As cidades da Europa mais baratas para visitar e mochilar

Home » Europa » As cidades da Europa mais baratas para visitar e mochilar
Atualizado em Apr 2, 2021
Por: Bruno

Atualizado em Apr 2, 2021
Por: Bruno

Quem é que não gosta de viajar gastando pouco? Mesmo que você esteja ciente dos preços no destino, é sempre bom economizar na viagem, não é mesmo? Por isso, se você, assim como nós, acha que economizar é viajar mais, confira essa lista de algumas das cidades da Europa baratas para viajar e curtir culturas e paisagens diferentes, seja num mochilão rápido, uma Eurotrip estendida ou mesmo uma viagem de férias, fugindo do trecho comum da chamada Europa Ocidental.

Cidades da Europa baratas para visitar

Bucareste, na Romênia

A capital da Romênia é uma das cidades mais jovens da Europa com os primeiros registros datando do século XV. Mas não se engane por essa aparente juventude, Bucareste não é uma cidade parada, na arquitetura as obras possuem os traços clássicos que caracterizaram as construções do século XVII, além de imensos monumentos, e, um dos maiores Parlamento da Europa, símbolo do período comunista.

O Museu Nacional de Arte da Romênia, a Calea Victorieri e o Museu Nacional de História da Romênia são lugares perfeitos para se descobrir a velha moça Bucareste. E a noite, a cidade dos Pubs vai poder revelar o motivo de ser uma das mais badaladas.

Palácio do Parlamento de Bucareste, o maior palácio do mundo. - cidades da europa mais baratas

Palácio do Parlamento de Bucareste, o maior palácio do mundo. | Foto: Bruno/ @naproadavida

A melhor parte é que Bucareste é barata, a moeda é o Leu Romeno (também abreviada como RON). É possível comer muito bem com 30 Ron, a locomoção com ônibus por 4 Ron e a estadia em um hostel por 54 Ron. Somando tudo, Bucareste possibilita uma tranquila estadia que vai de R$90 a 160 por dia, dependendo do seu estilo de viagem.

Nós visitamos a Romênia durante o verão e foi incrível passar por lugares tão bonitos, gastando tão pouco em um país Europeu.

Budapeste, na Hungria

Com uma cidade marcada por tantos povos e disputas é fácil imaginar o quanto de coisa se tem para fazer. Para início de conversa, no bairro judeu, se encontram monumentos homenageando os mortos na guerra, além das lindas sinagogas. A arquitetura gótica fica por conta do Castelo Vajdahunyad, que é tido como o Castelo do Drácula, e, o Castelo Real de Buda.

Observando Budapeste de um dos mirantes da Liberty Statue. - cidades da europa baratas para viagem na europa

Observando Budapeste de um dos mirantes da Liberty Statue. | Foto: Victória/ @naproadavida

Mas nem só de castelos se vive Budapeste, o Parlamento, o Museu do Terror e a Praça do Heróis são os principais marcos políticos da cidade. E claro, depois que ficar andando que tal relaxar em um dos banhos termais que marcam Budapeste?

Essa é uma das atrações mais procuradas por quem visita a cidade, mas fique de olho, porque algumas atrações turísticas podem custar um pouco a mais que o esperado, tirando algumas posições de Budapeste no ranking das cidades baratas para visitar na Europa.

A moeda é o Florim (HUF ou Hungarian Forint), em média, uma noite em hostel sai em cerca de R$40, o almoço saí a partir de R$45. A cidade conta com uma ampla rede de transporte público o que barateia a locomoção e possibilita conhecer de perto a vida de Budapeste. Outro fator para deixar a viagem por Budapeste ainda mais barata, é que existem muitas coisas para se fazer de graça na cidade.

Trabalho voluntário - viaje gastando pouco
Pensando em viajar por um longo período e fazer trabalhos voluntários? Acesse o site da Worldpackers e tenha US$10 de desconto na sua próxima experiência no exterior.

Kotor, em Montenegro

A cidade medieval mais preservada da Europa ainda possui uma enorme extensão de muralhas. Se quiser aproveitar a linda vista, da cidade banhada pelo Mar Adriático, a dica é dar uma volta nas muralhas da cidade, e, se estiver animado, subir os 1300 degraus até as ruínas da Fortaleza de São João. As igrejas como a Catedral de Kotor, a Igreja de São Lucas e São Nicolau também fazem parte da paisagem urbana.

Pelas muralhas da cidade medieval de Kotor, Montenegro.

Pelas muralhas da cidade medieval de Kotor, Montenegro. | Foto: Victória/ @naproadavida

Como a cidade de Kotor é banhada pelo mar, um mergulhinho é parte do roteiro dos viajantes, se a água não estiver muito fria, é claro. E claro, para poder deixar a cabeça descansar, uma boa ideia é aproveitar as praças, ruelas e parques ofertados.

A moeda usada em Montenegro é o euro, uma noite em hostel sai a partir de R$50 e para aproveitar uma boa refeição é preciso em média de R$40 – 60, mas você também pode comer em lugares mais em conta como pequenas pizzarias que vendem por R$4 um pedaço de pizza, em restaurantes de Kebab ou mesmo fazer comprinhas nos pequenos supermercados da cidade. Boa parte da cidade pode ser apreciada a pé o que deixa os bolsos igualmente tranquilos.

Vista de Kotor desde as ruínas da Fortaleza de São João.

Vista de Kotor desde as ruínas da Fortaleza de São João. | Foto: @naproadavida

Nós visitamos Kotor durante a nossa viagem de carona pela Europa e adoramos a cidade e todo o entorno e, como conhecemos pessoas através do Couchsurfing, a nossa estadia ficou ainda mais barata.

Vai viajar pela Europa? ✈️?

Conheça a Flixbus e reserve ônibus a partir de €3,00 e uma estrutura com wi-fi, café, biscoitos entre outros. Veja a disponibilidade e valores para a sua viagem.

Cidades da Europa baratas para viajar

Lisboa, Portugal

Lisboa é uma cidade que respira história por todos os lados. Com traços deixados pela ocupação muçulmana beeem lá atrás, suas ruas estreitas e obras como o Castelo de São Jorge ou até mesmo às margens do Tejo, os monumentos e lembranças de quando os portugueses saíram em busca de novas terras e riquezas.

Para os interessados em história, o Museu da Cidade de Lisboa é uma ótima parada, além disso, na Praça do Comércio o Lisboa Store Center possibilita viver, de forma interativa, o terremoto de 1755.

Em um dos vários mirantes de Lisboa, Portugal. | Foto: @lisboanamala - cidades da europa baratas pra visitar

Em um dos vários mirantes de Lisboa, Portugal. | Foto: @lisboanamala

Para apreciar a vista, nada melhor que aquele cafezinho no Café-Restaurante Martinho da Arcada, e poder aproveitar o lugar onde Fernando Lisboa tanto gostava de estar. O Museu do Dinheiro, a Igreja de São Domingos, a Avenida Ribeira Das Naus e a Rua Cor de Rosa são outros espaços que agradam muito a todos que por ali passam.

Lisboa é conhecida por ser uma das cidades da Europa mais baratas para se visitar, e possui muitos locais gratuitos para serem frequentados.

Uma noite em um hostel pode sair a partir de R$40-50 e, as refeições podem variar dependendo do local que você escolher, pois é possível comer bem em restaurantes locais e gastar cerca de R$40-50 ou ir em restaurantes mais turísticos e gastar bem mais.

Aluguel de carro
Pesquise as opções de aluguel de carro para a região da sua viagem. A Rentcars e a RentalCars são ótimas buscadoras de locadoras de carro para alugar.

Liubliana, na Eslovênia

Na capital mais verde da Europa, com grande parte da área ocupada por vegetação, é evidente que o grande atrativo é a natureza presente em lugares como o Parque Tivoli, na Caverna de Postojna e no Lago Bled.
A Ponte do Amor, a Ponte dos Sapateiros e as Três Pontes carregam o símbolo de Liubliana, os dragões.

E já que estamos no clima medieval, o Castelo de Liubliana, a Catedral de São Nícolas, a Igreja Franciscana da Anunciação e a Prefeitura de Liubliana entram na rota. Em contraste com o clima medieval bucólico, o Metelkova traz bares alternativos que completam o cenário urbano de Liubliana.

Pelos canais de Liubliana, na Eslovênia.

Pelos canais de Liubliana, na Eslovênia.

Por cerca de R$40 a noite, é possível se hospedar no em torno da cidade, uma refeição completa sai por R$30, e como boa parte dos monumentos históricos são visitados a pé, não é preciso se preocupar com transporte público, que custa de 8 reais o trecho. Sem contar os passeios ao ar livre que não custam nada. Esta região da Europa é realmente muito legal de se visitar, além de contar com as cidades mais baratas do continente europeu.

Não viaje para a Europa sem seguro! Estamos viajando há mais de 3 anos pelo mundo e já tivemos diversos problemas na viagem que foram cobertos pelo nosso seguro viagem. Nós estávamos cobertos pela World Nomads e o suporte foi sempre sensacional e em português. Eles oferecem 5% de desconto com o código: PROADAVIDA.
Outro grande parceiro brasileiro é a Seguros Promo, que oferece 5% de desconto para os viajantes leitores do blog que usarem o código NAPROADAVIDA5.
Assista aos vídeos desta playlist para ajudar na hora de fechar o seguro e garantir o desconto.

Lviv, na Ucrânia

Essa foi uma das cidades que mais gostamos de visitar durante a nossa viagem de carona pela Europa. Talvez pelas pessoas que conhecemos, talvez pela cidade em si, o fato é que nos divertimos muito, bebemos e comemos muito bem.

Restaurante Tamada em Lviv. Comida da Geórgia, uma das nossas preferidas

Restaurante Tamada em Lviv. Comida da Geórgia, uma das nossas preferidas. | Foto: Bruno/ @naproadavida

Mas falando da cidade em si, Lviv passou pelo domínio da Polônia, Áustria e finalmente Ucrânia, e essa mistura de cultura e povos fez com que a cidade se diferenciasse das demais cidades ucranianas. Quer entender melhor o que estou falando?

Basta visitar as diversas igrejas como a Catedral Armênia, a Igreja do Jesuítas e a Catedral de São Jorge, por lá você vai encontrar os traços arquitetônicos góticos e barrocos. Os horrores das Grandes Guerras ficam exibido no Museu do Arsenal, com armas do mundo todo.

Na Torre do Conselho Municipal a cidade se revela através da vista. E para completar, se você for fã de café pode marcar a viagem para a época do Lviv Coffe Festival.

As noites dançantes e felizes de Lviv, na Ucrânia.

As noites dançantes e felizes de Lviv, na Ucrânia. | Foto: Bruno/ @naproadavida

As noites de Lviv são bem agitadas durante o verão, com muitas pessoas de várias idades dançando nas praças da região central, comendo nas mesinhas de ótimos restaurantes que ficam em suas ruas mais estreitas ou tomando algo nas calçadas, como o famoso Vinho de Cereja no Drunk Cherry Wine.

Lviv usa a moeda ucraniana chamada Grívnia (UAH), e é possível se hospedar por cerca de R$20 a diária, um almoço completo e bom, fica em torno de R$30 e, como tudo é bem perto, andar a pé é uma opção que ajuda muito na economia.

Lviv é uma das cidades mais baratas que já visitamos no mundo inteiro, se for pensar somente nas cidades da Europa então, ela se destaca facilmente.

Que tal garantir o seu chip com internet antes de sair do Brasil?

A EasySim4U oferece diversos pacotes com internet ilimitada, além de pacotes de voz que você pode usar em mais de 190 países e o melhor, atendimento em português e entrega em todo o Brasil. Confira o melhor pacote para você. Use o cupom NAPROADAVIDA10 e receba 10% de desconto na compra do chip.

Cidades da Europa baratas para conhecer

Praga, na República Tcheca

O clima medieval pode ser revivido através do Castelo de Praga, o maior castelo do mundo. Além disso, dá para aproveitar para conhecer a Igreja de São Cirilo e São Metódio, e, as igrejas presentes na Praça da Cidade Velha. O clima religioso misto pode atrair curiosidade, nesse caso a Sinagoga Velha-Nova e o Mosteiro de Strahov são boas opções de visitação.

Entre as diversas atrações, muros e artes de Praga. - cidades da europa baratas para mochilão europeu

Entre as diversas atrações, muros e artes de Praga. | Foto: @naproadavida

A Torre do Relógio e Old Town Hall são essenciais para quem quer entender porque Praga é conhecida como a “cidade dos cem pináculos”, mas não espere muito e nem crie expectativas para esta parte da visita, principalmente do relógio, você irá entender melhor o motivo quando ver a torre.

Em termos de preços, Praga é gentil com os brasileiros, pois não adota o euro como moeda oficial. E por isso, é relativamente fácil de fazer as contas ficarem na média de R$150 por dia em uma viagem a Praga, porém, tudo isso depende muito do seu estilo de viagem, da região e lugar em que se hospeda, alimentação e outros. Nós passamos 3 dias em Praga, gastando apenas 50 euros para estes dias na cidade, com direito a cerveja local e besteirinhas no centro.

Riga, Letônia

Tem lugares que carregam os anos de história em cada detalhe, Riga é um exemplo perfeito, a capital da Letônia faz parte dos Países Bálticos. As construções trazem marcas que vão do período medieval até a ocupação russa. Nos arredores da cidade é possível visitar os castelos medievais, e, passar pelo Palácio de Rundale com os traços barrocos marcantes.

A visita a Casa das Cabeças Negras, ao Monumento a Liberdade e ao Museu da Ocupação, explica as transformações que passaram pelas ruas de Riga. E para poder apreciar um pouco da Art Nouveau a rua Alberta Iela, é referência mundial.

Se você der a sorte de conhecer algum morador local, como foi o nosso caso, pode ter a oportunidade de ter experiências totalmente fora do comum e visitar parques onde eles vão para dançar, represas em que tomam banho nas noites quentes do verão e até mesmo uma praia, nos arredores de Riga. Confira um pouco mais num post sobre a nossa passagem por Riga durante a Eurotrip de carona que fizemos, cruzando da Rússia à França.

Um pôr do sol lindo em uma das praias vizinhas de Riga, Letônia. - cidades da Europa baratas para mochileiros

Um pôr do sol lindo em uma das praias vizinhas de Riga, Letônia. | Foto: Bruno/ @naproadavida

Apesar de fazer parte da zona do euro, Riga é uma cidade barata, com valores que vão de R$120 a 160 por dia, você consegue se locomover, garantir uma boa alimentação e uma estadia de qualidade. Se você quiser baratear ainda mais, a dica é procurar estadia nos arredores da cidade, fugindo do centro histórico. Mas veja se realmente vale a pena, pois gastar com transporte, às vezes sai mais caro que pagar um pouco a mais na hospedagem.

Sarajevo, na Bósnia

Sarajevo é uma cidade europeia com marcas recentes de guerras. O Cerco de Sarajevo deixou cicatrizes no físico e no cultural da cidade, como o Vijecnica e uma das atrações mais angustiantes, o Túnel da Esperança.

A Ponte Latina onde Franz Ferdinando foi assassinado, o War Childhood Museum que mostra a história da guerra da Bósnia, e, o bairro Vratnik onde os túmulos dos mortos durante o cerco somem de vista, contam parte da guerra que passou pelas ruas.

A cidade abriga uma variedade de religiões, através das mesquitas, igrejas e templos se pode conhecer as influências culturais de Sarajevo.

As cidades da Europa mais baratas para visitar e mochilar

A moeda local é o Marco Convertível (o BAM) e um almoço, em um restaurante modesto, custa em média R$25, se encontra um hostel a partir de R$50 e a locomoção no centro histórico pode ser feita toda a pé. Para visitar locais mais afastados a opção de pegar um ônibus não encarece muito a viagem.

Saranda, litoral da Albânia: uma das cidades mais baratas da Europa para viajar

A pequena cidade albanesa é um refresco para os que sentem saudade de um clima brasileiro. O extenso número de praias e o turismo ainda em desenvolvimento, trazem dois elementos essenciais do descanso, a tranquilidade e o preço.

Nós passamos cerca de um mês em Sarande, por conta de um trabalho voluntário que decidimos fazer através da Worldpackers e nos apaixonamos pela região, que é simplesmente recheada por praias extremamente paradisíacas.

Começando por Mirror Beach, onde existe a possibilidade de nadar por uma mini caverna, em seguida, Monastir Beach, sendo uma praia mais vazia para aproveitar a vista, e para finalizar, Lukove Beach, com as águas ideais para um mergulho.

Além das praias, o The Blue Eye e o Parque Nacional de Butrint são obras primas da natureza e das civilizações antigas, reconhecidas pela Unesco.

Sozinhos na Mirror Beach, uma prainha que virou nossa xodó em Sarandë.

Sozinhos na Mirror Beach, uma prainha que virou nossa xodó em Sarandë. | Foto: Bruno/ @naproadavida

Refeições deliciosas de frutos do mar saem por valores entre R$40 e 80. A estadia varia um pouco, mas, se encontra um hostel a partir de R$50 a diária, como Hostel Hasta La Vista. Para poder aproveitar todas as praias é interessante alugar um carro ou tentar a sorte pedindo carona nas estradas da região, que foi algo que nós também fizemos.

E aí, gostou das dicas? E como foi a sua experiência nas cidades da Europa mais baratas? Conta pra gente aqui nos comentários! Se quiser ver mais fotos ou vídeos sobre a Europa, siga as nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Pinterest e YouTube.

Que tal compartilhar?

Indo para a Tailândia?

Conheça os melhores passeios para a sua viagem. Guias, fotógrafos e atendimento em português.

Somos Bruno & Vic, dois viajantes que se conheceram e se apaixonaram trabalhando a bordo de um navio de cruzeiros. Em 2016, saímos em uma viagem ao mundo e, desde então, levamos a nossa vida na estrada. Entre caronas, voluntariados e trabalhos online compartilhamos nossas inúmeras experiências e pouco dessa vida nômade aqui no Blog Na Proa da Vida, veja mais

Planeje sua viagem

seguro viagem

hotéis

chip de internet

trabalho voluntário

passeios & ingressos

transporte pela ásia

Veja mais sobre o mesmo assunto:

Nota: este post pode conter links de parceiros do blog Na Proa da Vida. Isso significa que ao comprar um de seus produtos você estará ajudando na manutenção do nosso blog e do conteúdo de qualidade produzido para você. Não se preocupe, você não paga nadica de nada a mais por isso e ainda nos motiva a conseguir descontos exclusivos, em diversos serviços, para os leitores do Na Proa da Vida. Saiba mais.

Publicado em: Atualizado em Apr 2, 2021
<a href="https://www.naproadavida.com/" target="_blank">Bruno</a>
Bruno
Já morei numa casa de lata flutuante onde o maior prazer era descobrir os sete mares. Trabalhei nos maiores eventos esportivos do mundo e vi o Bolt voando para mais um ouro no Rio de Janeiro. Hoje viajo o mundo sem data de volta para casa, na verdade, tenho chamado o mundo de minha casa. Não conto quantos países conheci pelo número de carimbos no passaporte, pois às vezes conheço dez países dentro de um só. Mergulhador e amante do oceano, amo aprender novos idiomas e coisas novas e escrevo sobre algumas das minhas aventuras no Na Proa da Vida.

Pode ser interessante para a sua viagem

E aí, que tal deixar um comentário? ?

0 Comments

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *