufa…essa cidade é um mundo, mas com o vosso post assim fica tudo bem mais fácil. Obrigado, vou guardar! Boas festas!

    Responder

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *